Carne crescida nos olhos: o que é e por que aparece?

A carne crescida nos olhos é um problema de saúde causado principalmente pelo impacto do sol e do meio ambiente. A melhor forma de prevenir essa condição é proteger os olhos dos raios ultravioleta do sol, usando bons óculos.
Carne crescida nos olhos: o que é e por que aparece?

Última atualização: 30 Maio, 2021

A carne crescida nos olhos também recebe os nomes de pinguéculapterígio. Trata-se de uma protuberância de tecido que surge na conjuntiva e que pode colocar a saúde ocular em risco, embora, a princípio, não seja uma condição grave.

Cabe considerar que a superfície do olho está diretamente exposta ao meio ambiente. Por isso, ela recebe o impacto dos raios solares e da poluição atmosférica. Esses são fatores decisivos para o aparecimento da carne crescida nos olhos.

Justamente por isso, a carne crescida nos olhos é um problema que aparece com maior frequência nas regiões tropicais. A forte radiação nessas regiões coloca qualquer pessoa em maior risco de desenvolver uma condição desse tipo.

A carne crescida nos olhos

Dor nos olhos

A carne crescida nos olhos pode ser definida como um crescimento anormal de tecido na conjuntiva ocular. Esta é uma membrana fina e transparente que cobre a esclera, ou seja, a parte branca do olho, e também a área interna da pálpebra.

Este crescimento tem a aparência de uma protuberância com forma triangular ou redonda e de tamanho variável. Estende-se desde a conjuntiva até a córnea. Às vezes, tem a aparência de uma espécie de pano esbranquiçado na borda interna ou externa da córnea.

Quando a carne crescida nos olhos assume a forma de uma pequena bola branca, cheia de gordura, é chamada de pinguéculaSe começa a crescer e atinge a pupila, chegando até a córnea, é denominada pterígio. Em ambos os casos, são tumores benignos que, no entanto, podem chegar a desfigurar o olho.

Características

A carne crescida nos olhos é classificada, a princípio, de acordo com o seu tamanho:

  • Pode ser pequena e, neste caso, não gera maiores problemas.
  • Também é possível que seja média e, nesse caso, geralmente causa algum desconforto.
  • Se for grande, muito provavelmente afetará a visão.

Por outro lado, esse tipo de condição também é classificado de acordo com o grau de inflamação que apresenta. A partir desse ponto de vista, encontramos dois tipos:

  • atrófico, no qual a protuberância é fina e sem sintomas.
  • inflamado, que tem coloração vermelha, é espesso e causa diversos sintomas.

Os sintomas usuais de carne crescida nos olhos são:

  • Vermelhidão nos olhos.
  • Coceira ou queimação frequente.
  • Dor que é sentida de forma penetrante.
  • Visão turva em maior ou menor grau.
  • Sensação de ter um objeto estranho no olho.

Você pode se interessar: Como detectar a toxoplasmose ocular?

Origem da carne crescida nos olhos

Carne crescida nos olhos

Assim como ocorre em outros casos, a ciência ainda não sabe exatamente por que a carne crescida nos olhos aparece. Porém, foi possível identificar os fatores que facilitam o seu aparecimento:

  • Exposição aos raios ultravioleta: a exposição contínua ao sol, sem proteção para os olhos, facilita o aparecimento deste tipo de protuberância.
  • Exposição aos elementos ambientais: vento, calor, poeira, ar seco e fumaça também contribuem para a formação dessas protuberâncias.
  • Síndrome do olho seco: aqueles que sofrem com esse problema têm maior facilidade para desenvolver a carne crescida nos olhos.
  • Interrupção do sono: quando uma pessoa para de dormir com frequência e por longos períodos, tende a gerar esse tipo de anomalia.

Tudo indica que os fatores mencionados impedem uma lubrificação adequada dos olhos. Isso, por sua vez, leva ao ressecamento e depois à irritação. Exatamente onde ocorre a irritação, começa a crescer um novo tecido, originando a carne crescida. Isso acaba afetando o funcionamento normal da glândula lacrimal.

Outros dados interessantes

É muito importante proteger os olhos da radiação ultravioleta. A melhor maneira de protegê-los é usar óculos com proteção UVA e UVB, não só em dias de sol, mas sempre que estivermos em ambientes externos. Isso se aplica especialmente às pessoas que vivem em países tropicais.

Da mesma forma, é aconselhável usar boné, chapéu ou viseira e algum tipo de lubrificante para os olhos, em gotas ou em gel, durante os dias mais ensolarados. Não é aconselhável se expor diretamente ao sol entre as 10:00 e as 15:00.

Por enquanto, não há nenhum medicamento para tratar a carne crescida nos olhos. No máximo, são prescritos produtos para aliviar o desconforto. Quando ela cresce demais e afeta a visão, a única opção possível é fazer uma cirurgia para removê-la.

Pode interessar a você...
Os 8 principais sintomas da catarata
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Os 8 principais sintomas da catarata

Você saberia dizer quais são os principais sintomas da catarata? Conheça neste artigo os sinais desta doença ocular e aprenda a identificá-la.



  • Rojas Álvarez, E. (2007). El pterigión: más allá de los aspectos médicos. Revista cubana de oftalmología, 20(2), 0-0.
  • Sánchez-Trancón, A., Dorado-Martín, J. J., & Albi-Hernández, G. (2006). Pterigión. FMC Formacion Medica Continuada En Atencion Primaria. https://doi.org/10.1016/S1134-2072(06)71310-X
  • Belmary Aragonés CruzI; Jaime Alemañy MartorellII. (2009). Relación de la radiación ultravioleta y el pterigión primario. Revista Cubana de Oftalmología V.