Por que é necessário aumentar o consumo de zinco na dieta?

31 Agosto, 2020
A importância do zinco para a saúde humana foi descrita pela primeira vez na década de 1960, com a publicação de estudos que levantaram a possível relação entre a deficiência desse mineral e o nanismo.
 

Embora mantenham uma dieta equilibrada, muitas pessoas se esquecem da importância da ingestão de alguns minerais. Um déficit desses nutrientes pode levar a problemas de saúde se essa situação não for revertida. Embora existam muitos minerais que devemos ingerir para ter uma boa saúde, hoje vamos falar especificamente sobre a importância de aumentar o consumo de zinco.

O que é o zinco?

Zinco na tabela periódica
O zinco, assim como outros oligoelementos, deve estar presente no organismo em quantidades mínimas, mas necessárias.

O zinco, como já sabemos, é um mineral. Trata-se de um oligoelemento, isto é, uma substância requerida em pequenas quantidades pelo organismo para o seu bom funcionamento.

Este mineral é encontrado em todas as células do corpo, é essencial para a regeneração dos tecidos celulares e para a síntese de DNA, entre outras funções.

O zinco também é necessário para os sentidos do olfato e do paladar. Durante a gravidez, lactação e infância, o corpo precisa de zinco para crescer e se desenvolver adequadamente.

Outras funções do zinco são:

  • Aumenta o efeito da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas, que é encarregado de regular a quantidade de glicose no sangue.
  • Está envolvido na síntese de hormônios como a testosterona.
 

Além de todas essas funções essenciais que o zinco desempenha no organismo, a pesquisadora Janet King e sua equipe fizeram mais progressos nesse campo. Eles mostraram, através de um estudo, que os benefícios de aumentar o consumo de zinco na dieta são muito mais relevantes do que se pensava anteriormente.

Problemas de saúde associados à deficiência de zinco

Homem com febre
O papel que o zinco desempenha em nossas defesas significa que devemos aumentar sua ingestão diante da presença de infecções.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em seu relatório de saúde de 2002 e com base nos dados de disponibilidade alimentar por região, calcula que a deficiência de zinco afeta cerca de um terço da população mundial.

A importância do zinco para a saúde humana foi descrita pela primeira vez na década de 1960, com a publicação de estudos que levantaram a possível relação entre a deficiência desse mineral e o nanismo.

Atualmente, as manifestações clínicas da deficiência de zinco são conhecidas por incluir:

  • Baixa estatura
  • Hipogonadismo e infertilidade em homens
  • Distúrbios da pele, como dermatite postulada
  • Alopecia
  • Má cicatrização
  • Funções cognitivas prejudicadas
  • Diarreia
  • Deficiência de imunidade celular, levando à presença frequente de infecções
 
  • Outros

Todas essas manifestações devido a déficits nutricionais aparecem de maneira variável nas pessoas afetadas, e sempre dependem da gravidade da deficiência.

Estima-se que a deficiência deste mineral esteja associada a 16% das infecções do trato respiratório superior e a 10% dos episódios de doença diarreica que ocorrem em todo o mundo.

Leia também: 7 alimentos ricos em zinco e seus benefícios

Alimentos recomendados para aumentar o consumo de zinco

Como aumentar o consumo de zinco na dieta?
Uma dieta variada e equilibrada deve garantir o suprimento correto de todos os nutrientes essenciais, incluindo o zinco.

A seguir, falaremos sobre uma série de alimentos que nos fornecem as quantidades de zinco necessárias para evitar todos esses problemas mencionados anteriormente. No entanto, é importante saber que os suplementos deste mineral não devem ser tomados se o médico não os recomendar.

Um excesso desse mineral pode, assim como o déficit, desencadear problemas de saúde como hipotensão, convulsões ou dores nas articulações.

Ostras

As ostras, assim como os frutos do mar em geral, são alimentos que possuem uma grande quantidade de zinco. Para cada 100 gramas ingeridas, elas fornecem até 182 miligramas desse oligoelemento. Além disso, esses frutos do mar também fornecem quantidades significativas de ferro e outros nutrientes necessários para o corpo, como ácidos graxos ômega-3 e vitaminas.

 

Chocolate amargo

O cacau é rico não apenas em antioxidantes e magnésio, mas também em zinco. Obviamente, o chocolate amargo é rico em gordura e possui uma quantidade bastante alta de calorias. No entanto, 30 gramas de chocolate amargo também podem fornecer 3 miligramas de zinco.

Você também pode gostar de ler: Isso é o que acontece no seu corpo quando você come chocolate amargo

Carnes vermelhas

Entre as carnes vermelhas, a carne de boi magra é a que oferece a maior contribuição desse oligoelemento, com 6,2 gramas por cada 100 gramas. Depois da carne de boi, vem a carne de porco.

Por todas essas razões, uma dieta variada e equilibrada, que fornece níveis corretos de oligoelementos como o zinco, nos permitirá desfrutar de um bom estado de saúde, evitar deficiências e tirar proveito de seus benefícios para o nosso bem-estar.

 
  • Wessels I., Maywald M., Rink L., Zinc as gatekeeper of immune function. Nutrients, 2017.
  • Zyba SJ., Shenvi SV., Killilea DW., Holland TC., et al., A moderate increase in dietary zinc reduces DNA strand breaks in leukocytes and alters plasma proteins without changing plasma zinc concentrations. The American Journal of Clinical Nutrition, 2017.
  • Abdelhaleim AF., Soliman JS., Amer AY., Soliman JSA., Association of zinc deficiency with iron deficiency anemia and its symptoms: results from a case control study. Cureus, 2019.
  • Chung, C. S., & King, J. C. (2004). Zinc. In Encyclopedia of Dietary Supplements. https://doi.org/10.1081/E-EDS-120022064
  • Urnov, F. D., Miller, J. C., Lee, Y. L., Beausejour, C. M., Rock, J. M., Augustus, S., … Holmes, M. C. (2005). Highly efficient endogenous human gene correction using designed zinc-finger nucleases. Nature. https://doi.org/10.1038/nature03556
  • Tuerk, M. J., & Fazel, N. (2009). Zinc deficiency. Current Opinion in Gastroenterology. https://doi.org/10.1097/MOG.0b013e328321b395