5 motivos pelos quais você não deveria dar achocolatados a seus filhos

· 7 de janeiro de 2018
Para evitar oferecer achocolatados de qualidade duvidosa a nossos filhos é preferível que preparemos esse tipo de batidas e bebidas em casa, com iogurte e produtos naturais

É possível que esse tipo de notícia que alerta você sobre o perigo de alguns alimentos, o canse de vez em quando. No entanto, quando esses temas tem a ver com a saúde de nossos filhos o assunto possui maior relevância.

Nessa oportunidade queremos abordar as clássicas batidas de chocolate com leite, essas que tanto agradam e que são o lanche preferido de nossos filhos quando vão à escola.

Como mães e pais estamos certo que em mais de uma ocasião você leu a análise nutricional, por exemplo, das caixas de 200 ml que colocamos na mochila.

Tudo parece positivo, sabemos que possuem esses estabilizantes que mantém a aparência e textura da caixa e do conteúdo, mas… há algo a mais que não nos dizem? Nessa oportunidade, queremos explicar isso a você.

1. Uma dar razões pelas quais não deveria dar achocolatados é a carragena

Se você nunca ouviu falar da carragena, informamos que é um produto natural elaborado à base de diferentes algas. As algas são um produto lácteo? Dessa forma é. No entanto, apesar de ser um elemento natural deve-se saber que a Organização Mundial da Saúde desaconselha seu consumo para a alimentação infantil.

  • Altera a flora intestinal das crianças.
  • Produz má digestão.
  • Provoca gases.
  • Produz diarreia.

É possível que você se pergunte qual seria a quantidade diária recomendada para que as crianças não sintam esses efeitos. Até esse momento, as autoridades sanitárias não entraram em acordo.

2. Os achocolatados possuem caseínaCrianças bebendo achocolatado

Os achocolatados não deixam de ser um produto lácteo, portanto, são ricos em caseína, que é a proteína do leite.

Os efeitos dessa proteína no corpo variam muito de pessoa para pessoa, mas nos organismos infantis muitas vezes ocorrem os seguintes problemas:

  • Irritam o intestino.
  • Afetam o sistema imune.
  • Causam alergias.
  • Podem produzir eczema ou bronquite, tudo ocasionado pela alergia a esse lácteo.

Nem todas as crianças desenvolvem esse tipo de alergia ou reações, mas é um fator que devemos ter em conta para, pelo menos, regular o consumo.

3. Os achocolatados possuem muito açúcar

Você não irá se surpreender se lhe dissermos que os achocolatados possuem muito açúcar, mas sabia que uma caixa de 200 ml possui quase 30 gramas de açúcar?

Essa quantidade é muito alta, e ainda se tivermos em conta que no caso das crianças o consumo geralmente é muito frequente.

  • O açúcar causa resistência à insulina, e consequentemente ocorre o risco das crianças sofrerem síndrome metabólica e diabetes.
  • O açúcar aumenta a concentração de ácidos biliares nas fezes e enzimas bacterianas no cólon.
  • Os achocolatados possuem xarope de milho, um tipo de edulcorante rico em frutose. Esse composto pode causar danos no fígado em longo prazo.
  • Corremos o risco de nossos filhos se transformarem em crianças obesas.

Descubra:  Remédio de camomila e canela para reduzir o açúcar e controlar a diabetes

4. Os achocolatados não farão com que as crianças tenham ossos fortesAchocolatados

É comum que as empresas lácteas que fabricam esse tipo de bebidas nos vendam seus benefícios através de frases como: “promove o crescimento ósseo”, “os ossos das crianças crescerão mais fortes”, “serão altas e fortes”…

  • Esse tipo de informação deve ser analisado com calma, cuidado, e certo ceticismo. O cálcio desse tipo de bebida não se absorve com facilidade. Na verdade, é comum perdê-lo.
  • Amy Lanou, diretora do centro de nutrição do “Comitê de médicos para uma medicina responsável”, nos informa curiosamente que os países com as taxas mais altas de osteoporose são aqueles em que as pessoas mais tomam leite embalado, ou mais achocolatados desse tipo.
  • Os achocolatados não são uma boa fonte para obter cálcio. Seria mais recomendável um iogurte natural, ou incluir o cálcio das fontes vegetais.

5. Os achocolatados podem não ter chocolate

O sabor é completamente artificial. De fato, os fabricantes muitas vezes utilizam produtos químicos e outros elementos aromáticos que lembram o gosto do chocolate sem necessariamente haver qualquer quantidade dele. O mesmo acontece com outros sabores, como o morango, a baunilha…

É comum que contenham substâncias como a proteína vegetal hidrolisada, ou glutamato monossódico. A esse fato se levanta algo ainda mais preocupante: os fabricantes de alimentos não possuem a obrigação de revelar os ingredientes que utilizam para criar esse sabor.

Supõe-se que são fórmulas privadas para poder competir com outras marcas. É o que ocorre, por exemplo, com a Coca-Cola.

Há opções mais saudáveis que os achocolatadosBatidas que podem substitutir os achocolatados

  • Não há porque renunciar ao consumo de laticínios, mas vale a pena consumir os mais saudáveis, os que sabemos que possuem uma maior quantidade de cálcio e que, além disso, cuidam da flora intestinal das crianças: você pode fazer uma batida com iogurte branco natural adicionando chocolate em pó e um pouco de aveia. Eles irão adorar.
  • As bebidas vegetais são também uma opção muito adequada.
  • Outra ideia é preparar sucos naturais em casa

Para concluir, queremos destacar que consumir de vez em quando um achocolatado não possui risco algum. O perigo ocorre quando essas bebidas se convertem em consumo habitual na dieta das crianças.