8 motivos para parar de fumar agora mesmo

Além de afetar a saúde respiratória, fumar pode gerar problemas muito mais graves, como deterioração óssea, e inclusive diferentes tipos de câncer além do de pulmão.

O consumo excessivo de cigarro continua sendo um dos males modernos e, mesmo com as advertências sobre seus efeitos e a divulgação de inúmeros motivos para parar de fumar, milhões de pessoas seguem fumando.

Este vício causado pela nicotina, um de seus principais componentes, é um dos fatores que influenciam o aparecimento de doenças crônicas e causam milhões de mortes.

Mesmo que muitos ignorem, o cigarro contém mais de 19 compostos químicos com qualidades tóxicas que, ao serem assimiladas no organismo, afetam a atividade celular e a saúde dos tecidos.

Por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) o classifica como uma das maiores ameaças para a saúde pública, advertindo, além disso, que mais da metade dos fumantes morrem por seus efeitos.

Considerando que muitos ainda não são conscientes dos riscos aos quais estão expostos, hoje queremos dedicar este espaço a oito motivos para parar de fumar hoje mesmo.

Motivos para parar de fumar o quanto antes

1. Aumenta o risco de diabetes

Fumar aumenta o risco de diabetes

As toxinas contidas no cigarro podem interferir nos processos que transformam os açúcares em energia, aumentando de forma considerável o risco de diabetes.

Estas substâncias, além disso, impedem que o organismo utilize a insulina de forma ótima, o que leva ao acúmulo excessivo de glicose.

2. Provoca infecções

Os fumantes têm altas chances de contrair infecções de todo tipo, não só porque seu sistema respiratório está comprometido, mas também porque suas defesas são mais baixas em comparação com as de uma pessoa saudável.

Fumar em quantidades excessivas deteriora as membranas mucosas que impedem a passagem de agentes infecciosos, o que facilita o desenvolvimento destas doenças.

Além disso, quem está exposto à fumaça do tabaco, inclusive se não fuma, tem um sistema imunológico mais fraco.

3. Afeta a saúde ocular

Olhos vermelhos

As toxinas que ficam retidas no organismo devido ao consumo de tabaco podem, com o tempo, causar degeneração macular.

Esta doença provoca visão borrada permanente e, em casos mais graves, leva à cegueira.

O risco é maior entre os fumantes ativos, principalmente quando estão expostos a outros fatores.

4. Aumenta o risco de câncer

Não é segredo que o hábito de fumar figura como a causa principal de câncer de pulmão e doenças respiratórias crônicas.

As toxinas afetam de forma direta a saúde das células e, com o tempo, provocam um crescimento anormal destas.

O que muitos não sabem é que, além deste câncer, o tabaco pode provocar outras variedades agressivas da doença.

Seu consumo está relacionado a casos de câncer de:

  • Estômago
  • Mama
  • Pâncreas
  • Rins
  • Bexiga
  • Colo do útero

5. Deteriora a saúde cerebral

Saúde cerebral

O acúmulo de resíduos tóxicos do tabaco no sangue pode trazer consequências negativas para a saúde do cérebro.

Estas substâncias, que conseguem viajar através da corrente sanguínea, interferem no processo de oxigenação celular e afetam habilidades como a concentração e a memória.

Por outro lado, o consumo diário de cigarro se vincula com o estresse oxidativo, um dos fatores responsáveis pela deterioração das membranas celulares deste órgão.

6. Provoca envelhecimento precoce

Os efeitos negativos do cigarro são notados na pele e, depois de fumar por muito tempo, estes se manifestam com rugas precoces e sinais da idade.

As substâncias tóxicas afetam o processo de regeneração das células e os mecanismos que mantêm a umidade natural da pele.

Além disso, dado que provoca um acúmulo de radicais livres, também pode causar envelhecimento precoce em outros órgãos internos.

7. Deteriora os ossos

Saúde óssea

Fumar é um habito que pode favorecer o desgaste prematuro dos ossos, dado que dificulta a absorção dos nutrientes que os mantêm fortes.

Isso, somado ao seu alto teor de toxinas, influencia a perda de densidade óssea e o desenvolvimento de problemas crônicos como a osteoporose e osteoartrite.

8. Causa doenças dentárias

Os componentes do tabaco não só causam uma deterioração notável no esmalte dos dentes, mas também podem provocar doenças dentárias.

  • O alcatrão, um de seus tóxicos, causa manchas amareladas e cáries.
  • Esta substância enfraquece os dentes e, em quantidades excessivas, pode provocar sua queda.
  • Entre outras coisas, cabe mencionar que também provoca mau hálito e deterioração das gengivas.

Você precisa de mais motivos para parar de fumar? Agora que sabe detalhadamente o quão nocivo é este hábito, tome a decisão e busque práticas saudáveis para começar a deixar o vício.

Sabemos que não é simples, nem se consegue da noite para o dia, mas é possível.

Recomendados para você