6 hormônios que interferem no ciclo de ovulação

· 26 de outubro de 2018
Os hormônios funcionam como mensageiros químicos que viajam pelo sangue para regular vários processos corporais, incluindo os do ciclo da ovulação. Continue lendo para saber mais sobre o assunto.
Certamente você já ouviu falar sobre os efeitos dos hormônios no corpo, tanto em homens quanto em mulheres. No entanto, você sabia que se não fosse por alguns deles o ciclo feminino simplesmente não poderia existir? Leia mais para aprender sobre os hormônios envolvidos no ciclo de ovulação.

Hormônios que estão envolvidos no ciclo de ovulação

Hormônios não são exclusivos dos seres humanos, são substâncias químicas que as plantas e animais também produzem. Eles intervêm nos processos de metabolismo, crescimento, desenvolvimento e reprodução. E também influenciam no humor e libido, entre muitas outras funções.

Os hormônios fazem parte do sistema endócrino, que é responsável por controlar o funcionamento adequado do organismo. Eles basicamente atuam como mensageiros químicos que viajam pelo sangue.

É assim que esses pequenos compostos regulam diferentes e importantes processos bioquímicos no corpo. Um deles é o ciclo da ovulação.

O que é a ovulação?

A ovulação é a liberação de um óvulo de um ovário, e é um processo que depende das alterações hormonais. Geralmente ocorre uma vez a cada ciclo menstrual, de 12 a 16 dias antes do início do próximo período menstrual.

Desenho do ciclo de ovulação

A ovulação faz parte de um complexo sistema composto pelo hipotálamo, glândula pituitária, ovário e útero. Aqui nós compartilhamos a lista de 6 hormônios envolvidos no ciclo de ovulação.

1. Hormônio GnRH

O processo de ovulação não pode ser iniciado sem o composto conhecido como Hormônio Liberador de Gonadotrofina (GnRH). Este mensageiro químico é sintetizado e liberado nos neurônios do hipotálamo.

Além de ser um dos hormônios envolvidos no ciclo de ovulação, o GnRH é considerado um neuro hormônio, uma vez que é produzido em uma célula neuronal e liberado através de suas terminações nervosas.

Através da corrente sanguínea o Hormônio Liberador de Gonadotrofina é levado para a glândula pituitária, onde estimula a produção de algumas substâncias que participam da síntese e secreção do Hormônio Luteinizante (LH) e do Hormônio Folículo Estimulante (FSH).

Por sua vez, os referidos compostos são controlados pelo Hormônio Liberador de Gonadotrofina, bem como pelos estrogênios e androgênios. É importante notar que, no caso das mulheres, a secreção de GnRH não é constante. Sua frequência muda durante o ciclo menstrual, sendo produzido especialmente antes da ovulação.

Não deixe de ler: 7 sintomas da síndrome dos ovários policísticos que você não deve ignorar

2. Estrogênios

Os estrogênios são esteroides ou hormônios sexuais que são produzidos principalmente nos ovários. Estas substâncias são responsáveis ​​por induzir alterações na produção celular no endométrio, mama e ovário.

Algumas das funções do estrogênio é regular o ciclo menstrual, bem como participar do desenvolvimento de características sexuais em mulheres.

É importante acrescentar que existem diferentes tipos de estrogênios naturais: estrona, estradiol e estriol. No entanto, o predominante é o hormônio estradiol, que brevemente será explicado abaixo.

3. Estradiol

O estradiol é um estrogênio, o hormônio responsável pelo aparecimento do ciclo menstrual. A produção deste composto aumenta durante a puberdade, e geralmente permanece durante a idade fértil até atingir a menopausa.

Hormônios que interferem no ciclo de ovulação: Estradiol

Alguns especialistas o classificam como o hormônio sexual por excelência, por causa das funções essenciais que desempenha. Por exemplo, o estradiol é responsável pela formação e manutenção de um único ovócito maduro em cada ciclo menstrual.

Da mesma forma, o estradiol também participa da produção do Hormônio Luteinizante (LH), enviando sinais de ativação. Além disso, estimula o crescimento do endométrio e prepara-o para a concepção.

4. Hormônio folículo estimulante (FSH)

Como mencionado acima, o Hormônio Liberador de Gonadotrofina (GnRH) é o responsável por estimular esse outro composto. O hormônio FSH realiza a produção de óvulos maduros, estimulando os ovários.

Como o nome indica, o Hormônio Folículo Estimulante é responsável pela maturação dos folículos; isto é, pequenas cavidades de fluido nas quais se encontram os óvulos ainda não desenvolvidos.

5. Hormônio luteinizante (LH)

A produção do Hormônio Luteinizante (LH) é detonada a partir de altos níveis de estrogênio. Essa gonadotrofina, produzida pela hipófise, aciona o sinal para a ruptura do folículo que amadureceu pouco a pouco, por meio do efeito dos hormônios anteriores.

Esse processo acontece quando a elaboração do LH atinge os níveis máximos. É nesse ponto que a própria ovulação aparece, isto é, a liberação do óvulo maduro do ovário.

No entanto, o Hormônio Luteinizante também é necessário para produzir a síntese de estrogênio, bem como facilitar a resposta dos folículos aos efeitos do hormônio folículo estimulante (FSH).

Você poderia estar interessado em saber: Licença de trabalho de 3 dias por “menstruação dolorosa”. Você estaria de acordo?

6. Progesterona

A progesterona é um dos hormônios envolvidos no ciclo de ovulação, que ocorre nos ovários e ajuda a regular o ciclo menstrual. Embora esteja envolvido em outros processos fisiológicos, a principal função do hormônio progesterona é preparar o útero para a gravidez.

Ciclo da ovulañáo durante a gravidez

Logo após a ovulação, a progesterona ajuda a engrossar as camadas do útero se preparando para abrigar um óvulo, que consegue implantar-se quando é fertilizado.

Se isso não acontecer, a fase menstrual se inicia, para recomeçar com a fase de produção dos folículos e um óvulo maduro.

Embora a progesterona não seja um dos hormônios que intervêm diretamente no ciclo de ovulação, ela intervém para reiniciar o processo.

Conclusões

A ovulação é um ciclo que depende de diferentes glândulas e hormônios para funcionar adequadamente. Este equilíbrio hormonal é essencial para as mulheres que querem engravidar ou para ter um controle da natalidade. Por isso nós encorajamos você a aprender mais sobre esses hormônios, que estão envolvidos no ciclo de ovulação.

Esperamos que este artigo tenha sido do seu agrado. Se você ainda não faz parte da comunidade Melhor com Saúde, adicione-nos às suas redes sociais para continuar lendo todos os dias novos artigos e informações.