Mejor con Salud
 

Beldroega: 10 propriedades desta planta medicinal

A beldroega é uma planta rica em nutrientes que promove o bem-estar. Você conhece as suas propriedades? Neste artigo, vamos compartilhar as mais importantes para que você não deixe de adicioná-la à sua dieta.
Beldroega: 10 propriedades desta planta medicinal

Última atualização: 17 Dezembro, 2020

A beldroega é cientificamente conhecida como Portulaca oleracea. Muitos a conhecem como erva daninha, mas ela também é listada como vegetal comestível, de alta qualidade nutricional.

Na Grécia Antiga e na medicina chinesa, já era consumida por suas propriedades. Você ainda não a conhece? Conheça mais sobre essa planta selvagem neste artigo.

Propriedades nutricionais da beldroega

A beldroega era anteriormente conhecida a nível popular como uma erva daninha, que crescia em qualquer lugar. Um broto de beldroega pode aparecer até mesmo em uma lacuna no cimento do solo. Nem os agricultores a apreciam entre seus cultivos, pois pode prejudicar suas colheitas.

No entanto, essa planta de flores amarelas ou rosa se destaca por sua grande resistência e seus interessantes valores nutricionais. Ainda hoje é recomendada como fonte acessível e econômica de nutrientes. Podemos consumi-la como qualquer outro vegetal, incluída em um plano alimentar equilibrado e saudável.

Colher beldroega
A beldroega para muitos é uma erva daninha. Porém, hoje também é conhecida como um suplemento que melhora a qualidade da dieta alimentar do ponto de vista nutricional.

No que diz respeito às propriedades nutricionais, descobrimos que a beldroega concentra uma quantidade significativa de componentes naturais e propriedades benéficas. De acordo com uma publicação da BioMed Research International, é uma fonte de:

  • Flavonoides
  • Alcaloides
  • Polissacarídeos
  • Ácidos graxos
  • Terpenoides
  • Esterois
  • Proteínas
  • Vitaminas
  • Minerais

Além disso, de acordo com essa mesma publicação, também possui propriedades farmacológicas como atividades neuroprotetoras, antimicrobianas, antidiabéticas, antioxidantes, anti-inflamatórias e antiulcerogênicas.

Veja também: 8 plantas que você não sabia que eram comestíveis

Propriedades da beldroega para a saúde

É muito importante notar que a beldroega demonstrou ter efeitos positivos para melhorar a saúde. No entanto, não é um alimento curativo ou com propriedades milagrosas. De fato, não existem alimentos “super poderosos” para a saúde.

Simplesmente, são ingredientes nutritivos que podem complementar a dieta para ajudar a promover o bem-estar. Tendo deixado isso claro, vamos ver as principais propriedades que esse vegetal oferece.

1. Anti-inflamatória

Uma pesquisa recente publicada no Journal of Pharmacopuncture analisa os efeitos anti-inflamatórios da beldroega. De acordo com essa publicação, a planta contém várias substâncias com essas propriedades. Entre elas, encontramos substâncias chamadas oleracona e oleracimina, que são dois alcaloides isolados.

Também foram identificados alguns extratos aquosos e etanólicos da planta com esse efeito. Entre outras coisas, esse efeito também é atribuído ao seu conteúdo de ômega 3 e minerais.

As propriedades anti-inflamatórias da beldroega podem ser usadas como adjuvantes para mitigar os efeitos de algumas condições inflamatórias.

2. Antioxidante

Os antioxidantes nos ajudam a combater os radicais livres e prevenir o envelhecimento. Poucas plantas são tão ricas em antioxidantes quanto a beldroega. De acordo com uma publicação no Journal of American College of Nutrition, seus antioxidantes incluem:

  • Vitaminas A e C
  • Vitamina E
  • Flavonoides
  • Alcaloides
  • Betacaroteno
  • Glutationa

3. Fornece ômega 3

Os ácidos graxos ômega 3 não são produzidos no corpo. No entanto, a sua assimilação adequada contribui para o bom funcionamento de vários sistemas de organismos. De fato, foi sugerido que eles contribuem para a prevenção de doenças cardiovasculares e anti-inflamatórias.

