3 passos para esquecer um amor impossível

15 de junho de 2017
Muitas vezes nos apegamos aos amores impossíveis por nossas próprias carências e nossa necessidade de preencher com um relacionamento o vazio que temos dentro de nós.

Um amor impossível pode ser muito doloroso se não soubermos como esquecê-lo. Pense que, por mais que o deseje, essa ínfima esperança que tem jamais se tornará realidade.

Está claro que é muito mais simples decidir esquecer do que fazer isso de fato. Mesmo que a verdade seja que, quando há um amor inalcançável, devemos averiguar por qual motivo não o deixamos ir.

Leia: Ninguém merece mais o seu amor do que você mesmo

Em muitas ocasiões, somos ranzinzas para soltar a pessoa que queremos. “Aquele que persegue consegue”, é uma frase que muitos aplicam.

Entretanto, com isso abriremos uma brecha em nosso coração que dificilmente conseguiremos fechar. Iremos nos sentir muito mal, pois fracassaremos em nossa tentativa de ter essa pessoa ao nosso lado.

Passos para esquecer um amor impossível

1. Olhe para dentro de si mesmo

um amor impossível

Às vezes, esquecemos de olhar para dentro de nós mesmos, ignorando problemas e circunstâncias que nos levaram a esse tipo de obsessão por esse amor que não é para nós.

Reencontrar-se consigo mesmo pode ajudar você a se descobrir. Talvez você tenha algum problema de dependência emocional que te impeça de soltar essa pessoa que não está destinada a estar com você.

Também é possível que alguma de suas facetas te surpreenda, como a necessidade de conseguir tudo a que se propõe. Talvez isso venha de alguma situação negativa do passado. Talvez um abandono ou uma rejeição amorosa.

O importante é que você se questione sobre se é uma constante em você se apaixonar por pessoas que não estão ao seu alcance. Se for assim, pode ser que sua autoestima esteja baixa.

Às vezes, também, nos apaixonamos pelo impossível porque realmente não estamos preparados para iniciar uma relação.

Olhe para dentro de si para descobrir se é isso que está realmente acontecendo.

2. Você se sente bem consigo mesmo?

um amor impossível

Quando se analisar, você será capaz de responder a essa pergunta tão importante. Por que muitas vezes acreditamos que nos sentimos bem mas, na realidade, estamos destroçados?

Talvez estejamos tristes, necessitemos sentir companhia ou, simplesmente, somos pessoas que gostam de estar continuamente apaixonadas.

Preste atenção se você não está procurando a aprovação dos outros e, por isso, caia na armadilha dos amores impossíveis.

A parte mais difícil disso é quando se transforma em dor. Há pessoas que quando não estão bem consigo mesmas se autodestroem.

Não é necessário que isso seja visível, não há porque causar a si mesmo um dano físico. Além disso, os transtornos alimentares e mergulhar em relacionamentos tóxicos são outra forma de prejudicar a si mesmo.

3. Um prego não tira outro prego

um amor impossível

Todos passamos por alguma desilusão amorosa e com certeza escutamos cem mil vezes a frase: “um prego não tira outro prego”.

Tentar esquecer alguém com outra pessoa não é mais do que uma forma gratuita de danificar sua nova relação, você mesmo e seu parceiro.

Descubra: Triste é encontrar o amor da sua vida e ter que deixá-lo

 Você não sente que esperou para estar sinceramente apaixonado? Não nota que, de alguma maneira, está manipulando?

Essa frase também tem um significado muito mais profundo. Faz referência à solidão, ao medo de ficar sem alguém e, portanto, procurar desesperadamente uma nova pessoa.

É um bálsamo momentâneo para sua necessidade de não ficar só, de não ter que enfrentar ao mundo sem alguém ao seu lado.

Os amores impossíveis paralisam

um amor impossível

Um amor impossível evita que a pessoa possa começar uma relação com alguém de verdade, alguém que esteja ao seu alcance. Em ocasiões, você fica por muito tempo assim, com esperanças de que aconteça algo. Falamos de anos!

Apaixonar-se por alguém dessa maneira fará com que você perca oportunidades que podem estar passando na sua frente, mas não consegue ver porque está cego.

É importante lembrar que um amor impossível causará muito dano. Certamente não acabará bem, você sempre se sentirá decepcionado.

Se você mergulhar constantemente nesse tipo de anseio, precisa abrir os olhos. Portanto, ame a si mesmo. Não se agarre a algo impossível por medo!

  • Zeki, S. (2007). The neurobiology of love. FEBS Letters. https://doi.org/10.1016/j.febslet.2007.03.094

  • Sternberg, R. J., & Grajek, S. (1984). The nature of love. Journal of Personality and Social Psychology. https://doi.org/10.1037/0022-3514.47.2.312