Causas do mau hálito

A halitose costuma estar relacionada à má higiene oral. Descobrir as causas do mau hálito pode ser a chave para remediar este problema.
Causas do mau hálito

Última atualização: 11 Fevereiro, 2021

Poucas situações são mais desconfortáveis ​​e chocantes do que sentir mau hálito em si mesmo. E o que fazer quando temos alguém próximo com esse problema? Em qualquer caso, a halitose pode afetar seriamente as relações interpessoais e a autoconfiança de uma pessoa. Apresentamos algumas chaves importantes para entender as causas do mau hálito e remediar este problema que pode afetar você e as pessoas ao seu redor.

Os gatilhos para esse problema costumam ser de origem oral. Um estudo publicado pela Medifam estabelece que 90% dos casos de halitose nascem na cavidade oral. Em muitos desses casos, o problema tem a ver com o acúmulo de placa bacteriana na língua.

Os outros casos estão relacionados a cáries, problemas periodontais, tabagismo, aos alimentos ingeridos e outras condições da boca, nariz ou garganta, de acordo com uma publicação da Mayo Clinic.

Neste último caso, existem doenças sistêmicas que causam halitose. Geralmente, são problemas respiratórios, digestivos, hepáticos e renais. Às vezes, o uso de certos medicamentos ou alguns estados orgânicos também influenciam a questão.

A verdade é que nem sempre a halitose é detectada por quem a sofre, mas quem se aproxima costuma percebê-la. Não é um problema de saúde em si, mas causa transtornos sociais.

Por isso, é importante detectar as causas do mau hálito para tratar a situação de maneira adequada. Vamos examinar isso com mais detalhes.

As causas do mau hálito

Mulher com mau hálito

Antes de examinar as causas do mau hálito em detalhes, deve-se notar que a ciência estabeleceu uma premissa. Conforme declarado em uma publicação do British Medical Journal de 2006, a halitose é causada principalmente pela presença de bactérias.

Na boca, existem bactérias que se instalam em áreas com pouco oxigênio, como atrás da língua. Essas bactérias se alimentam de restos de comida que permanecem na cavidade oral, bem como de células mortas e de alguns elementos da saliva.

Em sua atividade, esses micro-organismos geram gases que são exalados no hálito. Todos são compostos sulfúricos voláteis (CSV), que possuem odores desagradáveis.

De acordo com a American Dental Association, a principal medida para se livrar desses odores é manter uma higiene bucal adequada, o que abrange uma escovação dentária que inclui a língua e os cantos mais escondidos da boca. Dito isso, vejamos as principais causas do mau hálito.

Dentes sujos e gengivas infectadas

A maioria das pessoas escova os dentes superficialmente. É importante aprender a fazer uma higiene oral adequada, que inclua a língua e as áreas mais isoladas da boca.

Não é necessário escovar vigorosamente, mas com cuidado e frequência. As gengivas infectadas aparecem quando o fio dental não é usado durante a escovação. É necessário usar este elemento para remover os restos de comida que passam despercebidos. Também é aconselhável ir ao dentista pelo menos duas vezes por ano.

Língua saburrosa

A língua saburrosa é aquela que aparece coberta por uma camada esbranquiçada ou amarelada. Uma tese apresentada na Universidade das Américas detalha que isso se deve ao acúmulo de bactérias ou restos de alimentos como resultado da limpeza oral inadequada. Às vezes, também é um sintoma de doenças gastrointestinais.

Para evitar esse e outros problemas, a língua deve ser limpa suavemente com uma escova de cerdas macias, tentando cobrir toda a sua superfície. É bom limpá-la em todo o seu contorno, embora não seja aconselhável ir muito atrás, já que isso pode provocar vômitos.

Boca seca

Cuidar da saúde da língua

É preciso haver saliva na boca para limpar as bactérias nos dentes, gengivas e língua. No entanto, há algumas circunstâncias que fazem com que a boca se seque, favorecendo a proliferação de bactérias e a halitose.

A boca fica seca quando não comemos regularmente e ficamos com o estômago vazio. Por isso, é melhor não ficar muito tempo sem comer e fazer lanches entre as refeições.

Da mesma forma, o estresse e a ansiedade podem causar uma redução na produção de saliva, de acordo com um estudo recente publicado em uma revista especializada em odontologia.

Uso excessivo de enxaguantes bucais

Existe um mito muito difundido de que o uso frequente de enxaguantes bucais pode prevenir o mau hálito, mas isso não é verdade. Embora seja verdade que o enxágue bucal deixa um aroma agradável na boca imediatamente, usá-lo em excesso pode irritar a cavidade oral. É melhor enxaguar a boca com moderação.

Se o que você quer é uma sensação de frescor, pode ser melhor enxaguar a boca com um copo de água com algumas gotas de hortelã. Os enxágues com óleo essencial também são eficazes, de acordo com um estudo publicado pela Mexican Dental Magazine .

Outras causas do mau hálito a evitar

Como observamos anteriormente, existem vários outros fatores que podem ser a causa do mau hálito. Fumar é um deles, e há estudos que confirmam isso. Um exemplo é o publicado pelo Open Access Macedonian Journal of Medical Sciences.

Por outro lado, o uso de medicamentos e as infecções na boca, nariz ou garganta também podem ser os gatilhos. Em qualquer um dos casos mencionados, é melhor consultar o seu médico para encontrar a origem do problema. Desta forma, o tratamento mais conveniente pode ser indicado.

Pode interessar a você...
Receitas caseiras para combater o mau hálito
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Receitas caseiras para combater o mau hálito

A halitose é mais frequente do que você imagina. Pensando nisso, neste artigo falaremos sobre remédios para combater o mau hálito.