5 remédios com pimenta que você não conhecia

Para preparar os remédios com pimenta, é importante saber escolher a melhor qualidade, já que suas propriedades dependem do tipo.
5 remédios com pimenta que você não conhecia

Última atualização: 13 janeiro, 2021

A pimenta é produzida por várias espécies de plantas que pertencem ao mesmo gênero. É um alimento que possui várias propriedades benéficas para a saúde e, por isso, não apenas é utilizado para temperar alimentos, mas também para fazer medicamentos. Portanto, neste artigo apresentamos cinco remédios com pimenta que você pode facilmente fazer em casa.

Descubra como essa espécie pode ser eficaz para aliviar a tosse ou da ele seca, bem como para eliminar toxinas que se acumulam no corpo. Continue lendo!

O que é pimenta e quais são seus tipos?

Como comentamos, existe um grupo de plantas de diferentes espécies agrupadas no gênero Piper. Todas elas produzem uma fruta que também será conhecida pelo mesmo nome. No entanto, essa fruta varia de cor de acordo com sua espécie.

 

Sua forma de apresentação mais comum é moída, sendo utilizada na gastronomia ou no alívio de alguns problemas de saúde. Porém, seu uso deve ser aprovado pelo médico para descartar qualquer tipo de problema.

Da mesma forma, nem todas são iguais e dentro do gênero Piper os seguintes tipos se destacam:

  • nigrum é um dos o mais conhecidos e difundidos, pois daí são extraídas as pimentas preta, branca e verde.
  • longum é muito similar ao nigrum, porém a pimenta é mais longa e picante.
  • Por outro lado, guineense é natural da África Ocidental e tem um fruto vermelho e pequeno de sabor mais amargo, ideal para condimentos.
  • cubeba ou “pimenta de Java” usa sua baga principalmente para preparar óleos essenciais utilizados no remédios caseiros.
  • Talvez a outra espécie mais comum seja a pimenta vermelha ou caiena, que provém do Chile, assim com a de Sichuan, própria da Ásia Oriental e considerada como uma das mais fortes.
  • Da Malásia e do subcontinente índio vem o betle, que é uma planta amplamente conhecida por suas propriedades medicinais. Seu fruto em forma de baga redonda é utilizado para combater diferentes doenças.

Não perca esse artigo: As incríveis propriedades da pimenta

Propriedades para os remédios naturais com pimenta

A pimenta é conhecida por suas propriedades no mundo da gastronomia, já que adiciona um toque picante a cada receita que é utilizada. Ao mesmo tempo, algumas pessoas a usam para combater diferentes problemas de saúde.

Por exemplo, a pimenta-caiena tem uma infinidade de propriedades que aliviam as dores musculares. Além disso, pode prevenir os coágulos, acelerar o metabolismo e ajudar nas dores de garganta.

A pimenta betle é usada para combater o mau hálito, assim como para afecções que produzem tosse e dor de garganta. Em contrapartida, da racemosa obtém-se uma loção que pode ser aplicada na pele para as dores e tensões.

A pimenta dioica (originária da América Central) age com um antisséptico e analgésico. Além disso, a pimenta-preta pode ser um anticancerígeno, por suas características antioxidantes.

Remédios com pimenta

Existem diferentes alternativas para preparar remédios naturais com pimenta. Embora lidar com esse fruto possa parecer complicado, aqui você vai descobrir como preparar remédios rápidos e simples, segundo evidências encontradas por fitoterapeutas.

1. Pimenta betel para a tosse

Para aliviar problemas de tosse, uma infusão com pimenta betel pode ser excelente.

 

A pimenta betel é a ideal para aliviar incômodos na região do pescoço, com destaque para a garganta.

É isso que demonstra um estudo publicado em 2014 no Journal of Pharmacognosy and Phytochemistry, que coletou os principais usos dessa especiaria na cultura popular chinesa.

Ingredientes

  • 1 colher de pimenta betel ralada (15 g).
  • 1 xícara de água (250 ml).
  • Mel (opcional).

Modo de preparo

  • Para começar, adicione a pimenta betel em uma xícara de água fervente e deixe repousar. Podemos adicionar algumas colheres de mel.
  • Caso não tenha pimenta betel, também pode funcionar com pimenta-do-reino.

2. Pimenta-caiena para os estirões

Um dos usos da pimenta-caiena é para aliviar o desconforto nas áreas musculares. Na verdade, ela é considerada útil para aliviar a dor causada por pelos estirões.

Segundo estudo publicado em 2013 pelo European Journal of Pharmacology, isso se deveria à capsaicina (um de seus principais compostos ativos). Essa substância tem um efeito anti-inflamatório que reduz a rigidez e a dor nos músculos, especialmente quando usada topicamente.

Além disso, essa substância pode ajudar a melhorar a circulação, o que é essencial para promover a oxigenação e o fornecimento de nutrientes aos músculos, reduzindo assim a dor. No entanto, especialistas apontam que mais pesquisas devem ser realizadas a esse respeito. Por isso, antes de usar, consulte o seu médico.

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de pimenta-caiena (30 g).
  • 2 colheres de sopa de óleo de coco (30 g).

Modo de preparo

  • Misture as colheres de pimenta-caiena moída com óleo de coco.
  • Em seguida, esquente a combinação em uma panela e deixe repousar durante a noite.
  • Depois do tempo indicado, coe a mistura e a armazene em um vaso com tampa.

Com esse remédio, é possível aliviar muitas dores musculares. Para isso, faça massagens várias vezes por dia na região afetada.