De acordo com uma pesquisa publicada no The Scientific World Journal, a beldroega é uma planta que fornece quantidades significativas de ômega 3. Especificamente, contém dois tipos de ácidos graxos ômega 3, o ALA e o EPA. No entanto, possui quantidades excepcionais de ALA.

4. Ajuda a cuidar da saúde cardiovascular

Além dos efeitos benéficos que o ômega 3 da beldroega proporciona, há outras razões pelas quais ela contribui para a saúde do coração. Um estudo publicado no International Journal of Research in Medical Sciences indica que o seu conteúdo de polifenóis e substâncias antioxidantes pode contribuir para a prevenção de problemas como a aterosclerose.

Além disso, uma pesquisa publicada no Avicenna Journal of Phytomedicine concluiu que os extratos dessa planta têm um efeito protetor na disfunção cardíaca.

A beldroega não é um remédio para curar doenças cardíacas. No entanto, no âmbito de uma dieta saudável e equilibrada, pode ser benéfica.

5. Antiulcerosa

As mucilagens dessa planta também protegem as paredes dos órgãos. Segundo informações publicadas no American Journal of Translational Research, o extrato de etanol da planta mostrou efeitos benéficos contra a inflamação e a colite ulcerativa.

6. Hipoglicemiante

A beldroega ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue naturalmente. Dessa forma, pode ajudar a prevenir distúrbios como diabetes, obesidade ou resistência à insulina.

Uma pesquisa publicada na BMC Complementary and Alternative Medicine determinou que os extratos de beldroega melhoram o metabolismo da glicose e podem ser uma nova estratégia terapêutica para a prevenção do diabetes.

Recomendamos a leitura: Remédios naturais para o diabetes tipo 2

7. Antimicrobiana

As propriedades antimicrobianas dessa planta têm sido foco de estudos. Em uma investigação publicada no International Journal of Infection, foi determinado que os extratos obtidos das folhas e sementes de beldroegas têm um efeito antimicrobiano notável. 

Embora sejam necessários mais estudos, acredita-se que possa ser útil contra bactérias resistentes aos medicamentos.

8. Tem efeitos neuroprotetores

Os estudos ainda são limitados. No entanto, há evidências dos efeitos neuroprotetores que a beldroega proporciona. Por exemplo, um estudo divulgado pelo CNS & Neurological Disorders-Drug Targets encontrou benefícios neuroprotetores e antioxidantes com a administração do suco feito a partir da beldroega. 

9. Benéfica para a pele

Devido à sua alta qualidade nutricional, a beldroega também beneficia a saúde da pele. De fato, a ela são atribuídas propriedades cicatrizantes, antienvelhecimento e regenerativas, pois fornece antioxidantes, ácidos graxos e vitaminas.

Especificamente, uma revisão publicada no International Journal of Science and Research determinou que essa planta tem benefícios potenciais no cuidado da pele, pois promove a cicatrização de feridas, clareia a pele e até previne futuros sinais de envelhecimento.

Devido ao seu conteúdo de ácidos graxos, vitaminas e antioxidantes, a beldroega também pode ser útil para o cuidado da pele.

10. Combate o estresse oxidativo

Devido à sua concentração de compostos antioxidantes, a beldroega pode combater o estresse oxidativo. Este último é responsável pela deterioração celular e pelo aparecimento de algumas das doenças crônicas mais frequentes.

Em uma pesquisa publicada no Journal of Medicinal Plants Research, destaca-se que o suco da beldroega é um produto natural promissor que poderia contribuir para a prevenção de doenças relacionadas ao estresse oxidativo.

