4 tipos de superdotação intelectual

· 3 de abril de 2018
Muitas vezes, o tipo de superdotação intelectual responde ao ambiente em que crescemos, uma vez que depende dos recursos que temos à nossa disposição para nos desenvolvermos adequadamente

As pessoas superdotadas são mais inteligentes que a média, na verdade, seu QI excede os 130, algo muito notável.

No entanto, embora conheçamos o que é a superdotação intelectual, não conhecemos os tipos que existem.

A superdotação intelectual pode ocorrer de até 4 formas diferentes. Hoje veremos cada uma delas para que possamos observar suas diferenças.

Leia: 6 truques para manter a memória em forma

1. Superdotação intelectual criativa

O xadres promove a superdotação inteletual

Este tipo de superdotação intelectual que se refere a crianças cuja originalidade e imaginação surpreendem todos em sua volta, especialmente os professores.

  • As pessoas com esse tipo de superdotação são muito criativas.

No entanto, se existe algo que os caracteriza é o seu grande senso de humor e sua predisposição para realizar qualquer tipo de atividade que tenha a ver com o jogo.

  • Eles adoram tudo o que lhes permite aprender de forma divertida e criativa.

Atualmente, há um problema sério para identificar este tipo de superdotação, porque os testes de QI utilizados até agora não estão prontos para reconhecê-lo. No entanto, há um teste específico para isso, The Torrance Test of Creative Thinking.

2. Superdotação privilegiada

Este tipo de superdotação intelectual, à qual chamamos de “privilegiada”, refere-se a pessoas que o vivem em um contexto em que eles podem acessar à educação, além de pertencer a uma classe média, ou mesmo alta.

  • Acessar à educação de forma obrigatória e porque o Estado assim o exige, mostra-se um problema para muitos jovens que não se divertem com o modelo de ensino estabelecido.
  • No entanto, jovens superdotados que se enquadram nesta categoria gostam.

Eles veem o ensino como algo divertido. Além disso, todos os assuntos são aprendidos muito bem. Eles também são pessoas muito produtivas, pois tendem a dormir menos do que outras.

O problema que eles têm é que, às vezes, podem se considerar superiores aos seus colegas de classe ou se aborrecerem na aula por a matéria ser tão fácil para  eles. Isso pode fazer com que se tornem preguiçosos.

3. Superdotação com recursos escassos

Menino com superdotação inteletual escrevendo

Com o termo superdotação com recursos escassos nos referimos a todos aqueles jovens que não possuem os recursos econômicos necessários e têm um grande medo do fracasso por causa dessa realidade.

A coisa boa desse tipo de superdotação intelectual é que inclui pessoas muito queridas, pois tendem a serem humildes, agradáveis ​​e estabelecer uma relação saudável com os outros.

Sua superdotação os leva, às vezes, a serem líderes sem se tornarem superiores aos outros, tornando-se um modelo.

Pessoas com esse tipo de superdotação são muito sensíveis e simpatizam muito com outras pessoas. Talvez por isso eles se deem bem com outras pessoas.

No entanto, às vezes podem se sentir culpados por ter habilidades mais destacadas do que seus pares.

4. Superdotação com transtornos mentais graves

Menino irado

Neste último grupo de superdotação intelectual, vamos pegar um tipo que não inclui apenas um alto QI, mas também um transtorno grave.

Por exemplo, esquizofrenia, transtorno de personalidade ou psicose são alguns dos mais frequentes que normalmente ocorrem junto com essa superdotação.

O curioso sobre as pessoas que estão neste grupo é que se refugiam no intelectual na tentativa de escapar da desordem que os confunde e os sobrecarrega tanto.

Eles agem como pessoas que, quando têm ansiedade, comem, mesmo sem fome, para escapar desse sentimento.

Às vezes, podem agir de forma agressiva e inesperada. Além disso, eles se tornam intransigentes para tolerar certos comportamentos por parte dos outros.

Por exemplo, colegas que não frequentam a aula ou que realizam atividades outras matérias.

Embora a superdotação intelectual, às vezes, seja vista como uma qualidade muito interessante, a verdade é que, em certos momentos, causa muitos problemas para as pessoas que a possuem.

A maneira como se relacionam com o mundo é muito diferente da dos outros. Independentemente de estarem em um tipo de superdotação ou outro. Cada um com suas particularidades, seus problemas, suas vantagens e suas desvantagens.

Você já lidou com a superdotação intelectual dentro de sua própria família? Você poderia encaixá-lo em qualquer um dos tipos mencionados acima?