7 recomendações para ter um cérebro jovem

Exercite seu cérebro continuamente para conseguir mantê-lo jovem e alerta. Não é preciso fazer grandes esforços: ler algum dado novo todos os dias ou aprender algum idioma já oferecerá grandes benefícios.

Algumas pessoas passam horas na academia exercitando os músculos, outros fazem dietas para perder peso… porém, não são muitos os que dedicam um tempo por dia para cuidar da mente.

Claro, porque o cérebro precisa ter uma atividade como acontece com o resto do corpo.

Se você quiser ter um cérebro jovem, leia o seguinte artigo onde te indicaremos alguns bons hábitos que você pode cultivar.

O envelhecimento “normal” do cérebro

Homem segurando cérebro virtual

Assim como o corpo, o cérebro pode envelhecer de maneira natural ou não. Com o passar do tempo vai deixando uma marca na mente, mas isso não significa que não pode manter a lucidez até o último momento da vida.

É bom saber que o envelhecimento cognitivo começa quando nascemos. É assim. Cada dia vamos “perdendo” um pouco da capacidade mental em relação ao dia anterior. Isso não é ruim, mas sim normal.

Apesar de todos os cérebros envelhecerem, varia muito a forma como cada um passa por isso.

A memória, a velocidade de processamento, a tomada de decisões, a aprendizagem e a sabedoria, estão dentro do “aspecto cognitivo” do cérebro.

Para os adultos mais idosos, manter este grupo em bom estado é uma preocupação mas, na realidade, deveríamos nos ocupar dessa tarefa o quanto antes.

Como manter o cérebro jovem?

Para evitar que a mente se deteriore mais rápido do que o habitual é preciso treiná-la e cuidá-la desde cedo. Alguns conselhos interessantes que podem ajudar a “embelezar” o cérebro são:

Durma

Descansar bem  ajuda a manter o cérebro jovem

Não é só o corpo que se cansa depois de uma jornada de trabalho. A mente precisa repousar para recarregar as baterias e estar lúcido no dia seguinte.

Se você se sente ansioso, angustiado ou estressado seria bom que dormisse um pouco. O mesmo acontece se você estiver tomado por preocupações ou responsabilidades. Fazer uma pausa é benéfico para a sua saúde mental e física.

As 7 ou 8 horas de sono noturno não são um capricho: é o que pelo menos o cérebro precisa para descansar. Se depois de almoçar você puder dormir por pelo menos 20 minutos, também será muito bom para a sua mente.

Pratique exercícios

A atividade física é ideal para melhorar a saúde mental. Isso se deve ao fato de que melhora o ritmo cardíaco e, como consequência, a circulação sanguínea.

Quando o cérebro recebe sangue em condições e quantidades adequadas, os neurônios podem desempenhar seu trabalho melhor. Além disso, o exercício suave subministra oxigênio ao tecido cerebral e impede que se deteriore.

Mantenha uma dieta equilibrada

Uma boa alimentação  ajuda a manter o cérebro jovem

As frutas e verduras de cor púrpura (uvas, mirtilo, berinjelas, beterrabas) são as melhores opções para evitar a demência.

Contém um ingrediente maravilhoso chamado antocianina que ajuda o fluxo sanguíneo e a oxigenação cerebral. Também o encontramos nos frutos vermelhos (amora preta, morangos, cerejas, etc).

Por sua vez, é preciso consumir ácidos graxos ômega 3 (incluídos majoritariamente no peixe) e alimentos com propriedades antioxidantes tais como os legumes, o chá verde e os frutos secos.

Trate de não comer tantas gorduras e açúcares, já que eles contribuem no desenvolvimento da diabetes, da hipertensão ou do colesterol. Todas essas condições afetam seu cérebro negativamente.

Controle sua saúde

É preciso ir ao médico, no mínimo, uma vez por ano para se submeter a um estudo geral que inclua exame de sangue, urina, eletrocardiograma e qualquer outro que o profissional considere adequado.

Preste atenção aos medicamentos que consome já que, por exemplo, alguns fármacos combinados com outros têm efeitos nocivos na função cognitiva: antidepressivos, tranquilizantes, anti-histamínicos ou remédios para a bexiga.

Não acredite nos produtos que prometem melhorar a funções mentais. Estes suplementos vitamínicos podem ser bons para a saúde física, mas não está comprovado que sejam benéficos para a mente.

Não há problema em consumi-los (se o médico os aceita), mas não espere milagres com eles.

Desfrute de passatempos saudáveis

Fazer passatempos ajuda a manter o cérebro jovem

Além do sudoku, quebra-cabeça ou caça-palavras também é conveniente fazer outras atividades que sejam boas para a sua saúde como, por exemplo, um piquenique ao ar livre, um jogo de cartas na varanda, jogos de adivinhação no parte ou uma leitura no campo.

Desta maneira não só estará exercitando a mente como também, além disso, estará em contato com a natureza. Seu corpo (e seu cérebro) agradecerá!

Aprenda todos os dias

Ainda que suas épocas de estudante tenham terminado faz tempo, sempre é um excelente momento para voltar aos livros.

Talvez você não se anime para fazer outra carreira universitária ou tenha muitas ocupações para adicionar um curso à sua agenda mas, por exemplo, você pode ler um artigo de jornal sobre uma descoberta científica, uma crônica de viagens sobre uma cidade que goste ou uma nota sobre remédios naturais.

O importante é que nunca deixe de aprender e de desafiar seu cérebro a estar em bom estado. Outra boa ideia é ser curioso e se fazer perguntas para pesquisar ou averiguar e conhecer a resposta.

Como surgem as auroras boreais? Qual idioma é falado no Irã? O que são os metros? Talvez você tenha estudado na escola, mas não se esqueceu… Procure os dados que precisa!

Se você deseja, além disso, pode aprender idiomas. O cérebro tem que fazer uma tarefa diferente quando não reconhece as palavras que estão lhe dizendo ou tem que traduzi-las para a sua própria língua.

Os idiomas não servem só quando vamos viajar: é uma maneira de saber sobre outras culturas e modos de viver… e será excelente para a sua mente!

Visite este artigo: 5 conselhos para silenciar a mente e ver as coisas de maneira mais positiva

Seja ativo socialmente

A partir de certa idade as obrigações e compromissos familiares ocupam todo o tempo livre. Apesar de isso ser muito bom, também é preciso ter contato com outras pessoas em diferentes lugares.

Por exemplo, fazer um lanche com os amigos, jantar com os primos, conhecer gente nova em um curso… Desta forma se sentirá renovado, vitalizado e feliz.

Do que serve isso para o cérebro? Porque, quando estamos contentes criamos mais hormônios benéficos para o organismo (incluindo a mente). Deixando de lado o estresse e a tristeza, gozaremos de mais saúde.

Recomendados para você