Banda gástrica ajustável, o que é?

23 de setembro de 2019
A banda gástrica ajustável ao ser realizada mediante laparoscopia, apresenta poucas complicações pós-operatórias. Não costuma ter problemas com a cicatrização nem infecções.

A banda gástrica ajustável se refere a uma cirurgia feita em pessoas que sofrem com a obesidade. Consiste em deixar o estômago menor, o que ajuda a reduzir a ingestão de alimento e, dessa maneira, perder peso.

A obesidade é uma doença crônica influenciada por muitos fatores; não somente pela dieta. Além disso, associa-se com uma redução da expectativa de vida e outras doenças, como a diabetes.

O tratamento da obesidade mórbida baseado somente em dietas não costuma controlar com sucesso todos os problemas derivados da doença em longo prazo. Por isso, em alguns casos, esta cirurgia é recomendada. A operação com banda gástrica não busca alcançar um peso ideal, mas sim melhorar a saúde de quem sofre obesidade mórbida.

Neste artigo explicamos no que consiste este procedimento.

No consiste a banda gástrica ajustável?

A banda gástrica é uma técnica cirúrgica realizada por laparoscopiaOu seja, é realizada mediante uma incisão muito pequena, pela qual se introduz um instrumento que permite ver o abdômen.

Por meio desta incisão, é colocada no estômago a banda elástica, que age como um cinto. Comprime a parte superior do estômago, fazendo com que este tenha um tamanho menor. Dessa forma, limita a quantidade de alimento que entre nele.

A banda gástrica também consegue fazer com que a passagem dos alimentos até o intestino seja mais lenta, e isso também ajuda na perda de peso. Além disso, trata-se de um processo reversível. De fato, pode ser ajustado em qualquer momento sem necessidade de voltar a operar.

Bnada gástrica ajuda a controlar o peso

Quais são as vantagens da banda gástrica?

Como já mencionamos anteriormente, é um procedimento laparoscópico. Ou seja, não é necessário abrir o abdômen nem realizar técnicas muito invasivas. Ademais, não modifica a anatomia do estômago. Ainda, a banda gástrica é um método reversível.

Ajuda a reduzir o restante dos problemas de saúde que acompanham a obesidade mórbida. É uma solução que deve se atrelar a um estilo de vida saudável. Seguir uma dieta adequada e realizar exercícios são requisitos indispensáveis.

A banda gástrica produz saciedade, o que ajuda a reduzir a ansiedade pelo alimento. Ainda, estima-se que ajuda a perder cerca de 50% do excesso de peso nos pacientes.

Quando um paciente se submete a esta cirurgia, pode estar rapidamente em casa. De fato, apenas existe a dor pós-operatória. O risco de que haja uma má cicatrização ou uma infecção é mínimo.

Talvez te interesse também: Prevenir a obesidade infantil é possível. Saiba como!

Quais são os inconvenientes da banda gástrica?

Por outro lado, também existem certos inconvenientes. Em longo prazo, costumam ser necessárias re-intervenções nos casos de obesidade muito severa. Isso se deve ao fato da banda poder deslizar, fazendo com que o estômago volte a aumentar de volume.

Numerosos estudos relacionam a banda gástrica com casos de refluxo gastresofágico e esofagite. Também é bom estar consciente de que a perda de peso se produz de forma mais lenta do que com outros procedimentos.

Logo após a colocação da banda gástrica, existe um período de adaptação. Alguns pacientes sofrem vômitos ou náuseas. Por isso, é ainda mais importante controlar as refeições e, até mesmo, o que se bebe.

Pessoa comendo

Qual é a diferença com outras técnicas?

Existem outras técnicas que também são utilizadas para tratar a obesidade mórbida. Entre elas está o balão gástrico, que consiste em introduzir um balão dentro do estômago. Este se enche de soro e reduz a capacidade do estômago quase pela metade.

O balão costuma ser colocado por via nasal, através do esôfago. Além disso, costuma ser mantido uns seis meses no estômago. Por isso, também é necessário combiná-lo com bons hábitos alimentares.

A gastrectomia tubular, sleeve ou em manga é uma técnica mais complicada. Consiste em grampear o estômago, reduzindo amplamente seu volume. Para realizá-la é necessária uma anestesia geral.

Pode te interessar ler também: Benefícios e efeitos colaterais do bypass gástrico

Concluindo

A banda gástrica ajustável é uma técnica cirúrgica que ajuda no tratamento da obesidade mórbida. No entanto, não é uma solução que permita seguir com uma vida cheia de excessos. Deve ser combinada com uma dieta adequada, exercício e uma mudança total de atitude por parte do paciente.

  • Morales, C. A., Alexis Sánchez, J., David Sánchez, B., Vergnaud, J. P., Vásquez, J., & Toro, J. P. (n.d.). Relación entre gastrectomía de tipo manga y reflujo gastroesofágico. Retrieved from http://www.scielo.org.co/pdf/rcci/v31n2/v31n2a7.pdf
  • Bandas gástricas – Centro Avanzado de Obesidad | Clínica Alemana de Santiago. (n.d.). Retrieved July 24, 2019, from https://portal.alemana.cl/wps/wcm/connect/Internet/Home/medicos-y-especialidades/Centro+Avanzado+de+Obesidad/Bandas+gastricas
  • Banda gástrica ajustable. (n.d.). Retrieved July 24, 2019, from https://www.sanitas.es/sanitas/seguros/es/particulares/biblioteca-de-salud/dieta-alimentacion/adelgazar-sobrepeso/banda-gastrica-ajustable.html
  • Balón gástrico, banda gástrica, bypass gástrico: lo que la ciencia dice de las “operaciones para adelgazar” (n.d.). Retrieved July 24, 2019, from https://www.xatakaciencia.com/salud/balon-gastrico-banda-gastrica-bypass-gastrico-lo-que-la-ciencia-dice-de-las-operaciones-para-adelgazar