7 remédios caseiros para prisão de ventre severa

15 Outubro, 2020
Uma dieta balanceada rica em fibras não só irá ajudar a melhorar seu movimento intestinal, como também será responsável por evitar a prisão de ventre. Lembre-se de acompanhá-la com a ingestão abundante de água.

A prisão de ventre severa deve ser tratada a tempo com um médico, antes que ocorram outras complicações de saúde. A incapacidade de ir ao banheiro corretamente é um problema que afeta a qualidade de vida de muitos adultos e é causada por vários fatores. Em alguns casos, ocorre como efeito secundário de alguma patologia.

Uma das causas mais comuns da prisão de ventre severa é uma dieta desequilibrada, com alto teor de farinha e alimentos gordurosos, além de uma quantidade insuficiente de fibras. Outra causa desse problema é a hidratação insuficiente, o estilo de vida sedentário e o consumo de alguns medicamentos.

A prisão de ventre severa, além de causar fezes muito duras, produz: gases, cólicas e dores abdominais e retais. Sendo um problema crônico, seu gerenciamento deve ser realizado por um profissional. Se necessário, o médico pode sugerir mudanças no estilo de vida, laxantes e medicamentos.

Tratamento médico da prisão de ventre grave

Antes de experimentar qualquer remédio caseiro contra prisão de ventre severa, lembre-se de que a primeira linha de tratamento é a sugerida pelo médico. De acordo com uma publicação na Clinics in Colon and Rectal Surgery, o tratamento inicial dessa condição pode incluir:

  • Mudanças no estilo de vida.
  • Aumento da ingestão de fibras.
  • Aumento da ingestão de líquidos.

Além disso, dependendo do caso, podem ser necessários laxantes, laxantes salinos, emolientes, entre outros. Também, se houver outros sintomas, o profissional pode sugerir exames diagnóstico para descartar patologias subjacentes.

Tendo isso claro, vamos compartilhar alguns dos remédios caseiros que foram usados ​​na cultura popular para o alívio da prisão de ventre. É importante ter em mente que eles devem ser usados ​​como um complemento de um estilo de vida saudável, não como um único tratamento.

1. O tomate contra a prisão de ventre severa

Tomate ajuda a controlar a prisão de ventre severa

O tomate é uma fruta rica em fibras e, portanto, ajuda a aliviar a prisão de ventre. Como conclui uma metanálise publicada no World Journal of Gastroenterology, o consumo de fibras ajuda a aumentar a frequência das fezes em pacientes com prisão de ventre.

Pode ser consumido de várias maneiras, tanto cru quanto cozido. Por exemplo, pode ser consumido em saladas, molhos, sucos ou da maneira que apresentamos a seguir:

Ingredientes

  • 4 tomates.
  • 2 colheres de sopa de açúcar (20 g).
  • 4 xícaras de água (1 litro).

Preparo

  • Descasque os 4 tomates e pique-os do menor tamanho possível.
  • Coloque-os em uma panela e acrescente as 2 colheres de sopa de açúcar por cima.
  • Adicione o litro de água e deixe cozinhar por pelo menos 45 minutos, mexendo com frequência.
  • Retire do fogo e deixe repousar.
  • Despeje a mistura em uma jarra e coloque na geladeira. Quando esfriar, tome com o estômago vazio por, pelo menos, 3 dias.

Recomendamos a leitura: 7 motivos para comer tomates 7 dias por semana

2. Aproveite as ameixas secas

Uma revisão publicada na revista médica Alimentary Pharmacology & Therapeutics determinou que as ameixas secas podem melhorar a frequência e a consistência das fezes. Portanto, podem ser incluídas em um tratamento promissor contra a prisão de ventre. No entanto, ainda são necessárias mais evidências.

  • Em todo caso, recomendamos que você coma 1 xícara de ameixas secas (150 g) no café da manhã por pelo menos 4 dias.

3. O mel vai te ajudar com seus problemas intestinais

Mel ajuda a controlar a prisão de ventre severa

O mel é conhecido por oferecer vários benefícios à saúde, mas você sabia que também favorece significativamente os processos intestinais?

De fato, de acordo com alguns estudos, o consumo de mel tem um efeito laxante que pode ser útil contra a prisão de ventre. Além disso, é leve para o estômago e ajuda a aliviar outras condições, como as úlceras. O seguinte remédio pode ajudar você a obter esse benefício:

Ingredientes

  • 1 copo de água (200 ml).
  • 1 colher de sopa de mel puro (25 g).

Preparo

  • Em uma panela, adicione o copo de água e leve para ferver durante pelo menos 10 minutos.
  • Após o tempo indicado, desligue o fogo e adicione a colher de mel.
  • Deixe repousar durante 7 minutos.
  • Beba enquanto ainda estiver quente e repita todos os dias antes do café da manhã e antes de dormir.

Recomendamos a leitura: Mel de abelhas: 7 usos surpreendentes

4. Remédio de azeite e limão

O azeite de oliva com limão é um remédio alternativo muito popular para a prisão de ventre. De fato, um estudo com 50 pessoas publicado no Journal of Renal Nutrition em 2015, determinou que o azeite de oliva, assim como outros óleos, ajuda a aliviar os sintomas da prisão de ventre em pacientes submetidos a diálise.

