5 consequências de fazer muito exercício físico

· 1 de julho de 2018
Os excessos nunca são bons, por isso, embora o exercício físico seja muito saudável, praticá-los ao extremo pode nos levar a ter muitos problemas.

Praticar exercícios é muito positivo. Mantém o nosso corpo em forma, longe das preocupações e do estresse, combate a depressão, nos ajuda a perder peso… No entanto, existem algumas consequências de fazer muito exercício físico das quais devemos estar cientes.

Quando um hábito que beneficia a nossa saúde é levado ao extremo, pode, em vez de nos fazer bem, causar muitos problemas. Por esse motivo, a seguir veremos o que pode acontecer se fizermos muito exercício físico.

Consequências de fazer muito exercício

1. Envelhecimento precoce

Nós nunca teríamos pensado nisso! É verdade que fumar em excesso provoca envelhecimento precoce, mas o exercício em excesso também. A razão é que, quando exercitamos nossas articulações, sofremos e, embora possamos nos beneficiar do exercício, se ele for excessivo, pode danificá-las.

Problemas nas costas, joelhos… Tudo isso pode ser o resultado do desgaste nas articulações. Essa é uma das consequências de fazer muito exercício físico. O corpo precisa descansar e respirar, porque o exercício também pode lhe fazer mal.

Veja também: Remédios naturais para a dor nas articulações

2. Problemas cardíacos

Sabemos que o exercício ajuda o nosso sistema cardiovascular. É por isso que é muito positivo praticá-lo, pois reduz a probabilidade de sofrermos um ataque cardíaco, além de diminuir nosso colesterol ruim… Em resumo, há muitas vantagens.

Frequência cardíaca

No entanto, se treinarmos 7 dias por semana intensamente, o exercício físico, em vez de beneficiar nosso coração, pode fazer o oposto. Quando praticado em excesso, podemos desenvolver doenças cardíacas em uma idade muito precoce.

3. Sistema imunológico enfraquecido

Outra consequência de fazer muito exercício físico é que nosso sistema imunológico pode enfraquecer. Por que nossas defesas não estão no auge graças ao exercício físico? Porque quando o realizamos intensamente e não nos damos uma pausa durante a semana, também não descansamos o suficiente.

Embora para muitas pessoas o descanso seja uma perda de tempo, a verdade é que o descanso é muito necessário se quisermos ter uma boa saúde. Se não dermos uma folga ao nosso corpo para que ele possa se recuperar do exercício, as defesas diminuirão.

Como resultado, ficaremos doentes com muito mais frequência. Nós vamos contrair resfriados, gripes e outros vírus que nos forçarão a parar de nos exercitar e descansar.

De alguma forma, embora não seja muito agradável ter uma doença como esta, no caso de nos exercitarmos excessivamente, é a única maneira de nos forçarmos a parar.

4. Amenorreia

Nas mulheres, uma das consequências de fazer muito exercício pode ser a amenorreia. Isso nada mais é do que a ausência da menstruação que também pode estar ocorrendo devido a um sistema imunológico enfraquecido e, talvez, alguma anemia.

O problema que as mulheres sentem quando não têm menstruação é que seus ossos podem ser afetados. Isso é algo que geralmente acontece quando a menopausa chega.

No entanto, se as mulheres não estiverem na idade da menopausa, a amenorreia pode promover o envelhecimento precoce do qual falamos no primeiro ponto.

Leia também: Remédio de camomila e salsa para amenorreia ou falta de menstruação

Mulher fazendo exercícios

5. Maior risco de lesão

Se pegarmos todas as consequências de fazer muito exercício, podemos concluir que os riscos de lesões podem aumentar consideravelmente. Devido às nossas juntas desgastadas ou ossos enfraquecidos, corremos o risco de nos machucarmos facilmente.

No entanto, além de nos machucarmos, a exaustão e a fadiga mental que teremos como resultado da redução das nossas defesas significarão que não vamos fazer os exercícios corretamente.

Um mau desempenho ou uma técnica incorreta pode nos lesionar. É por isso que os professores na academia estão sempre alertas para que as pessoas executem adequadamente o exercício que lhes foi prescrito.

Existem algumas pessoas que levam seus corpos ao limite, sem parar para ouvi-los e lhes dar o descanso de que precisam. Ficar obcecado em ganhar a massa muscular esperada em um período muito curto de tempo pode nos levar a sofrer algumas das consequências citadas acima.

Você já ficou obcecado com o exercício físico? Você chegou ao ponto de sofrer de insônia devido ao estresse de querer se exercitar? Lembre-se: qualquer tipo de excesso é ruim.

Se quisermos que o exercício nos traga benefícios, devemos praticá-lo com moderação. Da mesma forma, também devemos ouvir nosso corpo. Talvez ele precise de muito mais descanso do que o de outras pessoas.