Cálculos biliares: alimentos recomendados

Se você sofre de cálculos biliares, é importante consultar um especialista para encontrar o tratamento adequado para o seu caso. Alguns alimentos podem ajudar a aliviar os sintomas.
Cálculos biliares: alimentos recomendados

Última atualização: 22 Maio, 2021

Os cálculos biliares são uma doença que, devido aos seus sintomas, pode demorar a ser detectada. Você pode nem levar em conta que pode sofrer com essa alteração no corpo, mas a partir de agora é importante que você aprenda o que é e como pode lidar com isso.

A vesícula biliar é um órgão que faz parte do sistema digestivo e se localiza no lado direito do corpo, bem próximo à cavidade abdominal. É pequeno, mas sua função é essencial, pois é responsável por armazenar a bile, um líquido que ajuda a fazer a digestão corretamente.

Neste artigo, descobriremos os motivos pelos quais os cálculos biliares aparecem e que tipo de dieta devemos seguir para evitá-los e eliminá-los.

Cálculos na vesícula

Visícula
O aparecimento de cálculos biliares é consequência de muitos fatores.

Se trata de cristais ou depósitos que se formam e se armazenam na vesícula biliar. Isso produz moléstias quando o tamanho das pedras aumenta.

Suas dimensões variam em grandes proporções. As menores chegam a ter o tamanho de um grãozinho de areia, entretanto, a maior, pode ter o tamanho de uma bola de golfe.

Sintomas

Os sinais dessa condição são tão comuns que podem complicar sua detecção. Preste atenção, pois pode ser confundido com indigestão. Os sintomas, de acordo com um estudo publicado na Nature Reviews, são:

  • Dor ao inalar profundamente.
  • Cólica abdominal.
  • Dor do lado direito do tórax que pode se expandir ao ombro direito ou até as costas.
  • Náusea e vômitos.
  • Febre: aparece quando já há uma infecção.
  • Flatulências.
  • Fezes claras.
  • Icterícia. A pele fica com uma cor amarelada pela retenção da bílis, que aliás, também é dessa cor.

Causas

Existem diferentes motivos que podem ocasionar os cálculos biliares. Podemos mencionar os seguintes:

  • Quando substâncias como o colesterol, o bilirrubinato de cálcio ou o carbonato de cálcio se cristalizam ou endurecem.
  • Obesidade, devido ao fato de que com essa condição uma maior quantidade de colesterol é secretada na bile.
  • Um estilo de vida sedentário, com uma dieta rica em calorias e carboidratos. Também são causas que desenvolvem a obesidade. Na verdade, foi demonstrada a relação entre a composição corporal deficiente e o risco aumentado de desenvolver esse distúrbio.
  • Dietas milagrosas. Aqueles que ajudam a perder 10 quilos por semana. A mudança repentina promove o desenvolvimento de cálculos biliares ou faz com que aqueles já formados aumentem de tamanho e se tornem sintomáticos.

Alguns dados

Dores
A dor causada pelos cálculos biliares geralmente está localizada no quadrante superior e direito do abdômen.

De acordo com o estudo Cálculos biliares e suas complicações, a prevalência de cálculos biliares nos países ocidentais está entre 10 e 20% da população

Além disso, especifica-se que, embora na maioria dos casos não haja sintomas notáveis, em muitos outros há e até mesmo complicações ocorrem. Como curiosidade, segundo pesquisas, os cálculos biliares são mais sofridos por pessoas em idades avançadas e mulheres.

Dieta para pacientes com cálculos biliares

Manter uma dieta equilibrada é primordial para superar uma crise de vesícula. É conveniente modificar os hábitos alimentares. Durante esses dias de sofrimento é recomendável comer:

  • Todos os vegetais que você queira. Entretanto, é importante que sejam cozidos, porque assim será mais fácil digeri-los.
  • Todas as frutas, com exceção do coco e do abacate.
  • Todos os grãos integrais porque são ricos em fibras. Considere as massas, arroz ou pão integral.
  • Carnes com pouca gordura. Prepare-as na grelha. Se for frango, que seja sem pele.
  • Leite e seus derivados também são aconselháveis sempre e quando forem desnatados.
  • Água.
  • Suco de frutas.

Isso também pode interessar você: As melhores frutas para combater o fígado gorduroso

Metodos de cozimento

Qualquer um desses alimentos deve ser cozido no vapor ou grelhado, pois o objetivo principal é eliminar a gordura. São precisamente os alimentos ricos em gordura que devem ser excluídos da dieta. Isso é evidenciado por uma investigação publicada na Hospital NutritionTenha cuidado com os seguintes alimentos:

  • Carnes gordurosas: salsichas, costeletas, carne de ganso ou de pato.
  • Peixes gordurosos: a sardinha, salmão ou atum.
  • As oleaginosas: amêndoas, nozes, amendoim, castanhas.
  • Leite integral e outros derivados como o iogurte, requeijão e queijos com alto teor de gordura.
  • Vísceras: rins, coração, fígado, tripas.
  • Gordura animal.
  • Bebidas alcoólicas.
  • Sobremesas: biscoitos, chocolates, massas folhadas.
  • Molhos preparados.

Como prevenir os cálculos biliares com a dieta?

A dieta balanceada é o princípio para prevenir qualquer doença. Portanto, este caso não é diferente. Aqui damos algumas dicas:

  • Consuma gorduras monoinsaturadas em porções moderadas. Por exemplo, o azeite de oliva extravirgem.
  • A lecitina também ajuda a manter os níveis de colesterol baixos. Ela é encontrada no chocolate 100% cacau ou tipo amargo, nos ovos, soja e no leite.
  • À tarde, você pode tomar um chá de cúrcuma. A curcumina é um antioxidante que beneficia a digestão, o metabolismo do fígado, reduz a inflamação e previne a formação de cálculos biliares.
  • Faça exercícios. Assim, você evita o sedentarismo e os problemas que ele acarreta.

Melhore sua dieta para evitar cálculos biliares

Consulte um especialista se tiver alguma dúvida. Além disso, vá à consulta assim que sentir algum dos sintomas que indicamos anteriormente. É melhor se certificar de que está tudo bem. Lembre-se de que uma boa alimentação é a melhor prevenção.

Pode interessar a você...
6 sinais que alertam sobre problemas na vesícula biliar
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
6 sinais que alertam sobre problemas na vesícula biliar

Você saberia identificar os sinais de problemas na vesícula biliar caso os mesmos surgissem em seu corpo? Conheça-os neste artigo e fique atento!



  • Lammert F, Gurusamy K, Ko CW, Miquel JF, Méndez-Sánchez N, Portincasa P, van Erpecum KJ, van Laarhoven CJ, Wang DQ. Gallstones. Nat Rev Dis Primers. 2016 Apr 28;2:16024
  • Shabanzadeh DM. Incidence of gallstone disease and complications. Curr Opin Gastroenterol. 2018 Mar;34(2):81-89.
  • Martínez García RM, Jiménez Ortega AI, Salas-González MªD, Bermejo López LM, Rodríguez-Rodríguez E. Intervención nutricional en el control de la colelitiasis y la litiasis renal [Nutritional intervention in the control of gallstones and renal lithiasis]. Nutr Hosp. 2019 Aug 27;36(Spec No3):70-74.