5 dados sobre a artrite reumatoide que você deve conhecer

Embora ela costume ser mais comum a partir dos 60 anos, a verdade é que há casos de artrite reumatoide que podem aparecer antes e não ser identificados como tal.

A artrite reumatoide é uma doença crônica que se caracteriza pela inflamação e deformidade das articulações e seus tecidos circundantes.

É bastante comum em adultos com mais de 60 anos, embora existam casos especiais em que ela se desenvolve em etapas mais precoces.

Com frequência afeta áreas como os joelhos e as mãos, mas também pode comprometer outras partes do corpo, incluindo alguns músculos e tecidos finos.

Embora não exista uma causa definida que explique seu surgimento, ela foi vinculada a fatores hereditários, um desgaste causado pela idade e alguns traumatismos.

Seu sintoma principal é uma dor que varia de intensidade e, quase sempre, vem acompanhada de inflamação, sensação de peso e dificuldade para executar movimentos comuns.

Alguns pacientes sentem melhoras com o passar dos dias, enquanto outros têm que buscar um tratamento médico porque a condição vai piorando.

Por esta razão, é primordial que todos conheçam esta doença, compreendendo sua forma de desenvolvimento, riscos e tipos de tratamento.

1. Afeta uma ou várias articulações

artrite-nas-maos

A artrite reumatoide é uma doença que, em geral, afeta várias articulações, principalmente nas mãos e nos joelhos.

Em casos muito raros ela ocorre em apenas uma articulação, dado que se desenvolve de maneira gradual e com o passar do tempo se espalha até outras partes do corpo.

No entanto, alguns pacientes de artrite a percebem sempre em um único lado, o que facilita o controle da dor.

Inclusive, há casos em que os medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios, assim como as terapias alternativas, são suficientes para proporcionar alívio.

Leia também: Use óleos essenciais para os músculos e articulações

2. Qualquer pessoa pode desenvolvê-la

Em termos gerais, as contínuas dores nas articulações estão relacionadas ao desgaste sofrido devido à idade.

No entanto, esta doença não é exclusiva da velhice, e até crianças e jovens podem desenvolvê-la.

Embora a maioria dos casos surja em idosos, não se pode descartar a possibilidade de sofrê-la muito antes, sobretudo quando há antecedentes familiares ou lesões.

3. Continua confundindo a comunidade médica

consulta-medica-artrite-reumatoide

Apesar da artrite reumatoide ser relativamente comum, seu desenvolvimento continua confundindo a comunidade médica e científica de todo o mundo.

Isso se deve ao fato de que não se sabe qual é sua causa exata, dado que poderiam existir muitos fatores relacionados ao desgaste das articulações.

O que está claro para os especialistas é que a condição se apresenta quando o sistema imunológico começa a atacar seus próprios tecidos, neste caso ao redor das articulações.

No entanto, ainda não está claro o que faz com que o corpo tenha esta reação.

Dito isso, alguns dos fatores de risco incluem:

  • A genética
  • Os desequilíbrios hormonais
  • O consumo de álcool e cigarro
  • As lesões musculares, articulares e ósseas
  • O excesso de atividade física
  • O sedentarismo
  • A obesidade

4. O diagnóstico da artrite reumatoide é complexo

Muitas doenças são fáceis de diagnosticar porque podem ser encontradas provas contundentes por meio de amostras com fluidos corporais.

No entanto, a artrite reumatoide é um caso mais especial e, infelizmente, sua detecção é difícil devido à forma como os sintomas se manifestam.

Em suas etapas iniciais as dores se confundem com problemas de saúde leves, e muitos as ignoram pensando que são decorrentes do cansaço.

Segundo dados da Clínica Mayo, não há um único exame que permita identificar esta patologia em um indivíduo.

Além disso, dado que em muitos casos ela vai ocorrendo de forma progressiva, podem se passar vários anos até obter um diagnóstico preciso.

A análise dos sintomas, os antecedentes familiares e os exames com raios X são alguns dos métodos usados para identificá-la.

Descubra também: O que comer para não sentir tanto cansaço

5. Existem vários tipos de tratamento

tratamento-artrite-reumatoide

Apesar da doença não ter uma cura definitiva, existem muitos métodos para controlar a intensidade dos sintomas da artrite.

Os tratamentos são voltados para controlar a inflamação e a dor, e permitem que os pacientes afetados possam manter um estilo de vida normal.

  • Em primeiro lugar, recomenda-se educar o paciente através de programas de autocontrole e grupos de apoio, já que o diagnóstico tem um impacto forte no estado emocional.
  • Em seguida são receitados medicamentos analgésicos e anti-inflamatórios cujos efeitos controlam a dor e a sensação de rigidez.
  • Além disso, embora o repouso seja relaxante, é conveniente recorrer a sessões de fisioterapia para fortalecer e proteger os tecidos circundantes das articulações afetadas.

Como se fosse pouco, também há muitos produtos de origem natural que podem servir como suplementos para aliviar os sintomas.

Você suspeita de que pode ter esta doença? Diante de qualquer sinal de alerta, o melhor é solicitar assistência médica para avaliar esta possibilidade minuciosamente.

No caso de receber um diagnóstico positivo, é necessário alterar os hábitos cotidianos para evitar que ele afete a qualidade de vida.

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com

Recomendados para você