Possíveis sinais de diabetes para não ignorar

· 25 de dezembro de 2016
Embora possam ser relacionados a outras doenças ou circunstâncias, devemos levar em conta estes sintomas se os mesmos surgirem em conjunto, já que podem indicar um caso de diabetes.

A diabetes é uma das doenças classificadas como “assassinos silenciosos” porque se desenvolve sem sintomas contundentes que facilitem o diagnóstico.

Faz parte do grupo de doenças metabólicas e se caracteriza pelo aumento nos níveis de glicose no sangue.

Como consequência, reduz-se a qualidade de vida e aumenta o risco de danos cardiovasculares e neurológicos.

O mais preocupante é que muitos dos indivíduos que sofrem com a doença ignoram os sinais de alerta, já que tendem a se confundir com as de outras doenças mais comuns.

De fato, estima-se que um de cada três afetados nem sequer saiba que tem a doença; o que aumenta o risco de complicações perigosas.

Por isso, é importante conhecer quais são as suas primeiras manifestações e em que momento é conveniente consultar um médico para fazer os exames pertinentes.

Levando em conta que muitos desconhecem esta informação, a seguir revelaremos seus 10 sinais principais:

Possíveis sintomas da diabetes

1. Necessidade frequente de urinar

vontade-urinar

A micção frequente pode surgir por uma infeção do sistema urinário ou pelo consumo excessivo de líquidos.

No entanto, se estas não forem as causas e aumenta-se a necessidade de esvaziar a bexiga; este pode ser um indício de diabetes.

Isso se deve ao fato de que os rins começam a trabalhar mais para se desfazerem do excesso de açúcar através da urina.

2. Sensação de sede

Este sintoma tem uma relação com o efeito anterior. Como o organismo perde uma quantidade maior de líquido, os sistemas tratam de trabalhar em sua reposição e manifestam isso com a contínua sensação de sede.

3. Desejo insaciável de comer

ansiedade-comida

A ansiedade pela comida pode surgir devido aos dois extremos dos níveis de glicose no sangue: a hipoglicemia e a hiperglicemia.

Isso se deve ao fato de que as células não obtêm a quantidade adequada de açúcar, por isso enviam sinais ao cérebro.

4. Boca seca

O excesso de ressecamento da boca é desagradável e pode ocultar problemas de saúde graves. Este não apenas é um sinal de desidratação, mas também pode estar alertando sobre a diabetes tipo 2.

A alteração da pele cria um cultivo para as bactérias e aumenta-se o risco de problemas nas gengivas e nos dentes.

5. Fadiga

fadiga

O cansaço excessivo ou fadiga crônica é um sintoma que não deve ser ignorado sob nenhuma circunstância.

Embora seja normal senti-la após realizar algum esforço físico exagerado, pode surgir quando o corpo tenta compensar a falta de glicose nas células.

Isso se agrava um pouco mais quando a urgência de urinar interrompe as noites de sono e nos impede de dormir adequadamente.

Leia também: Relação entre diabetes e problemas de sono

6. Problemas de visão

Os olhos são um dos órgãos que mais sofrem as consequências da diabetes. O açúcar alto faz com que a visão fique mais borrada.

Às vezes, surgem alguns incômodos flashes de luz e a visão fica distorcida.

O pior é que, se não controlarmos a diabetes, isso pode causar a perda total da visão ou o desenvolvimento de doenças irreversíveis.

7. Infecções

Dado que as bactérias, vírus e fungos têm mais capacidade de crescer em ambientes com altos índices de glicose, as infecções começam a ser mais comuns.

A cândida vaginal, os fungos cutâneos e as infecções bacterianas do trato urinário são sintomas comuns dos pacientes com diabetes.

Leia mais: Saiba mais sobre o controle da diabetes

8. Dormência e formigamento das extremidades

dores-musculares

Em suma, este sintoma surge pelo dano nos nervos que está estreitamente relacionado com a diabetes.

Ambos podem ocorrer de forma recorrente e são acompanhados por uma sensação de dor e inflamação.

Caso o problema não seja controlado a tempo, o dano nos nervos pode ser permanente e causar transtornos mais graves.

9. Perda ou ganho de peso sem explicação

A perda ou o ganho de peso inexplicáveis podem surgir pela incapacidade de utilizar a insulina por causa da diabetes.

Visto que impede que os níveis de glicose adequados cheguem até as células, o corpo começa a utilizar as proteínas dos músculos para obter energia.

Por outro lado, gera uma reação contrária, aumentando o desejo de comer alimentos açucarados e causando o ganho de peso.

10. Dificuldade de cicatrização

dificuldade-cicatrizacao

Os danos causados nos vasos sanguíneos dificultam o processo adequado de cicatrização; bem como alívio de pequenas lesões e cortes.

O excesso de açúcar danifica as veias e as artérias, por isso diminui a sua capacidade de transportar o sangue até as células que reparam estas alterações.

Além de levar em conta os sinais de alerta citados, é importante lembrar que a diabetes tipo 2 pode ser prevenida por meio de um estilo de vida saudável.

Nesse sentido, é conveniente evitar o excesso de peso, o cigarro, o sedentarismo; assim como as dietas baseadas em gorduras saturadas, açúcares e alimentos processados.

  • Silva, I., Pais-Ribeiro, J., Cardoso, H., & Ramos, H. (2003). Qualidade de vida e complicações crónica da diabetes. Análise psicológica21(2), 185-194.
  • Gross, J. L., Silveiro, S. P., Camargo, J. L., Reichelt, A. J., & Azevedo, M. J. D. (2002). Diabetes melito: diagnóstico, classificação e avaliação do controle glicêmico. Arq Bras Endocrinol Metab46(1), 16-26.