8 coisas que você deve saber sobre a menopausa

· 29 de maio de 2018
A menopausa é uma etapa fundamental na vida de todas as mulheres. Conhecê-la é a melhor forma de enfrentar com naturalidade as mudanças nas quais ela implica.

Trata-se de um processo que todas as mulheres têm de atravessar ao atingir certa idade. Alguns sintomas são inerentes a todas elas e outros são mais pontuais ou específicos.

Mas, atenção, porque chegar à menopausa não é sinônimo de sofrimento. Quer saber melhor como ela se desenvolve? Então continue neste artigo!

Termos importantes relacionados à menopausa e que devem ser considerados

Muitas pessoas confundem algumas palavras ou momentos na vida das mulheres, mas vale a pena diferenciá-los:

  • Menopausa: é o momento a partir do qual ocorre a última menstruação como consequência da perda da função do ovário. É determinada quando, durante 12 meses consecutivos, não há menstruação (o que se conhece como amenorreia). A idade média de desenvolvimento da menopausa é aos 51 anos, ainda que em algumas mulheres se manifeste antes ou depois disso. É algo que ocorre, obviamente, apenas com o sexo feminino.
  • Climatério: é o período de transição completa entre o intervalo reprodutivo e o post reprodutivo. Portanto, a menopausa é um dos episódios dentro do climatério.
Dores de cabeça é algo que você deve saber sobre a menopausa

  • Pós-menopausa: o ciclo que se desenvolve após a menopausa.
  • Pré-menopausa: é o período anterior à menopausa, quando ocorrem mudanças na menstruação e aparecem os denominados “calores” ou aquela falta de ar.

Perguntas e respostas sobre a menopausa

Em que idade ocorre a menopausa?

Como dito anteriormente, a idade média em que a menopausa ocorre é entre os 51 anos, mas isso pode variar segundo diversos fatores familiares, pessoais (tabagismo, obesidade, diabetes ou sedentarismo) ou pontuais (antecedentes de quimioterapia, tratamentos invasivos e radiações).

Por que ocorre a menopausa?

Problemas nos ovários é algo que você deve saber sobre a menopausa

Se falarmos em termos médicos, devemos dizer que é o déficit básico ovárico, ou seja, a ovulação e a produção de estrogênios reduzem, de modo que a mulher deixa de ter capacidade de reproduzir.

O que a menopausa representa para a mulher?

Mais além do que o clínico, trata-se de uma crise na vida feminina, uma mudança mais do que importante, assim como a primeira menstruação ou a gravidez.

Representa, sem dúvidas, uma modificação em sua forma de viver, é o fim de uma etapa (a reprodutiva) e ao mesmo tempo o começo de outra. Pode causar depressão ou desequilíbrios emocionais muito fortes.

Quais são os sintomas da menopausa?

Sentir sede é algo que você deve saber sobre a menopausa

Com respeito aos sinais médicos ou físicos da menopausa, é preciso destacar os transtornos da glândula endócrina, alterações do sono, depressão, atrofia urogenital, osteoporose, transtornos cardiovasculares, ressecamento da pele e das mucosas, sintomas vasomotores e problemas sexuais.

No que se refere ao psicológico, é uma crise que deve ser analisada e tratada como corresponde. Nem todas as mulheres são afetadas neste aspecto, mas ocorre uma mudança na forma como se enxergam frente ao mundo, já que para muitas a menopausa é sinônimo de velhice.

Que hábitos mudar para enfrentar melhor à menopausa

As mulheres podem levar melhor esse momento de suas vidas mudando alguns hábitos, por exemplo, seguindo uma dieta saudável e fazer exercícios físicos para evitar a obesidade e os problemas cardíacos. Também é conveniente parar de fumar, consumir mais cálcio para não sofrer de osteoporose, etc.

A melhor forma de enfrentar esta etapa é vivê-la da forma mais natural possível. Existem muitos fatores que influenciam na forma de enfrentar a menopausa: a personalidade da mulher, a cultura, o entorno, as crenças, a sociedade, os familiares, etc.

Portanto, é necessário consultar especialistas e não encarar esse período como se fosse uma doença, mas sim como um episódio a mais da existência feminina.

Porque as ondas de calor são tão frequentes na menopausa?

Oas ondas de calor são coisas que você deve saber sobre a menopausa

Este sintoma é um dos mais típicos e se caracteriza por ondas de calor e aumento da sudoração, ainda que não esteja realmente fazendo calor. Esse quadro também é acompanhado por palpitações. Afeta a cerca de 80% das mulheres em etapa de menopausa e sua duração estimada é de um ano.

Não causa problemas de saúde, mas pode afetar a vida social e afetiva da mulher. É um dos principais motivos das consultas médicas marcadas nessa fase.

Costuma-se relacionar o calor com um elemento psíquico como o estresse, a emoção, nervos ou conflitos, ainda que não esteja comprovado. E pode aparecer em qualquer momento do dia, inclusive durante o sono.

A menopausa propicia o desenvolvimento de doenças?

As mudanças hormonais que ocorrem nas mulheres nesta etapa trazem como consequência diferentes sintomas, que podem variar de acordo com cada pessoa. A curto prazo desenvolvem irritabilidade, palpitações, sudoração, dores de cabeça, calor, nervosismo, instabilidade emocional, o “mal dos ossos” e a tendência à obesidade.

A médio prazo ocorrem mudanças nos músculos, na pele, no aparato urinário e na genitália. A longo prazo surge a osteoporose e há um aumento no risco cardiovascular.

Porque a menopausa afeta unicamente às mulheres?

Mais além de se tratar de uma etapa de transição na vida feminina, os transtornos emocionais ou de humor também se devem aos desequilíbrios na produção do hormônio conhecido como estrogênio.

É provável que sejam observadas mais mudanças no humor ou ânimo durante esta etapa, o que pode chegar a afetar a vida pessoal, familiar e até profissional da mulher.

Um bom conselho é conhecer bem tudo o que acontece durante a menopausa, assim poderá enfrentá-la com mais naturalidade.