Motivos para amamentar o seu bebê

Amamentar seu bebê é a melhor coisa que você pode fazer para o seu desenvolvimento futuro, no entanto, este não é o único benefício. A amamentação implica vantagens infinitas. Descubra-as!

Amamentar o seu bebê é a melhor decisão que você pode tomar para alimentar seu filho. A amamentação traz muitos benefícios a curto e longo prazo, tanto para a criança como para a mãe.

O leite materno fornece todas as vitaminas e nutrientes que o bebê precisa nos primeiros seis meses de vida. Ele contém substâncias que protegem o bebê contra infecções e vírus. A amamentação é a continuação do processo natural de reprodução após o parto.

Amamentar o bebê ajuda a mãe a se recuperar após o parto. Além disso, reduz o risco de depressão pós-parto, além de ser uma economia de dinheiro e de tempo.

Motivos para amamentar seu bebê

Benefícios para a mãe:

Mãe amamentando filho

  • A sucção estimula a produção de hormônios que contraem o útero e ajudam a eliminar os lóquios (restos de sangue e placenta deixados após o parto).
  • A amamentação ajuda a aumentar os níveis de oxitocina, um hormônio que acelera a recuperação do útero da mãe. Este hormônio devolve sua forma e tamanho, descartando possíveis hemorragias e infecções pós-parto.
  • Da mesma forma, a oxitocina promove o relaxamento e sentimentos de cuidado e proteção. Níveis elevados desse hormônio tornam a mãe menos propensa a sofrer de depressão pósparto. Além disso, ajuda a estabelecer o apego materno ao bebê.
  • A amamentação por pelo menos 1 ano suprime a quantidade de estrogênio produzido pelo organismo. Altera a estrutura do tecido mamário, o que diminui as chances de ter, no futuro, câncer de mama e de ovário.
  • Um dos motivos para amamentar seu bebê é que esse ato consome entre 450 e 500 calorias por dia, o que ajuda a mãe a recuperar o peso que tinha antes de engravidar.
  • Tem efeitos benéficos sobre o sistema cardiovascular materno, uma vez que atua sobre fatores de risco, tais como: níveis lipídicos, obesidade, pressão arterial, insulina e nível de glicose.
  • A amamentação reduz a possibilidade de sofrer osteoporose no futuro.
  • A economia de tempo, dinheiro e trabalho é considerável porque o leite materno é gratuito, está sempre pronto e disponível para o bebê. Também não requer preparação ou recipientes especiais. Está sempre na temperatura ideal e o bebê decide a quantidade que ele precisa.
  • A capacidade de satisfazer, física e emocionalmente, o bebê aumenta a autoconfiança de muitas mães. Esse é outro dos motivos para amamentar seu bebê.

Você quer saber mais? Leia: É possível prevenir o câncer de mama? Conheça 6 recomendações

Benefícios para o bebê:

Bebê amamentando

  • A amamentação por pelo menos seis meses (sem incluir alimentos sólidos, fórmula ou água) oferece uma maior e melhor proteção para o bebê. Torna menos frequentes os vírus do estômago, doenças respiratórias, infecções de ouvido e meningite.
  • O leite materno é o alimento mais completo para um recém-nascido. Assegura um ótimo desenvolvimento psicológico, nutricional, hormonal e imunológico. Além disso, tem a temperatura certa e digere mais facilmente do que qualquer outro leite ou alimento. Ainda precisa de mais motivos para amamentar?
  • Bebês alimentados com leite materno sofrem menos com alergias alimentares, fatores ambientais e doenças da pele em comparação com bebês que são alimentados com leite de lata, que contém leite de vaca ou de soja como ingrediente principal.
  • Reduz o risco de excesso de peso quando se tornam adolescentes ou adultos, pois controlam melhor seu apetite, e só comem até se sentirem satisfeitos.
  • A correta sucção e deglutição do leite materno favorece o correto desenvolvimento da mandíbula, dentes e fala.
  •  A variedade de sabores que o bebê recebe no leite materno, que depende da dieta da mãe, prepara melhor o seu bebê para aceitar os diferentes sabores dos alimentos sólidos.

Visite este artigo: 4 alimentos perigosos para o desenvolvimento do bebê

Outros aspectos a considerar

Mãe amamentandoseu bebê

O leite materno contém menos insulina do que o leite artificial (a insulina estimula a criação de gordura). Bebês amamentados têm menos leptina em seu sistema, um hormônio que desempenha um papel fundamental na regulação do apetite e da gordura.

Outro fato importante é que a composição do leite materno muda à medida que o bebê cresce. Desta forma, satisfaz as necessidades em seus diferentes estágios de desenvolvimento.

Por outro lado, a amamentação pode ajudar a prevenir uma série de doenças que mais tarde aparecem, como diabetes tipo 1 e 2, colesterol alto e doenças inflamatórias intestinais.

Um dos anticorpos mais importantes que o de leite materno fornece é a imunoglobulina. Esta substância protege contra germes invasores, formando uma camada protetora nas membranas mucosas dos intestinos, nariz e garganta do bebê.

Também fornece proteção contra Escherichia coli, Salmonella, Streptococcus, Staphylococcus, Pneumococcus, Poliovirus e Rotavirus.

Mas um dos motivos para amamentar mais importantes é que esse ato cria um forte vínculo entre a mãe e a criança, cobrindo necessidades como proximidade e segurança, que favorecem a autoestima da criança e o relacionamento com a mãe.

Recomendados para você