Mejor con Salud
 

6 sinais de que você é vítima de abuso verbal

O abuso verbal não precisa ser acompanhado por linguagem agressiva ou tom alto. Uma pessoa pode usar maneiras sutis de nos intimidar ou fazer com que nos sintamos inferiores

6 sinais de que você é vítima de abuso verbal

Última atualização 17 Dezembro, 2020

Quando ouvimos a palavra maus-tratos, pensamos automaticamente em agressão física. No entanto, há também o abuso verbal que, sem deixar sinais visíveis de dano, é tão nocivo quanto o físico. 

O problema é que, na maioria desses casos, a vítima geralmente não percebe que isso está ocorrendo nem as consequências associadas. Na verdade, é comum que ela se culpe, o que mascara o agressor.

Devido à falta de visibilidade, é difícil perceber quando alguém está sendo vítima de abuso verbal. É por isso que você deve estar alerta para os seguintes sinais.

Sinais de abuso verbal

1. Você se sente assustado mesmo que não haja gritos

Com frequência, acredita-se que o abuso verbal é sinônimo de gritos, mas este nem sempre é o caso. Na realidade, o abusador verbal ou psicológico tende a manipular e fazer a vítima duvidar de si mesma.

O agressor pode até usar um tom de voz gentil e amoroso. É por isso que você deve lembrar que o fato de alguém não ter um comportamento agressivo não significa que ele não esteja exercendo maus-tratos. Ameaças também podem estar presentes, explícitas ou implícitas.

Você se sente preocupado em relação a como a outra pessoa pode agir se você não fizer alguma coisa? Você tem medo dos seus comentários o tempo todo? Você se preocupa com cada palavra e ação para não perturbar a outra pessoa?

Pode ser do seu interesse: Sinais que a violência psicológica deixa no corpo

2. Você é comparado ou culpado por tudo

Todos nós gostamos que respeitem nossa individualidade e nos aceitem como somos. No entanto, muitas vezes o abuso verbal enfraquece nossa autoconfiança por meio de comparações e culpa.

É muito difícil ouvir constantemente que outra pessoa é mais inteligente, mais bonita ou faz as coisas melhor com um tom de reprovação, zombaria ou crueldade. Ouvir isso todos os dias faz você se sentir insuficiente. Além disso, essa dinâmica também gera sentimentos de culpa.

É importante estabelecer limites e sair dessa situação assim que a identificar. Nenhuma pessoa tem o direito de fazer você se sentir inferior em nenhuma circunstância.

3. Você se sente intimidado o tempo todo

Você pode perceber que está sendo abusado verbalmente se se sentir intimidado quando estiver próximo dessa pessoa.

Esse sinal pode ser muito sutil, variando de piadas, brincadeiras, comentários depreciativos até a linguagem imprópria que prejudica sua autoestima.

Leve em consideração que a intimidação pode chegar a graus mais preocupantes. Às vezes, pode chegar ao ponto de forçar a vítima a fazer algo que não quer ou que considera degradante.

4. Você se sente acusado ou interrogado o tempo todo

Outro sinal do abuso verbal são os ataques diretos derivados da falta de segurança e confiança sofridas pela pessoa violenta. Em geral, essa agressividade está associada a uma baixa autoestima, o que faz com que você questione cada um dos seus movimentos e suas ações.

É possível que essas acusações sejam graduais, portanto, você deve estar alerta para detectar a situação o mais rápido possível. Um erro comum é começar a dar explicações para acalmar seus medos. O problema é que, com o tempo, a situação vai piorando.

5. Você sente mudanças negativas no seu humor

Tudo ao nosso redor tem algum efeito sobre nós. Portanto, ser vítima de abuso verbal pode nos deixar com várias sequelas que podemos identificar se prestarmos atenção.

Tente ficar ciente do seu humor quando estiver perto de outras pessoas:você consegue distinguir aquelas que fazem você se sentir feliz? E aquelas que o desgastam?

Se você identificar que há uma pessoa que só produz um sentimento constante de desconforto, seja tristeza ou incômodo, é hora de evitá-la. Às vezes é difícil reconhecer que alguém tem a capacidade de nos afetar, mas é melhor aceitar e manter distância.

Algo muito importante é prestar atenção ao que você está sentindo além de suas expectativas, porque essas pessoas geralmente são muito sutis com o abuso.

Se for alguém que você ama, você deve tentar ser objetivo para conseguir distinguir o que está causando o dano. Com base nisso, decida quais passos você vai tomar para remediar a situação.

Leia também: Os efeitos da violência doméstica a longo prazo

6. Você é o agressor de outra pessoa

Os seres humanos aprendem com os comportamentos que veem. No caso do abuso, infelizmente, muitas das vítimas se tornam os agressores.

Por exemplo, uma criança que cresceu em um ambiente em que seus pais não controlavam suas emoções pode se tornar um adulto verbalmente agressivo, porque não aprendeu a controlar seus sentimentos.

Claro que existem maneiras de curar e quebrar esses círculos. O recomendado nesse caso é buscar ajuda psicológica.

Atue contra o abuso verbal

Reconhecer e aceitar que você é uma vítima de abuso verbal não é algo simples. É preciso lembrar que grande parte do seu bem-estar depende das situações que você vive e das relações que ocorrem nelas.

Antes de pensar em como as pessoas ao seu redor reagirão ou em qualquer outro fator, lembre-se de que sua principal preocupação deve ser você mesmo.

Se você não se sentir bem na presença de outra pessoa na maioria das vezes, se tiver medos ou inseguranças sobre como ela vai reagir e se ela se dirige a você para criticar e dizer que você fez tudo errado, estabeleça limites e reflita se essa relação vale a pena. E se a situação fugir do seu controle, não deixe de pedir ajuda.



  • Evans P. Abuso verbal. La Violencia Negada.  Ediciones B Argentina S.A. (2000)