Mejor con Salud
 

8 sintomas iniciais de câncer de garganta que você não deve ignorar

Esse tipo de câncer compromete a saúde da faringe, laringe, esôfago e amígdalas, devido ao crescimento anormal de suas células.
8 sintomas iniciais de câncer de garganta que você não deve ignorar

O câncer de garganta é uma doença que consiste em tumores malignos na área da faringe, laringe ou amígdalas. Isto é, tudo o que entendemos como garganta.

Embora possa afetar qualquer pessoa, é mais provável desenvolvê-lo quando se é fumante ou quando ocorre um ataque de papilomavírus humano (HPV).

Conhecer os fatores de risco e certos sintomas pode ajudar a procurar um médico a tempo. Nesse sentido, é claro que a detecção precoce é crucial para aumentar as chances de sucesso do tratamento.

Para obter um diagnóstico precoce, é muito importante conhecer os possíveis sintomas iniciais do câncer de garganta e consultar um médico para uma avaliação.

1. Rouquidão ou mudanças na voz

O crescimento anormal das células na garganta pode começar nas cordas vocais. Por isso, uma das primeiras manifestações da doença são mudanças notáveis no tom de voz.

O prolongamento da rouquidão por mais de três semanas ou uma mudança repentina na voz são motivos suficientes para consultar um especialista. Às vezes sua origem são infecções na região ou problemas associados ao cigarro. Apesar disso, é preciso considerar que pode se dever a um câncer de garganta.

Mulher com dor de garganta

Descubra: 10 benefícios secundários de parar de fumar

2. Dor na garganta

É difícil considerar uma simples dor na garganta como sintoma de câncer. Muitas vezes esse incômodo é resultado de uma infecção ou doença comum do sistema respiratório. No entanto, quando se torna persistente ou aparece de maneira intermitente, é primordial saber por que se origina.

O surgimento de tumores na região pode propiciar a recorrência desse sintoma. Na verdade, ele se manifesta com mais intensidade ao engolir ou forçar a voz.

3. Mau hálito constante

Um problema de mau hálito que não desaparece com bons hábitos de higiene bucal pode nos alertar para uma condição subjacente que exige um maior cuidado. Embora nem sempre seja necessário acender o alerta para o câncer, também não podemos descartar esse sintoma.

Os pacientes que desenvolvem esta doença costumam ter muita dificuldade para controlar o mau odor em sua boca, que persiste mesmo com o uso de enxaguantes e produtos especiais.

4. Sensação de sufocamento

A sensação de sufocamento, também conhecia como dispneia ou falta de ar, é um sintoma que pode nos alertar para uma obstrução nas vias respiratórias. Aparece como resultado de uma infecção grave no sistema, mas também pela presença de tumores.

5. Protuberância no pescoço

O surgimento de protuberâncias no pescoço pode ter muitas origens. Nesse caso particular, costuma ocorrer porque o tumor consegue se espalhar até os gânglios linfáticos localizados na região da garganta. Esse sinal deve ser considerado um motivo para agendar uma consulta médica imediata, já que se origina quando o câncer começa a se agravar.

De acordo com especialistas da Associação Americana do Câncer, outros possíveis sinais e sintomas de câncer de orofaringe e cavidade oral são:

  • Nódulos ou espessamento na bochecha.
  • Uma protuberância ou massa no pescoço.

Recomendamos a leitura: Os 5 possíveis primeiros sintomas do câncer de língua

6. Necessidade de tossir

Os pacientes com doenças respiratórias ou alergias costumam ter tosse recorrente devido à resposta do sistema imunológico diante da presença de agentes estranhos.

Quando ocorre algum problema na garganta, tubo que faz parte do sistema respiratório, esse sintoma pode se tornar mais crônico. A princípio, se manifesta como uma tosse seca, acompanhada de irritação. Mais tarde, quando o tumor avança, pode criar úlceras e provocar sangramentos.

7. Respiração ruidosa

Quando o tumor não é tratado de forma precoce, as células cancerosas continuam se dividindo e causando graves danos ao tecido da região afetada. Como consequência, ocorre uma obstrução dos condutos respiratórios, o que se manifesta com um som estranho toda vez que a pessoa inspira.

Esse ruído é conhecido como “estridor laríngeo” e é o resultado do estreitamento da abertura existente entre as cordas vocais. Se não for tratado o quanto antes, o câncer pode bloquear por completo esse espaço e causar complicações como a asfixia e a morte.

8. Dificuldade para engolir

A maioria dos pacientes com câncer de garganta começa a ter uma perda significativa de peso devido a dificuldades para mastigar, engolir ou deglutir os alimentos.

A presença de tumores estreita a abertura do esôfago e faz com que os alimentos fiquem presos ao serem ingeridos. Por sua vez, ocorre um enfraquecimento muscular que aumenta os episódios de refluxo ácido.

Descubra: Ervas que podem reduzir o risco de câncer de pele

Dúvidas? Não deixe de consultar o médico

Na presença de vários desses sintomas e preocupações com seu estado de saúde, consulte seu médico para uma avaliação o mais rápido possível. O profissional fará uma avaliação e informará se é câncer de garganta ou não e, também, qual é a melhor opção de tratamento para o seu caso.

Para determinar se é câncer, o médico poderá solicitar uma endoscopia ou exames de imagem.

Como cuidar da garganta durante o ano todo

Como cuidar da garganta durante o ano todo

Normalmente só nos lembramos dela quando ficamos doentes, mas devemos nos preocupar em cuidar da garganta sempre. Saiba como fazer isso.



  • GBD 2015 Disease and Injury Incidence and Prevalence, Collaborators. (8 October 2016).
  • Rosenblatt KA (2004). “Marijuana use and risk of oral squamous cell carcinoma”. Cancer Res. 64 (11): 4049–54.
  • Schmitz, M. (2012). “Loss of gene function as a consequence of human papillomavirus DNA integration”. International Journal of Cancer. 131 (5): E593–E602