5 coisas surpreendente que acontecem em seu corpo quando se apaixona

Quando você se apaixona, experimenta uma série de mudanças comportamentais e sensações características, que respondem ao aumento da adrenalina.

Ninguém pode negar que, quando se apaixona, tudo muda. Na verdade, há pessoas que passam a vida procurando o amor, uma e outra vez, porque querem viver essas emoções tanto quanto possível.

Mas, a que se deve tal coisa? É exatamente sobre isso que falaremos de seguida. Você descobrirá que o amor tem mais a ver com a química do seu cérebro e menos com o coração propriamente dito.

1. Os níveis de adrenalina aumentam consideravelmente

Homem apaixonado dando presente para parceira

Você já notou que, quando se apaixona, sente ansiedade e que seu coração bate incontrolavelmente quando vê ou está com essa pessoa especial? Bem, tudo isso é devido à adrenalina.

Sim, essa mesma substância que faz você praticar esportes radicais ou que o coloca em movimento quando o corpo detecta que está em risco. Sem dúvida, apaixonar-se é menos arriscado do que andar de moto a toda velocidade.

Embora os níveis de adrenalina aumentem um pouco, é pouco provável que acabe com um problema sério. Basta ver seu comportamento e analisar se não está terminando seus relacionamentos só para sentir a adrenalina em seu corpo novamente.

Essa atitude é pouco saudável e você deve evitar ao máximo. É normal que depois de alguns meses as sensações se acalmem e tudo assume uma relativa normalidade.

Leia também: Amor apaixonado versus amor estável

2. Você terá uma maior capacidade de lidar com o estresse

Você tem uma vida muito ocupada e estressante? Então, vai adorar saber que quando se apaixona seu corpo também libera cortisol. Esta substância química melhora sua reação contra o estresse, e com certeza você já notou.

O sintoma mais claro é que, de repente, você se encontra sorrindo quando antes ficaria furioso, paralisado ou prestes a chorar. Isso não é porque seu parceiro é um cavalheiro que veio para salvá-la, mas porque seu corpo está ligeiramente anestesiado.

Se tiver passado por períodos de estresse ou distúrbios psicológicos que fazem se sentir triste ocasionalmente, é importante que não pare de tomar seus medicamentos. Mesmo se você se sentir muito melhor, a realidade é que é uma sensação passageira e diminuirá pouco a pouco.

3. Você vai se sentir muito sexy e mais disposto a fazer sexo

Casal apaixonado se abraçando

Embora o desejo sexual possa aparecer a qualquer momento, quando se apaixona, a dopamina liberada desperta essa intensidade.

Isso também o ajudará a se sentir mais seguro de você mesmo, com seu corpo e com seu físico. Por esse motivo, este é um bom momento para fazer mudanças que o ajudarão a parecer melhor e mais bonito.

Algo que deve ter em conta é que esse desejo de aventura e sensualidade não é eterno. Muitos casais se concentram apenas no sexo e logo depois terminam quando a euforia passa.

É importante que entenda essas mudanças e trabalhe o relacionamento em aspectos menos intensos, mas mais duráveis, tais como:

  • Hábitos em comum
  • Comunicação honesta
  • Criação de momentos especiais

Desta forma, quando a dopamina diminui, ainda terão coisas que os manterão juntos se for isso que desejam.

Também é importante que a disposição para o sexo não o faça perder o controle. Ou seja, sempre tenha sexo seguro e não se arrisque.

Visite este artigo: Riscos de separações temporárias para o casal

4. O medo deixa de ser um problema

Um efeito colateral da adrenalina liberada quando se apaixona é que você se atreve a fazer coisas que pareciam impensáveis. Agora você simplesmente se sente mais preparado e disposto a experimentar coisas novas com essa pessoa.

Este é um bom momento para criar memórias especiais com o seu novo parceiro, bem como para deixar aquilo que o fazia se sentir desconfortável. Apenas tenha muito cuidado para não tomar decisões muito graves sem antes analisá-las.

É bom que você se decida a fazer a viagem de balão que tanto queria, mas pondere bem a decisão de tatuar o nome de seu novo parceiro.

Ao contrário do que pode pensar, os medos não são inteiramente negativos. A função do medo é ajudá-lo a detectar situações potencialmente arriscadas. Claro, às vezes pode parecer sem sentido, mas também  medos bem fundamentados e deve aprender a notar a diferença entre eles.

5. Você sentirá desconforto quando estiver longe do seu novo parceiro

Mulher apaixonada sorrindo

Uma vez que se gera um tipo de dependência em estar com o seu parceiro, é normal sentir desconforto ou insegurança quando estão longe um do outro. Este efeito é o que o mantém acordado à noite, pensando nessa pessoa especial e o que pode causar ciúmes incontroláveis.

Você já se deparou com esses problemas? Nesse caso, dê tempo para analisar o que está acontecendo e trabalhe nisso. Lembre-se de que o amor deve fazer você se sentir bem, e não preocupado.

Este efeito é muito estranho porque, por um lado, você se sentirá mais sexy e capaz de fazer o que for preciso, por outro, também quer manter contato com essa pessoa o tempo todo.

Então? Você notou que vive essas situações quando se apaixona?

Recomendados para você