Ingredientes

  • Suco de ½ limão.
  • 1 copo de água (200 ml).
  • 1 colher de sopa de azeite (16 g).

Preparo

  • Esprema o suco do limão e coe-o.
  • Em um pote, adicione o copo de água juntamente com o suco do limão.
  • Ferva por 5 minutos e desligue o fogo.
  • Adicione a colher de sopa de azeite e, antes de consumir, deixe descansar até que esteja morna.

5. Aveia e iogurte para prisão de ventre

Aveia com iogurte ajudam a controlar a prisão de ventre severa

Aveia é um cereal com alto teor de fibras que pode contribuir para o alívio dos sintomas da prisão de ventre severa. Uma revisão sistemática publicada no British Journal of Nutrition descobriu que esse alimento ajuda a aumentar o peso das fezes e o trânsito intestinal.

Além disso, alimentos como iogurte fornecem probióticos, que são altamente recomendados para a saúde digestiva e a correta absorção de nutrientes. De acordo com uma pesquisa publicada em 2015 no Journal of Neurogastroenterology and Motility, ajudam a melhorar os movimentos intestinais.

Ingredientes

  • 5 colheres de sopa de aveia (50 g).
  • 4 iogurtes naturais sem açúcar (500 g).

Preparo

  • Misture os flocos de aveia diretamente com o iogurte.
  • Deixe repousar por pelo menos 20 minutos.
  • Consuma durante todo o dia.

Leia também: 5 benefícios incríveis de consumir aveia no café da manhã

6. Sementes de linho

Também conhecida como linhaça, essas sementes contêm ácidos graxos ômega 3 e fibras, e podem ser usadas para acelerar o alívio da prisão de ventre.

Ingredientes

  • 1 copo de água (200 ml).
  • 1 colher de sopa de sementes de linho (10 g).

Preparo

  • Primeiro, lave as sementes de linho.
  • Depois, coloque-as no copo de água e deixe descansar por 3 horas.
  • Você deve tomar a mistura à noite antes de dormir por pelo menos 4 dias.

7. Farelo de trigo contra a prisão de ventre severa

Aveia ajuda a controlar a prisão de ventre severa

O farelo de trigo é um alimento rico em ferro, fibra e potássio. Um estudo publicado no Digestive Diseases and Sciences descobriu que ele favorece o alívio da prisão de ventre, pois melhora a frequência intestinal e ajuda a facilitar a expulsão das fezes.

Ingredientes

  • 1 xícara de leite (250 ml).
  • 3 colheres de sopa de farelo de trigo (830 g).
  • 4 colheres de sopa de cereal (40 g) (a gosto).

Preparo

  • Adicione o farelo de trigo ao leite e deixe repousar durante 10 minutos.
  • Após o horário indicado, adicione o cereal. Você deve consumi-lo no café da manhã por pelo menos 5 dias.

Importante!

Esses remédios naturais devem ser consumidos juntamente com uma dieta equilibrada que inclua fibras e muitos líquidos. Além disso, se possível, também é importante seguir uma rotina de exercícios. Tudo isso, além do tratamento médico, é decisivo para superar a prisão de ventre severa.

  • Portalatin M, Winstead N. Medical management of constipation. Clin Colon Rectal Surg. 2012;25(1):12–19. doi:10.1055/s-0032-1301754
  • Yang J, Wang HP, Zhou L, Xu CF. Effect of dietary fiber on constipation: a meta analysis. World J Gastroenterol. 2012;18(48):7378–7383. doi:10.3748/wjg.v18.i48.7378
  • Grupo de gastroenterología pediátrica zona suroeste de Madrid. (2012). Estreñimiento crónico. Guías conjuntas de actuación primaria-especializada. [En línea]. Disponible en: http://www.ampap.es/wp-content/uploads/2014/05/Estrenimiento_2012.pdf
  • Lever, E., Cole, J., Scott, S. M., Emery, P. W., & Whelan, K. (2014). Systematic review: The effect of prunes on gastrointestinal function. Alimentary Pharmacology and Therapeutics. Blackwell Publishing Ltd. https://doi.org/10.1111/apt.12913
  • Ladas, S. D., Haritos, D. N., & Raptis, S. A. (1995). Honey may have a laxative effect on normal subjects because of incomplete fructose absorption. American Journal of Clinical Nutrition62(6), 1212–1215. https://doi.org/10.1093/ajcn/62.6.1212
  • Thies, F., Masson, L. F., Boffetta, P., & Kris-Etherton, P. (2014, September 30). Oats and bowel disease: A systematic literature review. British Journal of Nutrition. Cambridge University Press. https://doi.org/10.1017/S0007114514002293
  • Choi, C. H., & Chang, S. K. (2015). Alteration of gut microbiota and efficacy of probiotics in functional constipation. Journal of Neurogastroenterology and Motility21(1), 4–7. https://doi.org/10.5056/jnm14142
  • Badiali, D., Corazziari, E., Habib, F. I., Tomei, E., Bausano, G., Magrini, P., … Torsoli, A. (1995). Effect of wheat bran in treatment of chronic nonorganic constipation – A double-blind controlled trial. Digestive Diseases and Sciences40(2), 349–356. https://doi.org/10.1007/BF02065421