Autodiálogo: 3 razões para usá-lo a seu favor

O autodiálogo pode ser negativo e nos condicionar em nosso dia a dia. Como melhorá-lo e transformá-lo em algo positivo? Descubra as chaves neste artigo.
Autodiálogo: 3 razões para usá-lo a seu favor

Última atualização: 27 Julho, 2021

O autodiálogo é aquela conversa que temos com nós mesmos sem perceber. Por exemplo, quando cometemos um erro e dizemos a nós mesmos: “Eu falhei nisso, como é que eu não consegui enxergar?”. Normalmente não verbalizamos, embora possa haver momentos em que o façamos.

O maior problema com a conversa interna é que tendemos a dizer coisas negativas a nós mesmos. Certamente nos sentimos identificados com frases como “como você fez isso mal”. Se analisarmos um pouco nosso autodiálogo por apenas alguns dias, descobriremos que somos muito críticos com nós mesmos.

Essa conversa interna de desaprovação, se mantida por muito tempo, acabará afetando a autoestima. Não somos tão maus quanto pensamos ou tão terríveis por termos feito algo na hora errada.

Razões para usar o autodiálogo a seu favor

Existem muitas razões para começarmos a usar o autodiálogo a nosso favor agora mesmo. Somos críticos com nós mesmos e, como normalmente não verbalizamos, não nos perguntamos se o que dizemos é bom ou ruim. A verdade é que isso nos influencia mais do que pensamos.

1. Influência nas emoções

Quando praticamos o autodiálogo, somos capazes de ver as situações de forma diferente e tomar decisões mais precisas. Isso nos tranquiliza, nos acalma e nos ajuda a administrar melhor as nossas emoções.

Tomar decisões
O autodiálogo nos ajuda a tomar melhores decisões, pois analisamos o que acontece com uma maior objetividade.

2. Aumenta o autoconhecimento

Outra razão para praticar o autodiálogo é que ele nos permite nos conhecermos melhor. Somos capazes de nos conectar com nós mesmos, com o que nos acontece e com o que sentimos. Poderíamos dizer que o autodiálogo nos enriquece.

3. Reduz a ansiedade antecipatória

Este é um mal sofrido por muitas pessoas.ansiedade antecipatória surge quando ainda não aconteceu nada que pudesse desencadeá-la. Falar sozinho pode ajudar a reduzi-la e evitar que apareça.

Dicas para praticar o autodiálogo positivo

Uma vez que existem todas essas razões para praticar o autodiálogo, como podemos começar? Existem pessoas que se comunicam com elas mesmas inconscientemente e até usam isso a seu favor. Mas muitas outras, como pode ser o nosso caso, precisam de alguns conselhos para começar a trabalhar com esta ferramenta poderosa.

Mantenha um diário

Escrever um diário é útil pois é uma ferramenta que todos temos e à qual só precisamos dedicar alguns minutos por dia. Além disso, nos permitirá rever o que escrevemos para refletir a partir de uma perspectiva que, talvez, nos ajude.

Escrever em diário
Por meio da escrita, encorajamos o pensamento reflexivo sobre o que somos e o que fazemos. Ele nos ordena e nos ajuda.

Outra maneira de melhorar nossa conversa interna é questioná-la. Para isso, devemos voltar ao que escrevemos no diário e nos fazer algumas perguntas, como “Estou julgando minha maneira de ser e não a maneira como agi?”.

Mude a maneira como você fala consigo mesmo

Se a resposta à pergunta de estarmos sendo muito negativos ou estarmos vendo apenas a parte ruim do que aconteceu for “sim”, é hora de fazer uma mudança. Todas aquelas frases que dizemos a nós mesmos podem nos machucar.

Muitas vezes falamos negativamente com nós mesmos, e é essencial mudarmos isso. Alguns exemplos de frases positivas que podemos dizer a nós mesmos são as seguintes:

  • Eu sou humano, posso cometer erros, mas vou aprender com eles para melhorar.
  • Vou trabalhar na minha carta de apresentação, fazer um curso ou continuar distribuindo currículos. Eles com certeza vão me chamar.

Embora isso possa parecer bobo, funciona. Nosso autodiálogo tem muito poder e é importante tirarmos proveito disso.

A maioria de nós fala consigo mesmo de uma maneira que nunca faríamos se estivéssemos falando com outra pessoa. Então, aqui está a chave. Devemos cuidar de nós mesmos e nos respeitar assim como faríamos com os outros.

Pode interessar a você...
Falar sozinho pode ser um sinal de boa saúde psicológica
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Falar sozinho pode ser um sinal de boa saúde psicológica

Falar sozinho pode nos ajudar a melhorar a atenção, a concentração, e atender aos critérios de sucesso de uma tarefa. Saiba mais aqui!



  • Montero García, F. (2016). Influencia del autodiálogo, necesidades psicológicas básicas, relación entrenador-deportista y la ansiedad.
  • Orellana, O., García, L., Salazar, M., Malaver, C., Herrera, E., & Yanac, E. (2011). Esquemas de pensamiento de autodiálogo positivo y negativo y estilos de aprendizaje en estudiantes universitarios.