As incríveis propriedades da pimenta

· 11 de novembro de 2013
Com incrível poder afrodisíaco e gosto bem particular, qualquer pimenta é para muitos pedida mais do que certa nos pratos brasileiros.

Mas para aqueles que torcem o nariz ao ouvir falar desta iguaria, vale ressaltar que cada vez mais as pimentas estão sendo fonte de estudos devido a suas propriedades que são incrivelmente eficazes para nossa saúde.

Para se ter uma ideia, a pimenta é capaz de melhorar o  funcionamento do sistema digestivo, proteger nosso organismo contra alguns tipos de câncer, além de fazer o corpo queimar ainda mais gorduras, reduzindo os níveis de colesterol.

Mas tome cuidado: quando consumida em excesso, acaba comprometendo o bom funcionamento do sistema digestivo.

Grandes propriedades

A pimenta apresenta em sua composição, muitas vitaminas e antioxidantes, capazes de combater os radicais livres, necessários para o nosso organismo.

Fonte de vitaminas como A, C e E, além de conter alguns princípios ativos, como capsaicina e piperina. E suas vantagens não param por aí. Apresenta demais nutrientes necessários ao nosso corpo, como ácido fólico, zinco e potássio.

Todos os componentes da pimenta a tornam um condimento poderoso, antioxidante e rico em bioflavonoides, que são pigmentos vegetais capazes de prevenir o câncer.

É capaz de emagrecer: mito ou verdade?

Um componente, a capsaicina, que é responsável pelo particular ardor da pimenta, está diretamente associado ao processo de emagrecimento, já que estudos apontam que esta substância forma uma espécie de bolsão energético quando realizamos as refeições.

Com isto, parte da energia adquirida através dos alimentos fica armazenada para ser utilizada mais tarde, ampliando ainda mais a sensação de saciedade.

Leia também: Hormônio da saciedade: 5 dados importantes

A capsaicina é responsável pelo ardor que sentimos quando comemos a pimenta. Esta substância consegue elevar a temperatura do corpo, auxiliando na redução do colesterol e na queima de gordura.

Por este motivo, ajuda no processo de emagrecimento, mas é necessário consumir grande quantidade da especiaria.

da pimenta

Ajuda a diminuir o colesterol

A capsaicina, além de ajudar a queimar gordura do corpo, como já citado, ainda diminui os níveis de colesterol ruim e evita o acúmulo de gordura na parede das artérias, protegendo o organismo das doenças cardiovasculares.

Estudos realizados comprovam que o consumo regular de pimenta é capaz de diminuir a probabilidade de se desenvolver uma doença cardiovascular.

Leia também: 90% das doenças cardiovasculares podem ser prevenidas: 5 chaves

A ardência é um bom sinal

O ardor da pimenta é devido à presença da capsaicina. Por isso, quanto mais ardida ela for, mais capsaicina tem e maior será sua ação no organismo.

Atenção! Se você tem úlcera ou gastrite, deve evitar o consumo das pimentas já que uma pequena dose pode ser capaz de irritar ainda mais seu estômago.

  • Chuah, A. M., Lee, Y. C., Yamaguchi, T., Takamura, H., Yin, L. J., & Matoba, T. (2008). Effect of cooking on the antioxidant properties of coloured peppers. Food Chemistry. https://doi.org/10.1016/j.foodchem.2008.03.022

  • Gunston, D. (1978). Pepper. Nutrition & Food Science. https://doi.org/10.1108/eb058721