8 coisas que prejudicam o sistema imunológico

23 de dezembro de 2014
A falta de atividade física e o sedentarismo podem fazer com que o organismo acumule mais toxinas e seja mais propenso ao contágio de doenças. Pratique 30 minutos de exercícios diariamente.

Nossa saúde está diretamente relacionada com o estado de nosso sistema imunológico, o que quer dizer que quanto mais forte ele estiver, mais resistência teremos aos vírus e diferentes doenças que podem nos acometer.

Quando apresentamos um sistema imunológico frágil, ficamos mais propensos a sofrer resfriados e outras doenças virais que podem causar muito impacto ao organismo.

A maioria dos hábitos que temos diariamente influencia diretamente no estado de nosso sistema imunológico, principalmente quando alcançamos idades mais avançadas.

É por isso que manter hábitos saudáveis é essencial para gozar de uma boa saúde. Hoje mencionaremos quais hábitos e coisas podem prejudicar nosso sistema imunológico. Confira!

O sistema imunológico: o que pode prejudicá-lo?

1. Exceder o consumo de açúcar

Açucar.refinado.efeitos.na_.saude_.2

Consumir açúcar excessivamente pode fazer com que o sistema imunológico perca até 40% de sua capacidade para destruir germes.

De acordo com pesquisas, o consumo de açúcar pode afetar o funcionamento do sistema imunológico cinco minutos depois de seu consumo, e durar até cinco horas.

Para que o sistema imunológico funcione bem é importante subministrar uma boa fonte de vitamina C. Quando consumimos açúcar de forma excessiva, ele erode a vitamina C presente e destrói a estrutura das células do sistema imunológico.

Leia também: Como fortalecer o sistema imunológico?

2. Consumir bebidas alcoólicas

O consumo de bebidas alcoólicas tem uma grande quantidade de impactos negativos na saúde, pois evita que o corpo absorva nutrientes essenciais e, como consequência, causa uma deficiência nutricional.

Quando uma pessoa consome álcool em excesso, isso impede que seus glóbulos brancos se multipliquem e que as células ingiram partículas estranhas e gerem fatores de necrose tumoral (proteínas).

Quando o organismo não produz a quantidade de células suficientes, isso causa um sistema imunológico frágil.

3. Alérgenos

Alergias-respiratorias

O sistema imunológico percebe como ameaças materiais que parecem inofensivos como pó, pólen, fumo, dentre outros.

Como consequência, coloca-se em alerta, provocando uma reação alérgica que posteriormente destrói a parede celular e impede invasores externos, fazendo com que o sistema imunológico se torne mais vulnerável.

4. Não dormir o suficiente

A insônia é um dos transtornos que mais afetam as pessoas atualmente. Os múltiplos trabalhos, o estresse, a depressão, dentre outros fatores, podem evitar que a pessoa concilie bem o sono, assim, passa a ser trabalhoso ter um bom descanso.

De acordo com pesquisas realizadas pela Universidade de Chicago, pessoas que dormem quatro ou menos horas por dia só conseguem produzir a metade dos anticorpos que combatem o resfriado em comparação com pessoas que dormem oito ou mais horas diárias.

5. Estresse

Estresse_doenças

Está comprovado que o estresse influencia negativamente na saúde física e mental. Quando a pessoa está exposta constantemente a situações estressantes, seu sistema imunológico começa a se debilitar, perdendo a habilidade para combater infecções, vírus e germes.

O que acontece é que o número de glóbulos cai, fazendo com que o sistema imune se fragilize. Isso também acontece com pessoas que passam por uma situação traumática ou por depressão.

Recomendamos a leitura: Combata a depressão sem químicos sintéticos

6. Utilizar elementos de outras pessoas

Quase sempre os germes e vírus mais comuns se transmitem através do compartilhamento de objetos e/ou ferramentas que devem ser mais de uso pessoal.

Lamentavelmente quase nunca nos precavemos sobre o caminho que o objeto fez antes de chegar até nossas mãos e o utilizamos sem tomar as medidas preventivas.

Obviamente não devemos nos tornar obsessivos por germes, mas é bom conhecer a procedência do que usamos para evitar contágios por doenças infecciosas.

7. Abusar dos antibióticos

Bacterias

Os antibióticos foram criados com a finalidade de tratar e combater infecções sérias.

Costumam ser muito efetivos, mas exceder seu consumo pode fazer com que o organismo crie um mecanismo de resistência aos antibióticos, tornando-se mais vulnerável a contágios por infecções e doenças.

Pesquisas comprovaram que pessoas que tomam um antibiótico constantemente tem um sistema imunológico mais frágil e adoecem com mais frequência.

8. Sedentarismo

Atualmente, o sedentarismo se tornou um dos maiores problemas de saúde do mundo. Pessoas sedentárias tendem a sofrer de obesidade, doenças cardiovasculares, sistema imunológico frágil, dentre outros.

Quando uma pessoa não pratica atividade física, tem uma má alimentação e é pouco ativa durante o dia, tende a acumular toxinas e estresse, sendo mais propensa ao contágio de doenças ou infecções.

É recomendável fazer pelo menos trinta minutos de exercícios diários, manter uma dieta saudável, tomar água e praticar atividades que dão prazer e evitam o estresse.

  • Leandro, C., Nascimento, E. do, Manhães-de-Castro, R., Duarte, J. A., & Castro, C. M. M. B. de. (2002). Exercício físico e sistema imunológico: mecanismos e integrações. Revista Portuguesa de Ciências Do Desporto. https://doi.org/10.5628/rpcd.02.05.80
  • Martínez, Alfredo Córdova; AlvarezðMon, M. (1999). O sistema imunológico. Revista Brasileira de Medicina Do Esporte. https://doi.org/10.1590/S1517-86921999000300010
  • Cirqueira Fonseca, N., Gonçalves, J. C., & Araujo, G. S. (1990). INFLUÊNCIA DO ESTRESSE SOBRE O SISTEMA IMUNOLÓGICO. Immunology Today. https://doi.org/10.4161/15548627.2014.994402