Alimentos e medicamentos que não devemos consumir juntos nunca

· 1 de maio de 2018
Há determinados alimentos que podem alterar ou inibir a ação de alguns medicamentos, por isso é conveniente evitar combiná-los para não correr perigos desnecessários.

Aparentemente pode parecer que nossa dieta pouco ou não tem a ver com a medicação que podemos tomar.

Porém, quando falamos de consumi-los conjuntamente, o fato é que há uma série de alimentos e de medicamentos que é melhor não combinar jamais.

As razões são diferentes em cada caso, mas no fim o resultado é similar.

É que o certo é que existem certas regras para tomar medicamentos que vão mais além da dose e que afetam a dieta durante o tratamento.

Os broncodilatadores

Osremédios contra asma não devem ser combinados com alimentos gordurosos

Este tipo de medicamento é usado em pacientes com asma, bronquite e outras doenças relacionadas com os pulmões.

No caso de estar consumindo este tipo de medicamento você deve saber que o mais recomendável é limitar o consumo de bebidas e alimentos com cafeína.

O motivo?

  • Estes medicamentos têm um efeito estimulante no sistema nervoso. Assim, para evitar um nervosismo exagerado durante o tratamento, deve limitar o consumo de cafeína.
  • Principalmente é preciso ter cuidado com a teofilina, porque a cafeína aumenta a toxicidade do medicamento.
  • Também deve evitar a comida gordurosa porque aumenta a biodisponibilidade da teofilina.

Medicamentos para reduzir a pressão arterial

Os medicamentos para reduzir a pressão arterial são indicados para curar e prevenir doenças cardíacas e renais.

Dentre eles encontramos fármacos como o captopril, o enalapril e o ramipril. Devemos evitar misturar estes medicamentos com alimentos ricos em potássio.

O motivo?

Os medicamentos deste tipo aumentam a quantidade de potássio no sangue, cuja sobredose pode causar batimentos cardíacos irregulares e falta de ar.

Assim, o melhor é limitar o consumo de:

  • Bananas;
  • Batatas;
  • Soja;
  • Espinafre.

Não perca: Um método natural para baixar a pressão sanguínea em 5 minutos

Os antiarrítmicos

Mulheres com doença cardíaca

Trata-se de uma série de medicamentos (como por exemplo, a digoxina) que estão indicados para curar e prevenir a insuficiência cardíaca.

O problema surge ao consumir uma série de produtos que são ricos em ácido glicirrícico (é o caso do alcaçuz, por exemplo).

O motivo?

  • Este composto, ao entrar em contato com a digoxina, pode causar batimentos cardíacos irregulares ou inclusive um ataque cardíaco.

Esta substância se encontra em doces e bolos, assim como também nos componentes da cerveja.

  • Por sua vez, a fibra dietética também reduz a eficiência deste medicamento, portanto, só deve consumi-la 2 horas antes ou depois de comer.
  • Algumas ervas também afetam a eficiência da digoxina. É o caso da erva de São João.

Medicamentos para reduzir o colesterol “ruim” (LDL)

Este tipo de fármaco é indicado em caso de obesidade, diabetes e doenças cardiovasculares.

  • Dentre eles encontramos alguns como a atorvastatina, fluvastatina, lovastatina, simvastatina, rosuvastatina e a pravastatina.
  • Trata-se de um tipo de medicamento que não deve ser misturado com os cítricos.

O motivo?

Os cítricos aumentam notavelmente a absorção dos medicamentos, o que aumenta a probabilidade de uma sobredose e a aparição de efeitos secundários.

A ação de só uma pastilha combinada com suco de laranja é igual à de uma dose maior ingerida com água natural.

Leia: Controle o colesterol de forma natural

 

Os anticoagulantes

Trombose na perna

Os medicamentos com finalidade anticoagulante são indicados para curar e prevenir a trombose. Dentre eles encontramos a warfarina.

Trata-se de um tipo de medicamento que é preciso limitar ao consumir alimentos que baixam a viscosidade do sangue e são ricos em vitamina K.

O motivo?

Ao tomar este tipo de medicamento é preciso liminar o consumo de mirtilos, alho, gengibre e algumas especiarias (pimenta caiena, canela e cúrcuma).

Estes alimentos são anticoagulantes e, ao intensificar o efeito da warfarina, podem causar sangramentos.

Por sua vez, a vitamina K reduz a eficiência do medicamento. Ela está presente em grandes quantidades em espinafres, nabo, couve ou no brócolis.

Analgésicos

Os medicamentos da família dos analgésicos são indicados para tratar inflamações e dores musculares e de cabeça.

Um exemplo deste tipo de medicamento muito conhecido por todos é o ibuprofeno, e seu consumo deve ser evitado se estivermos tomando bebidas gasosas doces.

O motivo?

O ibuprofeno é incompatível com as bebidas gasosas doces, já que o gás ácido carbônico e o ácido presente nestas aumentam a absorção e a concentração do medicamento no sangue.

Neste caso, é impossível controlar a dose e surge o perigo de um efeito tóxico que afeta, principalmente, aos rins.