Quais são as causas da lipotimia?

Existem várias causas que explicam por que a lipotimia ocorre. Algumas delas são banais e outras requerem atenção médica para desvendar a origem. Neste artigo, vamos contar tudo em detalhes.
Quais são as causas da lipotimia?

Última atualização: 08 Março, 2021

As causas da lipotimia são, em sua maioria, explicáveis. Algumas delas são mais frequentes e diárias, enquanto outras se referem a problemas em órgãos vitais como o coração.

Partimos do fato de que a lipotimia é um evento pelo qual muitos de nós já passamos em algum momento. Ou, pelo menos, conhecemos pessoas próximas que desmaiaram.

Lipotimia é uma palavra derivada da língua grega. Consiste em duas partes: leipo, que significa sair, e timos, que significa sentidoA expressão se refere a uma perda de consciência, ou seja, um desmaio.

Para a medicina, o quadro clínico é referido quando há uma breve perda de consciência resultante de um fluxo sanguíneo menor para o cérebro. Esta menor irrigação momentânea pode responder a várias causas.

A perda de consciência por desmaio é acompanhada por uma perda de tônus ​​muscular, que é um sintoma e um mecanismo de defesa. A perda de tônus ​​leva a desmaios e quedas, o que faz com que o cérebro permaneça no mesmo nível do resto do corpo, favorecendo a sua irrigação.

Ao cair, o corpo humano garante que o coração precise de menos pressão para levar o sangue ao cérebro. Por esse motivo, a lipotimia se resolve automaticamente em quase todos os casos, e o faz imediatamente.

Vamos investigar as causas profundas, mas devemos saber que existem pessoas mais propensas do que outras a sofrer esses apagões. Idosos, usuários de anti-hipertensivos e cardiopatas apresentam fatores de risco.

Sintomas da lipotimia

Quando a lipotimia ocorre, aparecem os sinais que rapidamente identificamos como um desmaio. Em geral, há indícios que levam ao próprio desmaio e depois à queda. Entre estes sintomas, temos:

  • Falta de força: pela perda do tônus ​​muscular, que é progressiva.
  • Palidez: principalmente no rosto. Como há menos fluxo sanguíneo para o cérebro, a vascularização da pele do rosto também sofre. A cor se recupera pouco tempo após a queda.
  • Sudorese: geralmente há um suor frio que antecipa o desmaio. Isso se deve a uma reação em cadeia do corpo tentando aumentar a pressão arterial como último recurso. A ativação dos nervos periféricos para prevenir o desmaio resulta em suor.

Uma vez que a situação é imparável, ocorrem desmaios e quedas. O principal sintoma é a perda de consciência, uma desconexão momentânea com a realidade.

A queda pode causar uma lesão traumática devido à pancada. Isso é especialmente perigoso em indivíduos idosos, que podem até mesmo fraturar ossos grandes, como fêmur, quadril, rádio e ulna.

Homem ajudando mulher desmaiada
Antes de desmaiar, a pessoa pode sentir perda de força, sudorese e palidez.

Causas da lipotimia

De maneira geral, a lipotimia tem origem cardíaca em uma pequena proporção dos casos. Isso é bom, pois presumimos que a maioria dos casos será benigna, decorrente de outras causas menos preocupantes. Como causas gerais de lipotimia, temos:

  • Estresse: estados de ansiedade, medo e angústia podem levar ao desmaio psicogênico.
  • Calor extremo: quando o corpo entra em um processo de desidratação por calor, sua pressão arterial diminui e isso afeta a irrigação do cérebro.
  • Dor: o corpo humano, ao passar por dores intensas, pode desmaiar como mecanismo de defesa para desconectar o cérebro da dor. Além disso, a dor persistente e forte também pode causar hipotensão.

Por outro lado, como causas mais específicas de lipotimia, citaremos:

  • Anemia: estados de anemia grave, com baixa concentração de hemoglobina, alteram a circulação sanguínea e o suprimento de oxigênio cerebral.
  • Hipoglicemia: em diabéticos mal tratados ou descompensados, ou em pessoas que jejuaram por muitas horas, pode ocorrer uma queda na concentração de açúcar no sangue. Essa hipoglicemia leva ao desmaio.
Mulher com arritmia
Em pacientes com arritmias, anemia grave e hipoglicemia, a lipotimia é comum.

O que fazer em caso de desmaio?

Sabendo que se trata de uma situação frequente, devemos estar prontos para agir quando presenciarmos uma lipotimia. Não vamos chegar ao diagnóstico nesse momento, mas podemos dar uma mãozinha para quem precisa.

A primeira coisa a fazer diante de um desmaio é verificar se a pessoa respira e se tem pulso. Se for uma lipotimia, ela irá recuperar imediatamente um pouco da consciência e entrar em contato com o exterior.

Uma vez consciente, será necessário colocá-la horizontalmente de costas e levantar os membros inferiores. Isso vai acelerar o fluxo de sangue para o cérebro, revertendo os sintomas de desmaio. Também é útil se aquecer com um casaco se ela sentir frio na pele. Desta forma, a circulação também é melhorada.

Seria contraindicado oferecer comida ou bebida imediatamente. É preferível esperar que a pessoa se recupere mais, seja capaz de se sentar e de aceitar deliberadamente algo para comer.

Se a lipotimia durar muito tempo, for um evento repetitivo, ou se a pessoa tiver um histórico cardíaco, uma consulta médica será fundamental. Pode ter sido um desmaio banal, mas as patologias de risco devem ser descartadas.

It might interest you...
As consequências da falta de ferro
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
As consequências da falta de ferro

Ainda que o marcador mais importante da falta de ferro seja a anemia, este problema tem mais consequências que vale a pena conhecer.



  • Palpitaciones, Gutiérrez O. “lipotimia y síncope.” Gutiérrez O, Araya V. Manual de arritmias cardiacas. Editorial de la Universidad de Costa Rica, San José (2005): 42-46.
  • Herrera, Diego, et al. “SÍNCOPE/LIPOTIMIA.” Manual médico SALUDESA 1.1 (2016).
  • Dubner SJ, Roel J, Sokn FJ, Porcile R, Cifre J, Falcon J y col. Estudio de pacientes con síncope. Evaluación diagnóstica y seguimiento. Rev Argent Cardiol 1992;60:147-54.