8 truques para acalmar as cólicas do bebê

21 de maio de 2018
A cólica do bebê é uma condição que muitas vezes preocupa os pais. No entanto, uma boa parte dos bebês com menos de 3 meses sofre deste desconforto. Aprenda aqui a aliviar as cólicas do seu bebê.

Saiba como acalmar as cólicas do bebê, um conjunto de sintomas que aparecem nas primeiras semanas de vida, entre os 3 ou 4 meses. Elas são caracterizadas por longos períodos de choro inconsolável, irritabilidade e nervosismo sem causa aparente.

De acordo com os critérios diagnósticos de Wessel, a cólica do bebê é definida como a regra dos três: “Chorar por mais de três horas por dia, mais de três dias por semana, e por um período de mais de três semanas”.

Algumas pesquisas relatam que o predomínio da cólica do bebê é muito variável, oscilando entre 8% a 40% das crianças menores de três meses. No entanto, existem métodos que podem ajudar a reduzir sua incidência nas crianças.

O que causa a cólica do bebê?

De acordo com um artigo em uma revista especializada em pediatria, as causas da cólica do bebê até agora são desconhecidas. No nível físico estão associadas à aerofagia excessiva (gases), má digestão, fermentação de carboidratos por bactérias no cólon, alergia à proteína do leite, entre outros aspectos.

No entanto, há também uma relação entre essa condição e a dinâmica familiar. Problemas entre os pais, estresse, ansiedade, tabagismo e dificuldades na gravidez também modificam o estado físico e emocional do bebê, causando dor.

Sintomas

Bebê choroso

Além do choro intenso e repentino, a cólica do bebê pode apresentar os seguintes sintomas:

  • O bebê levanta as pernas em direção ao abdômen.
  • Fecha os punhos.
  • Abdômen rígido e tenso.
  • Rosto corado.
  • Acalma-se quando os gases passam ou ele evacua.

Truques para acalmar as cólicas do bebê

1. Mantenha a calma!

Mãe com seu bebê

É lógico que você pode se desesperar um pouco ou ficar nervosa quando o bebê não para de chorar. Mas, em vez de sentir angústia, é preferível que você mantenha a calma para transmitir serenidade ao bebê e o relaxe com suas palavras e atitude.

Respire fundo e tenha em mente que a cólica do bebê é uma condição benigna que desaparecerá nos próximos meses, assim que o corpo dele amadurecer.

2. Acalme o bebê

Alguns bebês são sensíveis à música e ao movimento. Você pode cantar uma canção de ninar ou tocar uma música relaxante enquanto caminha com ele no colo em movimentos rítmicos.

3. Monitore a técnica de amamentação

Bebê mamando no peito da mãe

Muitas mães alimentam seu bebê de acordo com o que seu instinto fala. No entanto, se o bebê não sugar adequadamente, ele engolirá ar. Como resultado, ele terá cólicas. É importante garantir que você coloque o mamilo inteiro na boca do seu filho (quase toda a aréola).

Além disso, recomenda-se que o bebê descanse por curtos períodos de tempo enquanto se alimenta, o que permitirá que ele assimile melhor o leite. Em caso de mamadeira, opte pelos modelos anticólicas. Além disso, observe a inclinação da mamadeira para evitar a sucção do ar e fazer com que o bebê se sinta mal.

4. Posturas anticólicas

Acomodar a cabeça do bebê em seu ombro, na posição vertical, permitirá que ele se alinhe para estimular a expulsão dos gases. Além disso, você pode encaixá-lo nas pernas, com a face para baixo, e dar um tapinha nas costas.

5. Uma massagem suave

Bebê sorridente

Os bebês amam o contato físico, pois é uma das maneiras pelas quais eles se comunicam. A massagem os relaxa e ajuda a reduzir a frequência das cólicas, além de favorecer a mobilidade intestinal.

Por outro lado, as massagens não são recomendadas durante o choro, mas em outros momentos, como quando estiver trocando fraldas ou durante o banho. Para isso, você deve acariciar gentilmente o abdômen do bebê na forma de círculos e no sentido horário, por cerca de 3 a 5 minutos.

6. Exercícios

Outro exercício que irá ajudá-la a acalmar as cólicas do bebê é um jogo de flexões com as pernas. Enquanto ele estiver deitado de costas, empurre gentilmente as pernas do bebê até o abdômen e estique-as. Repita 4 séries de 15 flexões.

Em seguida, execute o mesmo exercício com cada perna durante 4 séries de 15 flexões cada. Você verá que o movimento intestinal do seu bebê será ativado e a cólica será reduzida.

7. Infusão de ervas

Chá de camomila

Flor de camomila

O uso de camomila com moderação durante a lactação tem um risco muito baixo. Ela tem propriedades antiespasmódicas, digestivas, anti-inflamatórias e sedativas, tornando-se uma fórmula muito eficaz para tratar a cólica do bebê.

Folha de limão (erva-cidreira)

Tem efeitos sedativos e tranquilizantes. Também possui propriedades antiespasmódicas e contra os gases. Graças a estas propriedades e seu baixo nível de toxicidade, é recomendada para tratar as cólicas infantis.

Verbena

Esta erva é boa para problemas digestivos, como indigestão, dor de estômago e diarreia. Além disso, tem efeitos tranquilizantes contra a ansiedade e a tontura.

Aliviar as cólicas do bebê pode ser desgastante e requer muita paciência. No entanto, como pais, devemos estar cientes de que a cólica em crianças não é uma doença, mas um distúrbio sem repercussões graves para a saúde. 

Simplesmente, o bebê não sabe como seu corpo funciona e está com medo. Portanto, compreensão e serenidade são vitais para cuidar da criança durante este estágio. Às vezes, o bebê não chora devido à cólica, mas a outras causas.

Por esta razão, consulte um pediatra para que você possa examinar seu bebê diretamente e evitar complicações.

Recomendados para você