Regular a pressão arterial alta: Poderoso remédio caseiro

14 de janeiro de 2020
Se você estiver fazendo algum tratamento médico para a pressão, é aconselhável consultar o especialista antes de consumir esse remédio, pois podem ocorrer interações e reações desfavoráveis.

A hipertensão, também chamada de pressão alta, é uma doença cardiovascular muito comum que ocorre quando o fluxo sanguíneo pressiona continuamente as artérias.

Como geralmente não possui uma causa única, há vários fatores a serem considerados, como alimentação, atividade física, consumo de substâncias nocivas à saúde (como tabaco e álcool), herança genética, etc.

Uma vez que os pacientes são diagnosticados com essa doença, eles devem melhorar seus hábitos de vida para evitar desenvolver um risco maior. Junto com isso, eles devem melhorar seus hábitos alimentares. Caso contrário, existe o risco de infarto do miocárdio, hemorragia ou trombose cerebral.

Especialistas da Organização Mundial da Saúde indicam que “quanto maior a pressão arterial, maior o risco de danos ao coração e aos vasos sanguíneos dos principais órgãos, como cérebro e rins”.

Para os especialistas em saúde, a hipertensão nem sempre apresenta sintomas, razão pela qual foi chamada de “assassino silencioso”.

Remédio caseiro para regular a pressão arterial alta

Embora não exista nenhum remédio natural que, por si só, possa curar a hipertensão, existem alguns preparos (como o que discutiremos abaixo) que podem ser incluídos em um estilo de vida saudável.

Esses preparos ajudam a evitar o consumo de bebidas industriais, que são ricas em sódio e açúcar, dois ingredientes que devem ser evitados em caso de pressão alta.

Esse remédio natural e caseiro consiste em uma mistura de folhas de pinho, romã e cebola, três ingredientes aos quais são atribuídos efeitos antioxidantes e propriedades diuréticas que podem contribuir para o alívio.

Isso certamente vai interessar você. Sopa de cebola e alho, a receita para aumentar as defesas

Benefícios das folhas de pinho

Folhas de pinho para regular a pressão arterial alta

O pinho marino francês contém uma substância chamada procianidina, uma substância antioxidante que pode contribuir para a saúde do corpo todo e ajudar a regular a pressão sanguínea.

Acredita-se que os antioxidantes possam ajudar a reduzir os danos celulares e prevenir o agravamento da hipertensão. Além disso, considera-se que suas propriedades anti-inflamatórias favorecem o bom funcionamento do sistema renal e cardiovascular.

Em vista disso, há quem considere que pode cozinhar e preparar bebidas naturais com folhas de pinho para complementar sua dieta e levar um estilo de vida saudável.

Benefícios da romã

Segundo especialistas da Fundação Espanhola de Nutrição (FEN), a romã é uma fruta que, embora não possa ser identificada como uma rica fonte de nutrientes, contém uma certa quantidade de potássio e vitamina C.

Portanto, há quem afirme que a romã é uma das frutas mais saudáveis para pacientes hipertensos ou com níveis elevados de colesterol.

Assim como o chá verde, essa fruta possui antioxidantes, entre os quais se destacam os polifenóis. Por outro lado, contém taninos, que podem contribuir para a redução da pressão arterial sistólica.

O potássio é um mineral essencial para melhorar o fluxo sanguíneo e reduzir a rigidez das artérias.

Não deixe de ler também: 3 sucos antioxidantes para combater o envelhecimento prematuro

Benefícios das cascas de cebola

cebola para regular a pressão arterial

Segundo os especialistas da FEN, a cebola é um alimento que contém proteínas, potássio, vitamina C, flavonoides e vários compostos de enxofre. Eles comentam que: ‘os processos culinários (fritar, cozinhar…) não causam grandes perdas no conteúdo total de flavonoides da cebola, de modo que os pratos feitos com cebola constituem uma boa contribuição desses componentes”.

Embora as cascas das cebolas seja geralmente descartada, há quem considere que elas poderiam ser usadas, pois também podem ter uma boa concentração de nutrientes.

Existe a hipótese de que o consumo de cebola possa contribuir para a regulação da pressão arterial. No entanto, são necessárias mais pesquisas a esse respeito.

No momento, a cebola é um alimento recomendado, mas sempre dentro de uma dieta equilibrada. Nunca como única fonte de alimento ou substituto do tratamento prescrito pelo médico (em caso de hipertensão ou qualquer outra doença).

Remédio com folhas de pinho, romã e cascas de cebola

Infusão para regular a pressão arterial alta

Ingredientes

  • 1 litro de água.
  • 2 colheres de sopa de romã (20 g).
  • 5 colheres de sopa de folhas de pinho (50 g).
  • 2 colheres de sopa de casca de cebola (15 g).

Preparo

  • Lave bem as folhas de pinho e as cascas da cebola.
  • Enquanto isso, coloque a água em uma panela para esquentar.
  • Quando começar a ferver, adicione todos os ingredientes e diminua o fogo para cozinhar durante 10 minutos.
  • Depois disso, cubra e deixe repousar por mais 20 minutos.
  • Coe, sirva e consuma com moderação.

Nota final

Embora não esteja cientificamente comprovado que esse remédio possa ser 100% eficaz, considera-se que seu consumo moderado, dentro de uma dieta equilibrada, pode ajudar a manter um estilo de vida saudável. Especialmente, se consumido como substituto de refrigerantes ou bebidas alcoólicas.

  • Benítez, V., Mollá, E., Martín-Cabrejas, M. A., Aguilera, Y., López-Andréu, F. J., Cools, K., … Esteban, R. M. (2011). Characterization of Industrial Onion Wastes (Allium cepa L.): Dietary Fibre and Bioactive Compounds. Plant Foods for Human Nutrition, 66(1), 48–57. doi.org/10.1007/s11130-011-0212-x
  • Plantas medicinales para el sistema respiratorio. (n.d.). Retrieved October 25, 2018.
  • Schoonees, A., Visser, J., Musekiwa, A., & Volmink, J. (2012). Pycnogenol® (extract of French maritime pine bark) for the treatment of chronic disorders. Cochrane Database of Systematic Reviews. doi.org/10.1002/14651858.CD008294.pub4
  • Weber, M. A., Schiffrin, E. L., White, W. B., Mann, S., Lindholm, L. H., Kenerson, J. G., … Harrap, S. B. (2014). Clinical practice guidelines for the management of hypertension in the community: a statement by the American Society of Hypertension and the International Society of Hypertension. Journal of Clinical Hypertension (Greenwich, Conn.), 16(1), 14–26. doi.org/10.1111/jch.12237
  • Xie, X., Atkins, E., Lv, J., Bennett, A., Neal, B., Ninomiya, T., … Rodgers, A. (2016). Effects of intensive blood pressure lowering on cardiovascular and renal outcomes: updated systematic review and meta-analysis. Lancet (London, England), 387(10017), 435–443. doi.org/10.1016/S0140-6736(15)00805-3