8 alimentos que podem ajudar a prevenir o AVC ou derrame cerebral

· 26 de agosto de 2015
O derrame cerebral é a terceira maior causa de morte do mundo, segue logo atrás de doenças cardíacas e do câncer. Entretanto, hoje em dia podemos evitar um acidente vascular cerebral (AVC), e são muitos os estudos que nos indicam que manter hábitos de vida saudáveis ajuda a prevenir o derrame cerebral.

O esforço vale a pena, com isso evitamos não só um AVC, ou derrame cerebral, mas também desfrutamos de uma melhor qualidade de vida. Que tal começar hoje mesmo a incluir estes 10 alimentos em sua dieta? Veja quais alimentos são!

Alimentos que você deve incluir na dieta para melhorar a saúde cerebral

Talvez você pense que as pessoas com maior probabilidade de sofrer de um derrame cerebral são as que estão entre os 55 e os 70 anos, no entanto, isso não é verdade. Infelizmente, o AVC pode ocorrer tanto na população mais jovem como na mais velha.

Há, às vezes, componentes genéticos e hereditários que não podemos evitar; porém, se seguirmos uma dieta inadequada e levarmos uma vida marcada pelo estresse e ansiedade, o risco de sofrer um derrame cerebral aumenta.

Por isso, vale a pena buscar ajuda nos alimentos para reduzir os riscos e desfrutar de uma boa saúde. Sendo assim, veja abaixo quais alimentos você deve incluir diariamente em sua dieta.

1. As cenouras

As cenouras podem prevenir o surgimento de um AVC

Segundo um estudo realizado em 2008 pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, comer cerca de cinco cenouras por semana poderia reduzir os riscos de sofrer de um AVC em 50%.

No entanto, devemos ser prudentes com este dado, mas não podemos descartar seus benefícios naturais, pois é uma verdura rica em antioxidantes, que evita que se formem coágulos nas artérias e favorece a circulação sanguínea. 

Vale a pena saborear cenouras sempre que puder.

2. Couve-de-bruxelas

As couves-de-bruxelas são ricas em potássio e em folatos, elementos fundamentais para evitar o colesterol alto, o acúmulo de gorduras em nossas artérias, assim como eliminar toxinas por meio da urina.

3. O abacate

Abacate contra AVC

O abacate é rico em ácidos graxos benéficos para o cérebro, como é o caso do ômega 3, por exemplo. Ou seja, ele previne a oxidação celular e seu envelhecimento prematuro.

Mas, atenção! Lembre-se: apenas meio abacate por dia!

4. Os tomates

O tomate é uma fonte natural de antioxidantes como o licopeno, por exemplo. O licopeno é conhecido por ser muito adequado para prevenir o AVC, pois tem a capacidade de reduzir a tensão arterial e favorecer a circulação sanguínea.

Tudo isso se deve a uma substância chamada homocisteína, que se relaciona com uma maior probabilidade de sofrer um AVC. Portanto, o licopeno presente no tomate reduz os níveis de hemocisteína.

5. Sardinhas

As sardinhas podem prevenir o AVC

O ideal é consumir sardinhas entre uma e duas vezes por semana. A razão? As sardinhas são um  tesouro natural de gorduras saudáveis, de cálcio e de vitamina D. Além disso, são protetoras naturais do nosso cérebro.

Aliás, existe um dado que deve ser conhecido: se você abrir a latinha e não terminar o seu conteúdo, não deixe a sardinha na lata original. Dessa forma, guarde o restante em uma vasilha de vidro ou qualquer outra vasilha que não seja de metal.

Leia também: 7 recomendações para ter um cérebro jovem

6. Melão e melancia

Ambas as frutas são ricas em água, minerais, antioxidantes e apresentam, além disso, baixo teor de sódio, perfeitas para reduzir nosso colesterol e evitar assim o problema da arteriosclerose.

Dessa forma, não hesite em consumir um bom pedaço de melancia por dia.

7. Chá verde

O consumo de chá verde pode ajudar a prevenir o acontecimento de um AVC

Nunca deixe de tomar  diariamente uma xícara de chá verde. Isso porque este chá é um recurso natural rico em antioxidantes, em polifenóis e em compostos essenciais para reduzir o colesterol e lutar contra o envelhecimento cognitivo. 

Ainda mais, para se beneficiar mais deste chá e de suas propriedades, lembre-se de consumi-lo 20 minutos depois das refeições.

8. Aveia

A aveia ajuda a reduzir o nível de açúcar no sangue e a manter os níveis de colesterol ruim equilibrados.

Além disso, não podemos nos esquecer de que a aveia é muito adequada para reduzir o estresse e que oferece incríveis nutrientes para nossa saúde cerebral, como o zinco e o ferro. Sendo assim, que tal começar o dia com uma boa porção de aveia?

Leia também: Aveia: como consumi-la?

Considerações importantes para reduzir a probabilidade de ter um AVC

Caminhar pode reduzir as chances de ter um AVC

Apesar dos alimentos acima ajudarem a reduzir entre 30% e 50% a probabilidade de ter um AVC, é importante levar em conta também outros aspectos:

  • A dieta deve ser variada e equilibrada. Não se trata de consumir todos os dias a mesma coisa, mas sim de combinar adequadamente os alimentos.
    Por exemplo, segundo nos explica Lyn M Steffen, epidemiologista da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, consumir 3 tipos de fruta por dia e mais de 3 verduras, diminui o risco de sofrer um AVC do que se limitarmos o consumo a 5 tipos de fruta, sem nenhuma verdura.
  • Não pense que para evitar este tipo de doença você deve restringir completamente o consumo de gorduras. Consuma gorduras saudáveis, como as do azeite de oliva ou do peixe azul, grandes protetores da saúde cerebral.                                                                                                                                                                  

Cuide da sua saúde em geral para cuidar também do seu cérebro!