A beldroega não é um tratamento

Apesar dos muitos benefícios dessa planta, seu consumo como tratamento contra doenças ainda não é aceito. Apesar disso, ela pode ser incluída na dieta regular como um complemento. No entanto, ela deve ser evitada se você tiver uma tendência a ter pedras nos rins, pois é uma planta rica em oxalatos.

4 frutas e verduras estranhas que você com certeza não conhece

4 frutas e verduras estranhas que você com certeza não conhece

Lá fora existe um grande número de frutas e verduras estranhas que proporcionam as mesmas vantagens que as convencionais.



  • D’Andrea, R. M., Andreo, C. S., & Lara, M. V. (2014). Deciphering the mechanisms involved in Portulaca oleracea (C4) response to drought: Metabolic changes including crassulacean acid-like metabolism induction and reversal upon re-watering. Physiologia Plantarum, 152(3), 414–430. https://doi.org/10.1111/ppl.12194
  • Zhou, Y. X., Xin, H. L., Rahman, K., Wang, S. J., Peng, C., & Zhang, H. (2015). Portulaca oleracea L.: A review of phytochemistry and pharmacological effects. BioMed Research International. Hindawi Limited. https://doi.org/10.1155/2015/925631
  • Rahimi VB, Ajam F, Rakhshandeh H, Askari VR. A Pharmacological Review on Portulaca oleracea L.: Focusing on Anti-Inflammatory, Anti- Oxidant, Immuno-Modulatory and Antitumor Activities. J Pharmacopuncture. 2019;22(1):7–15. doi:10.3831/KPI.2019.22.001
  • Uddin MK, Juraimi AS, Hossain MS, Nahar MA, Ali ME, Rahman MM. Purslane weed (Portulaca oleracea): a prospective plant source of nutrition, omega-3 fatty acid, and antioxidant attributes. ScientificWorldJournal. 2014;2014:951019. Published 2014 Feb 10. doi:10.1155/2014/951019
  • Sedighi M, Bahmani M, Asgary S, Beyranvand F, Rafieian-Kopaei M. A review of plant-based compounds and medicinal plants effective on atherosclerosis. J Res Med Sci. 2017;22:30. Published 2017 Mar 15. doi:10.4103/1735-1995.202151
  • Khodadadi H, Pakdel R, Khazaei M, Niazmand S, Bavarsad K, Hadjzadeh MA. A comparison of the effects of Portulaca oleracea seeds hydro-alcoholic extract and Vitamin C on biochemical, hemodynamic and functional parameters in cardiac tissue of rats with subclinical hyperthyroidism. Avicenna J Phytomed. 2018;8(2):161–169.
  • Yang X, Yan Y, Li J, et al. Protective effects of ethanol extract from Portulaca oleracea L on dextran sulphate sodium-induced mice ulcerative colitis involving anti-inflammatory and antioxidant. Am J Transl Res. 2016;8(5):2138–2148. Published 2016 May 15.
  • Ramadan BK, Schaalan MF, Tolba AM. Hypoglycemic and pancreatic protective effects of Portulaca oleracea extract in alloxan induced diabetic rats. BMC Complement Altern Med. 2017;17(1):37. Published 2017 Jan 11. doi:10.1186/s12906-016-1530-1
  • Mousavi S M, Bagheri G, Saeidi S. Antibacterial Activities of the Hydroalcoholic Extract of Portulaca oleracea Leaves and Seeds in Sistan Region, Southeastern Iran, Int J Infect. 2015 ; 2(2):e23214. doi: 10.17795/iji-23214.
  • Jaiswal, G. (2018). Purslane in Cosmetics: A Review. International Journal of Science and Research (IJSR)7(11), 1341–1344. Retrieved from https://www.ijsr.net/archive/v7i11/ART20193014.pdf
  • Dkhil, M. A., Moniem, A. E. A., Al-Quraishy, S., & Saleh, R. A. (2011). Antioxidant effect of purslane (Portulaca oleracea) and its mechanism of action. Journal of Medicinal Plants Research5(9), 1589–1593.