A ansiedade nas relações sexuais

A ansiedade nas relações sexuais ocorre quando a preocupação excede o prazer durante o sexo. Se não for controlada a tempo, afeta consideravelmente a vida íntima do casal.
A ansiedade nas relações sexuais

Última atualização: 09 Setembro, 2021

A ansiedade nas relações sexuais pode estar presente quando um dos membros do casal se sente mais preocupado do que gostaria durante o sexo.

Em um contexto normal, todo ser humano precisa conviver com um pouco de ansiedade, pois é uma emoção que nos permite estar atentos a qualquer situação de ameaça ou perigo. Ou seja, ela pode funcionar como um mecanismo de sobrevivência adaptativo.

No entanto, às vezes ela pode ser excessiva, e a preocupação que a desperta pode não ser real em todos os casos. É então que começamos a considerar que algo não está certo.

Nesse caso, pode ser necessária a intervenção de um psicólogo ou especialista em saúde mental, visto que muitas vezes é necessário um tratamento específico para que seu impacto não reduza a qualidade de vida.

Agora, o que acontece quando a ansiedade se instala no âmbito sexual? À primeira vista, pode parecer normal. No entanto, se ela não for controlada em tempo hábil, pode paralisar a pessoa.

A presença da ansiedade nas relações sexuais

A ansiedade na relação sexual pode ocorrer imediatamente antes do encontro sexual ou durante o mesmo. A verdade é que ela não permite que a pessoa aproveite o momento com o parceiro.

Embora costume ser mais comum nos primeiros relacionamentos, pode ocorrer em qualquer idade, principalmente se houver mudança de parceiro ou um período de abstinência.

Por isso, no tratamento da ansiedade nas relações sexuais, a idade não é o único aspecto relevante. A análise de múltiplos fatores é importante.

Muitos pensam que o fato de alguém ser mais velho faz com que adquira mais experiência no campo sexual e, com isso, mais segurança, mas nem sempre é assim que funciona. Existem aqueles que tiveram experiências sexuais insatisfatórias e, por isso, sentem ansiedade na intimidade.

Casal com problemas na cama
A ansiedade nas relações sexuais pode surgir de experiências traumáticas ou da insatisfação.

Certos estudos sugerem que altos níveis de ansiedade inibem a expressão do comportamento sexual no paciente. Por isso, muitas pessoas de diferentes idades buscam a ajuda de psicólogos e sexólogos.

Além de afetar o próprio desempenho sexual, a ansiedade no sexo também afeta negativamente a autoestima e a confiança do paciente. Com isso, ao invés de sentir prazer, ele pode chegar a evitar a relação sexual para não sofrer de ansiedade.

Normalmente, uma pessoa com ansiedade nas relações sexuais pode ter o seguinte:

  • Perda do desejo sexual.
  • Anorgasmia.
  • Problemas de lubrificação.
  • Dificuldade em manter uma ereção.
  • Tensão muscular.
  • Sensação de falta de ar.
  • Dificuldade para respirar.

No fim das contas, esse tipo de situação acaba erodindo a relação do casal, principalmente se não houver compreensão e apoio mútuos, uma vez que os sintomas podem surgir até diante da ideia de ter um encontro sexual.

Qual é a origem da ansiedade nas relações sexuais?

Algumas pessoas decidem procurar um sexólogo ou psicólogo pois muitos fatores podem estar ocultos por trás dessa forma de ansiedade. Por exemplo, a pessoa que sofre pode ter algum tipo de complexo, problemas de autoconfiança, baixa autoestima, entre outros.

Há quem não se sinta bem com o formato ou o tamanho dos órgãos genitais, o que também causa insegurança e, consequentemente, ansiedade no encontro com o parceiro.

Por outro lado, há casos em que a pessoa que sofre de ansiedade nas relações sexuais tem medo de não cumprir as expectativas do parceiro ou medo de mostrar sua nudez.

Da mesma forma, alguns pacientes podem apresentar condições nas quais há alguma disfunção sexual, como disfunção erétil, ejaculação precoce, ejaculação retardada, vaginismo ou outros. O estresse também é um fator que deve ser considerado ao fazer um diagnóstico e indicar um tratamento.

Qual é o tratamento para a ansiedade sexual?
Para estabelecer um tratamento eficaz, é importante descobrir qual é a origem da ansiedade durante o sexo.

Outras causas possíveis

Os problemas de comunicação no casal também podem ser a causa da ansiedade ou da falta confiança que um tem no outro. Por isso, muitas vezes o profissional estuda como é a relação do casal e como é a comunicação entre os dois.

Além disso, algumas pessoas se sentem mal em um determinado momento, e o fato de não saberem administrar suas emoções pode levar a esses episódios de ansiedade.

Buscar ajuda é importante diante da ansiedade nas relações sexuais

Se a ansiedade é um obstáculo para desfrutar das relações sexuais, este é um motivo para consultar um profissional. Tanto os profissionais da psicologia quanto os sexólogos poderão orientar um tratamento com base na causa em questão. O importante é abandonar os tabus em torno do assunto e ter total clareza quanto ao que está associado ao problema.

Pode interessar a você...
Disforia pós-sexo: tudo que você precisa saber
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Disforia pós-sexo: tudo que você precisa saber

Quando a atividade sexual termina, sentimos um bem-estar. Mas e se, em vez disso, sentirmos tristeza? Estamos falando da disforia pós-sexo.



  • Alonso Fernández-Guasti. (2003).  Ansiedad y conducta sexual. Ciencia.
  • Arrieta Vergara, K. M., Díaz Cárdenas, S., & González Martínez, F. (2014). Síntomas de depresión y ansiedad en jóvenes universitarios: prevalencia y factores relacionados. Revista Clínica de Medicina de Familia. https://doi.org/10.4321/s1699-695×2014000100003
  • Muñoz Martínez, J. A. (1996). Ansiedad. Geriatrika. https://doi.org/10.1016/s1134-2072(05)75195-1
  • Pi Gorguet, I. (2008). Comportamiento sexual humano. In Editorial Oriente.
  • Relación entre satisfacción sexual, ansiedad y prácticas sexuales. (2010). Pensamiento Psicológico. https://doi.org/10.11144/130
  • Sierra, J. C., Ortega, V., & Zubeidat, I. (2003). Ansiedad, angustia y estrés: tres conceptos a diferenciar. Rev. Mal-Estar Subj. https://doi.org/10.5020/23590777.3.1.10
  • Yazdanpanahi Z, Nikkholgh M, Akbarzadeh M, Pourahmad S. Stress, anxiety, depression, and sexual dysfunction among postmenopausal women in Shiraz, Iran, 2015. J Family Community Med. 2018;25(2):82‐87. doi:10.4103/jfcm.JFCM_117_17