3. Pimenta-do-reino para desintoxicar

Remédio com pimenta em pó

De acordo com os seguidores da corrente detox, livrar-se das toxinas é algo que o corpo aprecia. Para isso, consideram que a pimenta-do-reino pode ser uma aliada nessa tarefa.

Conforme explicado neste artigo publicado em 2007 pelo Dr. Srinivasan, essa pimenta contém um princípio ativo chamado “piperina”, que melhora a capacidade digestiva e protege contra os radicais livres.

Nesse sentido, uma vitamina de ervas com várias colheres de sopa de pimenta-do-reino moída pode ser uma opção para cuidar de si mesmo se combinada com uma rotina de exercícios e uma dieta balanceada. A seguir, mostramos como fazer.

Ingredientes

  • 1 ramo de agrião (com os talos).
  • 3 colheres de sopa de pimenta-do-reino.
  • 3 xícaras de água (750 ml).

Modo de Preparo

  • Bata todos os ingredientes no liquidificador até obter uma mistura homogênea.
  • Consuma depois das refeições.

4. Vitex para aliviar os sintomas pré-menstruais 

Outro dos remédios com pimenta é preparado com vitex. É consumido em forma de infusão, acompanhado de um pouco de mel se estiver muito picante.

As mulheres têm um grande apoio com essa variedade, visto que é usada para desenvolver produtos que aliviam os sintomas pré-menstruais. Da mesma forma, um estudo desenvolvido por vários pesquisadores australianos mostrou que ajuda a reduzir os desejos e as primeiras dores no estômago antes da menstruação.

Ingredientes

  • 1 colher de sopa de vitex (15 g).
  • 1 xícara de água (250 ml).
  • Mel (opcional).

Modo de Preparo

  • Esquente a água e, quando entrar em ebulição, adicione a pimenta e deixe ferver durante alguns minutos.
  • Coe o conteúdo, adoce e beba.

5. Pimenta racemosa para a pele ressecada

Como indicado pelo artigo publicado pela Universidade de los Andes em 2017, essa planta caribenha, conhecida popularmente como “malagueta”, é utilizada para combater o ressecamento na pele.

Por meio de um processo de destilação das folhas, é produzido um óleo chamado bay-rum.

Para combater a pele queimada e ressecada pelo sol, deve-se aplicar o óleo bay-rum nas áreas afetadas. Aconselha-se fazer isso depois do banho, para que tenha um efeito mais prolongado.

Remédios com pimenta em forma de óleo

Inclua pimenta em suas refeições para aproveitar seus benefícios

Lembre-se de que esses remédios são naturais e, portanto, não atuam como uma fórmula milagrosa para nenhuma condição. De qualquer forma, podem ser um complemento para um estilo de vida saudável. Além disso, consulte um médico antes de usá-los para evitar possíveis alergias e outros problemas relacionados.

E você? Ficou com vontade de experimentar esses remédios de pimenta? Aproveite as propriedades dessa especiaria da forma mais natural.

Pode interessar a você...
As incríveis propriedades da pimenta
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
As incríveis propriedades da pimenta

As propriedades da pimenta são incrivelmente eficazes para a saúde. Descubra mais sobre as pimentas que é pedida mais do que certa nos pratos brasi...



  • Gunston, D. (1978). Pepper. Nutrition & Food Science. https://doi.org/10.1108/eb058721
  • Barceloux, D. G. (2009). Pepper and Capsaicin (Capsicum and Piper Species). Disease-a-Month. https://doi.org/10.1016/j.disamonth.2009.03.008
  • Srinivasan, K. (2007). Black pepper and its pungent principle-piperine: A review of diverse physiological effects. Critical Reviews in Food Science and Nutrition. https://doi.org/10.1080/10408390601062054
  • Dorman, H. J. D., & Deans, S. G. (2000). Antimicrobial agents from plants: Antibacterial activity of plant volatile oils. Journal of Applied Microbiology. https://doi.org/10.1046/j.1365-2672.2000.00969.x
  • Sharma, SK, Vij, AS y Sharma, M. (2013). Mecanismos y usos clínicos de la capsaicina. European Journal of Pharmacology, 720 (1–3), 55–62. https://doi.org/10.1016/j.ejphar.2013.10.053
  • Vandana Dwivedi, Shalini Tripathi. Estudio de revisión sobre la actividad potencial del becerro Piper. Revista de Farmacognosia y Fitoquímica. 2014; 3 (4): 93-98.
  • M. Diana van Die, Henry G. Burger, Helena J. Teede, Kerry M. Bone (2013). Extractos de Vitex agnus-castus para los trastornos reproductivos femeninos: una revisión sistemática de ensayos clínicos. Georg Thieme Verlag KG Stuttgart · Nueva York. https://www.thieme-connect.de/products/ejournals/abstract/10.1055/s-0032-1327831
  • Contreras-Moreno, Billmary, & Díaz, Lorena, & Celis, María-Teresa, & Rojas, Janne, & Méndez, Lucero, & Rosenzweig Levy, Patricia, & Ontiveros, Jesús (2017). Actividad antioxidante del aceite esencial de las hojas de Pimenta racemosa var. racemosa (Mill.) JW Moore (Myrtaceae) de Táchira – Venezuela. Ciencia e Ingeniería, 38 (3), 223-230. [Fecha de consulta 13 de junio de 2020]. ISSN: 1316-7081. Disponible en: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=5075/507555085003