6 exercícios para manter o cérebro em forma

· 13 de fevereiro de 2017
Muito além de favorecer a secreção de serotonina, o exercício ajuda a manter nosso cérebro em forma, já que é preciso estar atento a vários fatores durante a sua prática.

A expressão “mens sana in corpore sano” (mente sã em um corpo são) fala do fato de que a saúde derivada da atividade física melhora a capacidade de nosso cérebro.

Esta afirmação vem sendo apoiada por diferentes estudos científicos, que concluem que os exercícios físicos contribuem para termos um cérebro mais saudável. 

Foi demonstrado que a atividade física regular previne futuras doenças, o envelhecimento cerebral, e melhora o desenvolvimento cognitivo.

Além disso, é efetiva contra os acidentes vasculares cerebrais, a diabetes e as doenças do coração.

Inclusive, foi demonstrado que ajuda na formação de novas células cerebrais em regiões do cérebro que apresentam muito mais atividade.

6 exercícios que mantêm o cérebro em forma

Se você quer manter seu cérebro em forma e frear seu envelhecimento, pratique os seguintes exercícios:

1. Levantar pesos

levantar-pesos

Realizar uma rotina de pesos uma vez por semana pode ajudar a ter um cérebro em forma.

Os cientistas asseguram que ao levantarmos pesos diminuímos os níveis de homocisteína, uma molécula inflamatória presente nos cérebros dos idosos com demência.

Uma rotina de musculação é um exercício muito completo. Além de regenerar as células cerebrais, ajuda a tonificar os músculos do corpo.

Você pode ir para uma academia onde tem à disposição barras ou simplesmente usar halteres e desenvolver uma rotina de exercícios em casa.

2. Caminhar vigorosamente

Todo mundo sabe que caminhar é um exercício que ajuda a manter a boa saúde do corpo e da mente.

Um estudo publicado na revista Frontiers in Aging Neuroscience concluiu que caminhar pelo menos 40 minutos três vezes por semana melhora consideravelmente a conectividade no cérebro.

Esta atividade física também promove o rendimento nas tarefas cognitivas e combate as reduções mentais que vêm com o envelhecimento.

O mais recomendado é incluir a caminhada na rotina diária de exercícios, pois além de melhorar a capacidade cerebral, previne doenças cardiovasculares e afasta o estresse.

3. Surfar

surfar

De acordo com estudo realizado pelo pesquisador Arthut Kramer, diretor do Instituto Beckman da Universidade de Illinois, qualquer exercício físico onde seja necessário pensar e manter o equilíbrio é bom para o cérebro.

Surfar estimula o sentido da “propriocepção”, que trata de estarmos conscientes das partes de nosso corpo e onde estão situadas.

A propriocepção coloca o cérebro para trabalhar por meio de receptores que se encontram nos músculos, conhecidos como “eixos neuromusculares”.

Eles têm a tarefa de comunicar o cérebro com a longitude e a capacidade de alongamento dos músculos.

4. Brincar com as crianças

Praticar qualquer atividade física que era desfrutada durante a infância estimula a memória de trabalho.

A memória de trabalho prioriza e processa a informação que nos faz ignorar o que é irrelevante e focar no que é realmente importante.

Atividade físicas como subir em árvores ou correr descalço têm um efeito contundente no cérebro. Podemos obter resultados ainda melhores quando combinamos duas atividades.

5. Dançar

dançar

Outro dos exercícios físicos que permite manter o cérebro em forma é a dança. Dançar libera endorfinas e serotonina, que são os chamados hormônios do bem-estar e da felicidade.

Também estabiliza os níveis de cortisol, por isso é um antidepressivo natural e estabilizador do humor.

No entanto, isso não é tudo. A dança ajuda a atrasar o processo de perda do volume no hipocampo (memória) e mantém a acuidade mental.

Além disso, foi demonstrado que dançar aumenta a inteligência. Por isso, é uma das atividades físicas moderadas mais recomendadas para pessoas de todas as idades.

6. Esgrima

esgrima

A esgrima é um esporte no qual temos que nos mover com rapidez, ter reações instantâneas e tomar decisões em uma fração de segundo.

Todos estes comportamentos onde o cérebro deve agir rapidamente combatem os efeitos relacionados ao envelhecimento, como:

  • Problemas de memória
  • Dificuldade de aprendizado
  • Tempo de reação

Outros esportes que também estimulam as respostas imediatas do cérebro são o futebol, voleibol, basquete, tênis de mesa, hockey, etc.

Estes exercícios físicos são muito eficazes para ativar o cérebro. Inclua-os em sua vida diária e faça com que seu cérebro entre em forma.