3 situações em que você deve evitar praticar esportes

Fazer exercícios é algo altamente benéfico para o organismo e, portanto, necessário como hábito diário. Porém, há determinadas situações em que evitar a prática de esportes é a melhor decisão.

A atividade física sempre foi importante para as sociedades, e parece que não há motivos para evitar praticar esportes.

Fazer exercício não é uma questão contemporânea. Desde a antiguidade, na Grécia Antiga, era realizados programas de atividade física. As rotinas podiam ser suaves, rápidas ou lentas.

Praticar esporte era considerado uma prioridade para a saúde, isso sem contar que o culto à imagem estética era uma forma de expressar poder.

Por que devemos fazer exercícios?

O esporte melhora o rendimento a nível cardiovascular, já que ativa mudanças hemodinâmicas, hormonais, neurológicas e metabólicas; portanto, melhora a função do aparelho respiratório.

A atividade física proporciona equilíbrio à saúde. Manter-se em movimento previne a osteoporose, a dor nas costas e danos causados pelas más posturas.

Porém, o esporte pode não ser uma atividade saudável, isso depende da forma e das condições em que se pratique.

Quando se deve evitar praticar esportes?

Cuidar da saúde do coração

É claro que fazer exercício de forma excessiva ou de forma incorreta pode causar efeitos contrários. Por exemplo, as pessoas com problemas de hipertensão devem evitar fazer esporte em excesso, visto que isso pode piorar sua condição.

Mas também existem determinadas circunstâncias onde, definitivamente, você deve evitar praticar esportes:

1. Depois de não ter dormido o suficiente

As pessoas crescem com a ideia de que o esporte é a cura para muitos de seus males.

Assim, depois de ter passado uma noite com insônia, podemos acreditar que fazer atividade física é o melhor para recarregar nossas energias.

Errado! Fazer uma rotina de exercício depois de não ter descansado bem aumenta o estresse.

Além disso, sob esta circunstância, o sistema imunológico não está preparado para o esforço, por isso as defesas se deterioram.

Sem mencionar que pela falta de energia acabamos forçando os músculos, o que aumenta o risco de sofrer uma lesão. Forçamos os músculos porque não podemos executar os movimentos da mesma forma do que se tivéssemos descansado bem na noite anterior.

Porém, se você não dormiu bem na noite anterior e não quer perder o dia quanto à sua rotina de exercícios, o recomendável é caminhar, fazer uma corrida bem leve ou fazer a metade do que faz habitualmente.

2. Depois de ter consumido álcool

Pessoas consumindo álcool

Tecnicamente o consumo de álcool não nos impede de fazer esportes, a menos que se trate de uma atividade física que demande precisão. Isso devido ao fato de que o consumo de álcool afeta o rendimento e a força, mas especialmente a coordenação.

O etanol é um composto químico contido nas bebidas alcoólicas que produz alterações no sistema nervoso. Esta substância faz com que quem consome álcool entre em um estado eufórico e depois em um depressivo, o que diminui os reflexos diante de qualquer situação.

Por outro lado, é importante lembrar que o álcool tem efeitos diuréticos, o que pode causar um quadro de desidratação enquanto se realiza a atividade física. Isso devido à perda de líquidos, vitaminas e minerais.

Além disso, o etanol impede que os nutrientes sejam absorvidos de forma regular, o que favorece o ganho de peso corporal.

3. Depois de ter sofrido uma lesão

É muito comum que os atletas apresentem lesões de tempos em tempos. Algumas causas podem ser:

  • Não realizar os movimentos de forma correta.
  • Treinar mais do que o habitual.
  • Usar um sapato inadequado.
  • Falta de proteção.

Tipos de lesões

Pessoa com lesão nas costas

Dentre as lesões mais frequentes nos atletas estão:

  • Os traumatismos agudos, tais como fraturas, entorses, cortes, entre outros. Podem se originar por conta de uma pancada ou por excesso de força.
  • As lesões por sobrecarga. Por exemplo, as fraturas por uso excessivo ou inflamação dos tendões. Se desenvolvem depois de realizar uma rotina repetitiva.

Sintomas

Alguns dos sintomas mais comuns em caso de lesões são:

  • Dor intensa ou ao tato.
  • Rigidez e inflamação.
  • Imobilização.
  • Barulhos de estalos.

Se você apresenta algum destes sintomas, não só deve evitar praticar esportes, mas suspender completamente a atividade esportiva. Além disso, é indispensável que procure um médico.

Depois disso, deve informar ao seu treinador sobre sua lesão e tratamento para, posteriormente, começar com exercícios terapêuticos de forma gradual.

Recomendações no momento de fazer exercícios

  • Coloque-se nas mãos de um especialista certificado para realizar qualquer atividade física.
  • Ponha atenção na técnica e não foque na força, já que não serve de nada levantar um peso enorme se isso é feito da forma incorreta.
  • Seja constante e evite a sobrecarga, visto que fazer uma quantidade exagerada de exercício em um curto período não vai lhe dar os resultados que só se obtêm em meses.
  • Faça aquecimento. É fundamental fazer alongamentos antes de começar a atividade física, para prevenir lesões e aumentar o rendimento físico.
  • Comece com uma rotina aeróbica se o que procura é perder peso. Porém, também é importante levantar pesos, já que fortalece os músculos.
  • Mantenha uma dieta equilibrada e rica em vitaminas e minerais.
  • Beba água, devido ao fato de que é a única forma de se recompor do esforço físico. É fundamental tomar água antes, durante e depois do exercício.

Imagem principal oferecida por © wikiHow.com

Recomendados para você