As carências afetivas afetam o desenvolvimento das crianças

· 9 de janeiro de 2019
As carências afetivas podem fazer com que nossos filhos, no futuro, sejam pessoas inseguras e instáveis, por isso não devemos nos descuidar durante sua infância, nem mais adiante.

As carências afetivas provocam muitos problemas nas crianças, ainda que vários deles não se manifestem até a idade adulta. É quando começamos a encontrar dificuldades que não conseguimos solucionar.

Dentre esses problemas encontram-se os que compreendem as relações interpessoais que nos levam pelo caminho da amargura por não sabermos como solucioná-los. No entanto, tudo vem de antes… vem da nossa infância.

Carências afetivas que doem

Dentro das carências afetivas encontram-se as situações familiares instáveis e traumáticas, os maus-tratos e  a falta de cuidados, por exemplo.

Como podemos comprovar, em tudo isso há um descuido para com a criança, que sem dúvida sofre e vive essa situação de uma maneira muito profunda.

Menino triste olhando pela janela devido as suas carências afetivas

Por que os pais permitem que isso aconteça? Os pais não se dão conta de que tudo isso afetará seus filhos no futuro? A verdade é que os pais acreditam que as crianças não são conscientes do que ocorre e estão “tranquilas”.

No entanto, a realidade é completamente diferente. As crianças são muito receptivas e despertas diante dos múltiplos estímulos negativos aos quais são expostas.

Sendo assim, tudo isso condicionará seu dia de amanhã.

Descubra: A chave para educar as crianças está na simplicidade

É aqui que surgem, após alguns anos, os problemas de dependência emocional, de medo da solidão, de diversas dificuldades para manter relacionamentos saudáveis com as outras pessoas.

Em outras palavras, aquilo que um dia os adultos não pensaram que os afetaria, os afetou, e muito.

Sintomas de carências afetivas

Ainda que seja verdade que as dificuldades fiquem mais intensas quando somos adultos, muitas podem ser detectadas na infância se formos bons observadores.

Assim, temos que estar alertas e prestar atenção, porque alguns são intermitentes.

Criança triste devido as suas carências afetivas

Se as carências afetivas forem tratadas na própria infância, o resultado será muito positivo. No entanto, se não forem identificadas e não for feito nada sobre isso, as crianças encontrarão várias barreiras quando se tornarem adultas.

Assim, dentre os sintomas de carências afetivas nas crianças podemos encontrar:

  • Problemas com o controle dos impulsos;
  • Mudanças de comportamento bruscas;
  • Desconfiança generalizada dos outros;
  • Respostas agressivas;
  • Deficiências no desenvolvimento da linguagem e das habilidades sociais;
  • Déficit de atenção;
  • Transtornos de ansiedade;
  • Dificuldade para expressar sentimentos e problemas para modulá-los.

Leia: Técnicas de Montessori para canalizar a raiva e o nervosismo das crianças

Muitos desses sintomas podem se transferir para a idade adulta e, em vários casos, de uma forma mais dolorosa e preocupante, já que nos encontramos num estado avançado do problema, que não será fácil de solucionar.

A deterioração do desenvolvimento das crianças

Como pudemos comprovar, a carência afetiva não apenas afeta suas emoções e a capacidade de transmitir seus sentimentos, mas também seu desenvolvimento como um todo. Ou seja, isso lhes causa sérios contratempos em seu aprendizado desde muito novas.

Crianças tristes com carências afetivas

O estresse e a ansiedade, tão estranhos nas primeiras etapas da vida, são alguns dos sintomas mais chamativos e não devemos ignorá-los.

As preocupações adultas não são características comuns para a idade delas; que deveria ser de prazer e relaxamento.

Mas… tudo isso surge em circunstâncias extremas? A verdade é que não é necessário estar em situações de maus-tratos, abandono ou divórcio para que as crianças desenvolvam estes tipos de carências afetivas.

Além disso, uma educação de pouca qualidade também provocará a deterioração de seu desenvolvimento e possíveis dificuldades futuras que as afetarão de forma importante. Um exemplo dessa educação deficiente é a quantidade de horas que uma criança pode passar na frente da TV.

O trabalho dos pais e a pouca vontade que têm de aguentar suas birras faz com que utilizem certos passatempos nada benéficos para seus filhos. Computadores e celulares, por exemplo.

As crianças não se divertem, não saem, não interagem com os demais. Assim, existe apenas uma tela que se relaciona com elas.

Criança com várias flores e borboletas com carências afetivas

O que fazer?

Todas as crianças precisam de algumas normas e cuidados que as preparem para serem boas pessoas no dia de amanhã. Para que sejam responsáveis e com valores. Se nos descuidarmos do que necessitam por preguiça, as carências afetivas, sem dúvida, vão aparecer.

Os pais têm uma grande responsabilidade quando trazem um filho ao mundo. Sendo assim, ninguém deveria se dar ao luxo de jogar toda essa responsabilidade pela janela e depois se queixar da atitude de seus filhos.

Proporcionar educação e, além disso, ter preocupação pelo que lhes acontece e com como vivem as situações, é necessário para evitar que as carências afetivas, um dia, dificultem suas vidas.