6 maneiras de fortalecer o sistema nervoso

· 31 de janeiro de 2014
Além de nos oferecer vitamina D, fundamental para a assimilação do cálcio nos ossos, a luz solar é um excelente regulador do sistema nervoso.

O sistema nervoso, um dos mais complexos e importantes do nosso organismo, é responsável pelos estímulos externos (através dos sentidos) e internos e por responder a eles por meio de diferentes ações corporais.

Devido ao fato de que o sistema nervoso é responsável por controlar a maior parte de nossas funções vitais (respiração, batidas do coração, fome, sede, postura, etc.), assim como nossas emoções, é importante fortalecê-lo de maneira natural para garantir uma boa qualidade de vida.

6 maneiras de fortalecer o sistema nervoso

1. Três alimentos muito benéficos

Existem alguns alimentos específicos que agem positivamente, regulando o nosso sistema nervoso:

Levedura de cerveja

Graças às vitaminas do grupo B presentes na levedura, ela é um importante tonificador do sistema nervoso central.

Por isso, ajuda em casos de depressão, ansiedade, estresse, apatia ou falta de apetite.

Podemos consumi-la em pó, misturada com suco ou iogurte, ou em comprimidos, se não gostarmos de seu sabor levemente amargo.

Algumas marcas comercializam tipos não amargos de levedura (pois suavizam o seu sabor).

Se a tomarmos junto com as refeições, obteremos uma melhor absorção dos seus nutrientes.

Aveia

Esse delicioso cereal age no controle do sistema nervoso, acalma os casos de irritabilidade e ansiedade moderada, alivia a insônia, inclusive em crianças pequenas, e favorece no desempenho intelectual.

Curiosamente, é um alimento que traz relaxamento e produz energia ao mesmo tempo.

Podemos consumi-la cozida, em doces ou salgados, fervida com leite e um pouco de canela ou em sopas e cremes de verduras. Além disso, também podemos tomar o leite de aveia.

Leia também: 4 vitaminas com leite de aveia para reduzir a fome

o sistema nervoso

Pólen

O pólen é um superalimento: equilibra o pH do sangue e o funcionamento do sistema nervoso graças às vitaminas do grupo B.

Devemos tomar uma colherada de pólen moído toda manhã misturado com um pouco de água, suco ou iogurte. 

2. Magnésio

As alterações do sistema nervoso, como a insônia, a ansiedade, a hiperatividade, a inquietação ou os ataques de pânico, podem ser sintomas da falta de magnésio em nosso organismo.

Portanto, nestes casos, é recomendável o consumo de alimentos ricos em magnésio diariamente. Alguns exemplos são:

  • Cacau: 100 gramas de chocolate amargo puro possuem 500 miligramas de magnésio.
  • Vegetais de folha verde escura: acelga, alface e espinafre.
  • Frutas: banana, damasco, abacate, pêssego, ameixa.
  • Frutas secas: amêndoas, castanhas de caju, avelãs, nozes.
  • Legumes: ervilha e lentilha.
  • Sementes.
  • Cereais: arroz integral, milho, aveia.
  • Batata.
  • Abóbora. 
o sistema nervoso

Também podemos optar por um suplemento de magnésio. Nesse caso, tomaremos 3 gramas ao dia, por via oral, divididas em 3 doses diárias, para que o corpo possa absorvê-lo corretamente. Isto é, 1 grama por refeição.

3. Plantas medicinais

As seguintes plantas medicinais agem como relaxantes e fortificantes do sistema nervoso.

Podemos tomá-las em forma de chá ou extrato, ou mesmo aromatizar o ambiente e nossa pele com os seus óleos essenciais.

  • Melissa
  • Ginkgo biloba
  • Hipérico
  • Alfavaca
  • Lavanda
  • Maracujá 

Leia também: Duas receitas para preparar uma sobremesa de maracujá

4. Luz solar

A luz do sol é um excelente regulador do sistema nervoso e, além disso, nos fornece vitamina D.

Para poder desfrutar dos seus benefícios, devemos tomar sol por pelo menos 10 a 15 minutos diariamente, de preferência ao amanhecer ou no final da tarde.

5. Caminhar descalço em ambiente natural

Caminhar descalço sobre a terra úmida, a grama molhada, na areia da praia ou dentro de um rio durante, pelo menos, meia hora por dia é a maneira mais econômica e saudável de equilibrar o nosso sistema nervoso.

Além disso, nos ajuda a eliminar a radiação eletromagnética que carregamos em nosso corpo pelo contato contínuo com aparelhos elétricos.

Recomendamos que você experimente, já que os resultados podem ser notados desde o primeiro dia.

6. Terapia com água

A água em diferentes temperaturas nos ajuda a equilibrar o sistema nervoso.

Podemos fazer diversas terapias com água, com, por exemplo:

  • Fricções frias e úmidas. Com uma toalha bem escorrida, mas não seca, siga o seguinte percurso: mão-ombro, pé-virilha, tronco. Faça de forma rápida e depois se agasalhe bem para aquecer o corpo.
  • Banhos alternados de braços. Comece mergulhando os braços em água quente, brevemente, depois em água fria e, assim, vá alternando. O último mergulho deve ser em água fria.
  • Geralmente, terminar um banho com água fria por alguns segundos traz grandes benefícios. Atenção: evite apenas a região da cabeça.
  • Por fim, banhos com sulfato de magnésio (quantidade de 100 gramas) são muito relaxantes e revitalizantes. 

Imagens oferecidas por MGF/Lady Disdaim e John Loo.