Alimentos ricos em biotina: aliados da beleza

14 Dezembro, 2019
Os alimentos ricos em biotina são fundamentais para que tanto o cabelo como as unhas e pele pareçam mais saudáveis e radiantes. Conheça-os e incorpore-os em sua dieta.

Sempre andamos na busca de novos aliados para a beleza e chegou a hora de falar da biotina. Em suma, esta é uma vitamina do grupo B que ajuda a manter a imagem corporal em excelentes condições, contudo, hoje focaremos em contar razões para comer alimentos ricos em biotina.

É como qualquer outra vitamina: essencial para o organismo. Assim que, por exemplo, se chegar a notar que o cabelo está caindo ou que as unhas quebram com facilidade, pode ser que esteja sofrendo com um déficit de biotina.

Além disso, cabe destacar que é hidrossolúvel, ou seja, é de fácil absorção graças ao fato de se dissolver em água. Isso garante que, ao administrar biotina no corpo, os resultados poderão ser vistos em curto tempo.

Ademais, aumentar sua ingestão garantirá também a regulação das funções digestivas e cardiovasculares.

Por isso, conheça suas propriedades, importância e os alimentos ricos em biotina no seguinte artigo.

Muito além da beleza, propriedades da biotina

Esta vitamina participa de vários processos no organismo. Portanto, é vital assegurar-se de não sofrer com um déficit significativo. Os alimentos ricos em biotina:

  • Ajudam a estimular a produção de hemoglobina que transporta os glóbulos vermelhos no sangue e, por conseguinte, o oxigênio. Dessa forma, caso tenha níveis baixos de hemoglobina, não hesite em incluir estes alimentos na dieta.
  • Favorecem a transformação de glicose em energia, já que regula o açúcar no sangue. Dessa maneira, a biotina permite combater doenças cardiovasculares.

Conheça também os: Alimentos para cuidar da pele

Biotina e beleza

Buscamos sem descanso, e no final o mesmo corpo e sua natureza trazem os elementos para ressaltar cada dia mais a beleza. A biotina é uma vitamina que devemos consumir diariamente, entre uns 15 a 100 mg, na forma de alimentos ou cápsulas.

Em resumo, é ideal para fortalecer o cabelo, as unhas e trazer um toque de elegância para a pele. Além disso, ajuda a prevenir a psoríase ou dermatite, já que permite regenerar e fortalecer tecidos, entre eles os musculares.

A biotina e o cabelo

Alimentos ricos em biotina para o cabelo

Os alimentos ricos em biotina ajudam a manter um cabelo e pele saudáveis.

Após comer regularmente alimentos ricos em biotina ou ingeri-la na forma de cápsulas, notará que o cabelo se fortalecerá e crescerá mais rápido. Ademais, ficará com brilho e mais volume.

Da mesma forma, contribui para deter a queda de cabelo, estimular o crescimento de fios fortes, assim como faz com que a caspa desapareça. Por isso, é muito comum que os produtos para o cabelo contenham biotina.

A biotina e a pele

Esta vitamina não pode ser aplicada em cremes. Depois de consumi-la de forma constante como já explicamos, sentirá sua pele mais suave e hidratada.

Além disso, é uma grande aliada para a pele, ajuda a combater a dermatite seborreica e qualquer afecção que possa retirar seu aspecto de elegância. Ademais, fortalece as células da pele e das unhas, ajudando a mantê-las fortes e compridas.

Alimentos ricos em biotina

Ainda que não acredite, existem muitos alimentos que podem fornecer biotina para o corpo. Na medida do possível, inclua-os em sua dieta de forma saudável. Estes são:

Carnes e peixes

O fígado de boi destaca-se entre as carnes que contêm mais biotina. Ademais, fornece zinco e ferro, minerais indispensáveis para o organismo.

Lembre-se que o consumo excessivo de carnes não é aconselhado. Por isso, é possível comer fígado uma vez na semana.

Entre os peixes, opte pelo salmão que também oferece outras vitaminas do grupo B (B3, B6 e B12). Também fornece ácidos graxos ômega 3, dessa maneira, favorece as funções cardiovasculares.

Ovos

Ovos contêm vitamina B

Entre os alimentos ricos em biotina, o ovo se destaca por sua quantidade de vitaminas do grupo B.

A gema dos ovos é uma rica fonte de biotina. Não hesite em comer um por dia. Ademais, contém vitamina D e fibras que ajudam a prevenir problemas na visão e musculares.

Frutos secos

Estes alimentos são aliados da saúde. Além de conter biotina em uma proporção de 28 microgramas para cada 100 gramas, também fornecem ácidos graxos, proteínas e fibras. Dessa maneira, permitem manter em bom estado a saúde do coração.

Você sabe: Quais são as contribuições dos frutos secos para a dieta?

Legumes

Especialmente as ervilhas, já que 100 gramas fornecem 40 microgramas de biotina quando frescas e 70 microgramas quando secas.

As lentilhas são outra opção, para cada 100 gramas pode-se obter 40 microgramas de biotina. Ademais, os legumes são bons para o processo digestivo.

Sementes de girassol

Sementes de girassol

Ricas em vitaminas e minerais, as sementes de girassol são fontes de biotina.

Servem como aperitivos ou lanches. Ademais, são ricas em antioxidantes e magnésio. Além disso, 100 gramas destas sementes fornecem 55 microgramas de biotina.

Bananas

Estas são uma das poucas frutas que servem como fonte de biotina. Uma banana média que pese uns 100 gramas pode chegar a fornecer 118 microgramas de biotina.

Ademais, apresenta fibras, magnésio, potássio, ferro, cálcio, fósforo e vitaminas A, C e B6.

Cereais

Frutos vermelhos

Consuma frequentemente frutos vermelhos e cereais. São alimentos ricos em biotina.

Muitos dos cereais contêm uma grande quantidade de biotina. Por exemplo, 100 gramas de farelo de arroz fornecem 66 microgramas deste elemento. A mesma quantidade de aveia fornece 24 microgramas e de cevada 31 microgramas.

  • Outros alimentos que podem ser considerados são os abacates, as verduras de folhas verdes, os frutos vermelhos e os tomates.
  • Também é possível obter a biotina dos cogumelos, cebolas e cenouras.

Como pode ver são muitos os alimentos ricos em biotina que podem ajudar a realçar a beleza e a manter a saúde em bom estado. Por isso, consulte um nutricionista de confiança e integre-os adequadamente na dieta.

  • Lazo de la Vega Monroy ML., Larrieta E., Tixi Verdugo W., Ramírez Mondragón R., et al., Effects of dietary biotin supplementatioin on glucagón production, secretion and action. Nutrition, 2017. 43-44: 47-53.
  • Patel DP., Swink SM., Castelo Soccio L., A review of the use of biotin for hair los. Skin Appendage Disord, 2017. 3 (3): 166-169.