5 hábitos para que fazer exercícios depois dos 50 não seja um problema

Quais exercícios você pratica atualmente? Como você está se preparando para chegar aos 50 com uma boa forma física? Vamos falar sobre 5 costumes que você pode aplicar no seu dia a dia para ter um futuro melhor.
5 hábitos para que fazer exercícios depois dos 50 não seja um problema

Última atualização: 10 Maio, 2021

Quantos anos você tem? Você acha depois dos 50 estará bem e preparado para ter uma vida de qualidade? Se você se preocupa em não conseguir se exercitar depois dos 50, comece a desenvolver bons hábitos agora para que possa ter uma melhor saúde e bem-estar no seu dia a dia.

A cada dia mais pessoas tomam consciência da importância de manter uma boa saúde. Quem sempre foi ativo durante a maior parte da vida não costuma ter medo de fazer aniversário. No entanto, para quem sempre foi sedentário, chegar à terceira idade pode ser preocupante.

Razões para fazer exercícios depois dos 50

Muitas pessoas pensam que, ao chegarem à velhice, restarão poucas preocupações. Afinal, os filhos já serão adultos e é possível que suas obrigações sejam mínimas. Se você pensa dessa forma, deve saber que a falta de atividade física pode causar os seguintes problemas:

  • Pouca destreza cognitiva, segundo uma pesquisa publicada na Revista de Neurología.
  • Perda de massa muscular, tonicidade, flexibilidade.
  • Perda das habilidades motoras.
  • Diminuição da velocidade ao se deslocar de um lado para o outro.

5 hábitos para fazer exercícios depois dos 50

Se você é uma pessoa que gosta de ser independente, os efeitos mencionados certamente não são do seu agrado. Nesse caso, recomendamos fazer exercícios depois dos 50, mesmo que seja necessário tomar algumas precauções primeiro. Anote as seguintes ações para a vida cotidiana!

1. Preste atenção na dor

 

As rotinas de exercícios devem ser realizadas de forma progressiva para evitar o aparecimento de dores musculares frequentes.

Certamente você já ouviu falarem que “se dói, funciona”.  Muitas pessoas acreditam que o exercício deve causar, obrigatoriamente, algum tipo de dor como indicativo de que funciona. Isso não é verdade. Na verdade, se você notar incômodos de qualquer tipo, deve analisar se eles estão sempre presentes ou aparecem somente ao realizar certas atividades.

Fazer exercícios depois dos 50 implica tomar certas medidas preventivas. Uma delas é a mudança no tipo de atividade física.

Por exemplo, se você apresenta sintomas de osteoporose, substitua os exercícios de alto impacto pelos de baixo impacto. Em vez de sair para correr, caminhe ou pratique ioga.

Caso o seu estilo de vida sempre tenha sido saudável e com exercício, preste atenção em possíveis mudanças que possam ser necessárias. Algumas delas podem estar relacionadas à redução da velocidade. Mas não se preocupe com isso, pois ocorre simplesmente porque seu corpo está mudando.

2. Atenção à saúde da coluna

Suas atividades favoritas sempre foram escalada e outros esportes radicais? Fazer exercícios depois dos 50 pode causar dores nas costas se você mantiver a prática desses esportes.

Infelizmente seu corpo está mudando e é recomendável parar de fazer certas atividades. Isso nem sempre acontece, mas sua coluna pode indicar alguns sinais.

Na maioria dos casos não é necessário fazer essas mudanças. No entanto, se o corpo não está pronto para o esforço que você exige dele ou se você está predisposto a sofrer certas lesões, agora você verá as consequências.

3. Cuide de você após a prática de exercício depois dos 50

 

Os banhos relaxantes são uma excelente opção para reduzir toda a tensão muscular gerada após o exercício.

Existem evidências científicas, como um estudo publicado pela Revista IberoAmericana de Psicología del Ejercício y el Deporte, que indicam que a atividade física está positivamente vinculada à felicidade dos idosos.

Para potencializar esse estado de bem-estar e satisfação, após uma boa rotina esportiva, faça uma pausa e cuide do seu corpo. Para isso, você tem várias opções:

  • Tomar uma ducha com água morna para relaxar. Além disso, pode ajudar a evitar dores musculares no dia seguinte.
  • Tomar um banho com óleos relaxantes. Certamente você sabe que poucas coisas são tão agradáveis quanto tomar um banho com um aroma delicioso. Dê a si mesmo um tempo para curtir o momento e entrar em contato com o seu corpo.

Escolhendo uma alternativa ou outra, você pode aproveitar para fazer uma massagem se estiver se sentindo tenso. De acordo com um estudo publicado na revista Science Translational Medicine, as massagens pós-exercício ajudam a reduzir a inflamação e os danos musculares que podem ter ocorrido.

4. Evite o sedentarismo

Faça a atividade que quiser, mas faça alguma coisa. Fazer exercícios depois dos 50 quando antes você tinha uma rotina cheia de trabalho e cuidado com a sua família pode parecer difícil.

Contudo, ficar em casa pode fazer você se sentir pouco produtivo e até deprimido. Além disso, como alerta um estudo publicado na Revista Médica de Chile, o sedentarismo está relacionado a patologias cardiovasculares e metabólicas. Por esse motivo, aconselhamos o seguinte:

  1. Fazer caminhadas e passeios de bicicleta.
  2. Fazer uma sessão de ioga em casa.
  3. Levar o cachorro para passear por meia hora ou mais.
  4. Matricular-se em qualquer aula de atividade física que você considere motivante

5. Mantenha o equilíbrio e aproveite

 

O fato de querer fazer exercícios depois dos 50 e de ter mais tempo livre não significa que você deve exagerar. Por isso, pode ser útil incluir na rotina várias atividades divertidas em vez de implementar uma rotina esportiva de 3 horas seguidas.

Não caia no conto de que é inútil fazer exercícios depois dos 50

Se você passou toda a sua vida evitando o exercício, é possível que pense que não adianta mais começar. Esqueça por completo essa ideia e motive-se a ser uma pessoa mais saudável.

Há bons motivos para fazer isso, mas o mais importante é proteger a sua saúde e a sua independência. Vamos nos movimentar!