Acne hormonal: causas e tratamentos

06 Outubro, 2020
A característica mais peculiar da acne hormonal é sua aparição em idades após a adolescência. É mais grave e tem um maior potencial de deixar marcas ou cicatrizes. Saiba mais a seguir.

A acne hormonal é uma forma de acne tardia que afeta principalmente as mulheres. Estima-se que 30% das mulheres entre 25 e 30 anos sofram desse tipo de problema. A porcentagem cai para 20% entre mulheres de 22 a 50 anos.

Embora não seja uma patologia grave, a acne hormonal pode ter um grande impacto na imagem e no estado psicológico das pessoas afetadas. Ela pode até deteriorar a qualidade de vida. Os gatilhos são muitos, mas o fator hormonal está sempre presente.

A acne normal, ou “acne vulgar”, é uma condição muito comum durante a adolescência. Acredita-se que 90% das pessoas a desenvolvam nessa época da vida. A acne hormonal, por outro lado, é menos frequente. No entanto, nas últimas décadas, sua prevalência aumentou em todo o mundo .

O que é a acne hormonal?

A acne hormonal é a acne que ocorre na idade adulta, após a adolescência. Às vezes ela reaparece após a juventude, e em outros casos persiste após ter surgido na adolescência.

Este tipo de acne apresenta algumas diferenças em comparação com a acne vulgar. A primeira delas é que as lesões são inflamatórias e profundas. Em contraste, a presença de cravos é menor. Da mesma forma, a acne hormonal tende a deixar cicatrizes com mais frequência, pois a pele madura é mais propensa a gerar marcas.

Outra diferença é a área em que ocorre. A acne juvenil afeta principalmente a chamada “zona T” do rosto, composta pela testa, nariz e queixo. A acne hormonal está localizada basicamente no pescoço e ao redor da mandíbula e da boca. Nos dois casos, ela pode aparecer em qualquer parte do corpo.

Descubra: 6 problemas internos que as espinhas no rosto indicam

Mulher com acne hormonal
Ao contrário da acne que ocorre na adolescência, a acne hormonal geralmente está localizada em áreas como o pescoço e ao redor da mandíbula e da boca.

Causas da acne hormonal

As causas da acne hormonal são muito variadas, mas todas estão relacionadas aos hormônios. Em particular, ela está associada ao aumento da testosterona.

O exposto acima ocorre por várias razões. A primeira delas é a menstruação irregularIsso faz com que a pele produza mais sebo, levando à obstrução dos folículos e promovendo o aparecimento de espinhas.

Algo semelhante ocorre quando uma mulher tem síndrome do ovário policístico (SOP). Isso não causa acne, mas favorece o seu surgimento. O consumo regular de tabaco também está relacionado ao aparecimento desse tipo de acne, bem como o uso de cosméticos inapropriados.

O estresse é outro fator que afeta diretamente a aparição da acne hormonal. Isso ocorre porque ele implica um aumento do hormônio cortisol, e ele favorece o aumento dos hormônios androgênicos. Além disso, a poluição e uma dieta pobre em nutrientes também podem atuar como auxiliares neste problema.

Não perca: Por que você tem acne nas costas?

Sintomas e manifestações

O sintoma mais óbvio é o aparecimento de espinhas e outros tipos de lesões de pele em idades após a adolescência. Ela pode acontecer em qualquer idade, embora seja mais frequente na faixa de 24 a 35 anos.

Ao contrário do que acontece na acne vulgar, as lesões quase sempre são dolorosas. A inflamação também é mais visível e ocorre na zona “U”, que já foi mencionada: mandíbula, pescoço e ao redor da boca.

Outro aspecto que a define é o fato de ser resistente a muitos remédios convencionais que costumam ser usados ​​para tratar a acne. Como a sua causa é puramente hormonal, geralmente requer um tratamento mais especializado.

Cicatrizes de acne
As lesões provocadas pela acne hormonal costumam ser mais visíveis. Além disso, elas podem causar dor e deixar cicatrizes.

Tratamentos disponíveis

A acne hormonal precisa de um tratamento abrangente, que deve ser direcionado pelo dermatologista. Na maioria das vezes, um tratamento tópico é prescrito, sendo complementado por um oral. O tratamento tópico geralmente inclui produtos com componentes como ácido salicílico, peróxido de benzoílo, retinoides e antibióticos.

O tratamento oral é realizado para restaurar o equilíbrio hormonal. Geralmente inclui pílulas anticoncepcionais e espironolactona, que é um diurético, no caso das mulheres. Para ambos os sexos, são utilizadas isotretinoína (antibacteriana e antisséptica) e dapsona (antibiótico).

A terapia biofotônica ou “Kleresca” também começou a ser usada atualmente. Consiste na aplicação de um gel fotoconversor que é atravessado por um feixe de luz. Ele penetra na derme, elimina bactérias e reduz a produção de sebo. Também evita o aparecimento de cicatrizes.

Você tem sintomas de acne hormonal? Você está preocupado com as consequências para a saúde da sua pele? Nesse caso, consulte um dermatologista o mais rápido possível para fazer uma avaliação e iniciar o tratamento adequado.

  • Flores, G. G., & Morice, W. M. (2012). Tratamiento del acné. Revista Médica de Costa Rica y Centroamérica, 69(600), 91-97.
  • Bagatin E, Freitas THP, Rivitti-Machado MC, et al. Adult female acne: a guide to clinical practice [published correction appears in An Bras Dermatol. 2019 Mar-Apr;94(2):255. Machado MCR [corrected to Rivitti-Machado MC]]. An Bras Dermatol. 2019;94(1):62–75. doi:10.1590/abd1806-4841.20198203
  • Zari S, Alrahmani D. The association between stress and acne among female medical students in Jeddah, Saudi Arabia. Clin Cosmet Investig Dermatol. 2017;10:503–506. Published 2017 Dec 5. doi:10.2147/CCID.S148499