Zonas erógenas da mulher

02 Março, 2020
Existem muitas zonas erógenas desconhecidas no corpo masculino e feminino. Conhecer a sua localização e saber como estimulá-las pode nos ajudar a ter mais prazer nas relações.

São muitas as zonas erógenas da mulher, incluindo algumas que você não conhece. Uma zona erógena é qualquer parte do corpo que tem uma maior sensibilidade e pode provocar uma resposta sexual quando estimulada.

É importante ir além das áreas óbvias de ativação e explorar o corpo inteiro da sua parceira para lhe dar mais prazer.

Principais zonas erógenas das mulheres

As orelhas

Embora muitas mulheres gostem de receber beijos nas orelhas, muitas vezes elas são negligenciadas, o que as torna ainda mais atraentes quando o casal quer esquentar as coisas na cama.

As orelhas são muito sensíveis ao toque porque possuem muitos receptores sensoriais. Por causa de todas essas terminações nervosas, acariciá-las pode ajudar sua parceira a atingir clímax, ou até intensificar o seu orgasmo.

  • Toque as suas orelhas suavemente. Use a sua língua para explorar a orelha externa e morda gentilmente o lóbulo.
  • Beije suavemente o lóbulo da orelha, ou faça uma massagem com os seus lábios.
  • Se a sua parceira estiver gostando, você pode começar a mordiscar ou chupar o lóbulo.

Os lábios

Casal se beijando

Os lábios estão entre as zonas erógenas mais expostas e são cheios de terminações nervosas localizadas muito próximas da superfície da pele (eles têm 100 vezes mais terminações do que as pontas dos dedos).

Mesmo o menor toque em nossos lábios provoca uma liberação de hormônios do bem-estar em nossos cérebros, que afetam as nossas emoções e podem aumentar a excitação.

  • Há muito que você pode fazer nos lábios. Beije-a apenas perto dos lábios, não sobre eles, para deixá-la cada vez mais excitada.

Não importa há quanto tempo vocês já estão juntos, um beijo quente e ardente sempre é bem-vindo. Isso fortalecerá o seu relacionamento.

Leia também: Como construir uma grande relação com seu parceiro?

O pescoço

Beije e depois morda gentilmente. A nuca não costuma ser muto explorada, mas é uma região extremamente delicada. Então, vá em frente e diga a ela que você vai beijar todos os centímetros do seu corpo.

Os seios

Mulher usando sutiã sensual

Os homens costumam ficar loucos com os seios de suas parceiras, mas o truque está em ir com calma. Seja amável: a maneira como ela responder aos seus movimentos vai dizer do que ela gosta e do que não gosta.

A parte interna das coxas

Use seus dedos para tracejar a parte interna das coxas da sua parceira, e sem dúvida você vai deixá-la querendo mais. Use a sua imaginação. Essa região do corpo é muito sensível às mordidas e à língua, mas seja cuidadoso e delicado.

Em um dia quente de verão, passe um cubo de gelo para cima e para baixo nas suas coxas, e deixe que ela se delicie com essa nova sensação.

A vagina

O prazer feminino

Esta é uma região muito óbvia, mas a maioria dos homens fica excitado demais e se apressa. Tome o seu tempo e brinque. Seja criativo, mas seja gentil.

Esta é a área mais erógena, mas também é um pouco frágil. Trate-a com delicadeza.

Você pode gostar de ler: Sexo oral: 7 mitos e consequências para a saúde

O baixo ventre

A área entre o umbigo e a pelve é uma das zonas erógenas menos conhecidas da mulher. A razão pela qual esse lugar pode ser tão agradável é porque, na realidade, você pode estimular o ponto G da mulher pelo lado oposto.

Esta área não apenas é muito sensível, mas a sua estimulação favorece o fluxo sanguíneo para outras zonas erógenas da mulher.

Além disso, a parte inferior do ventre está tão perto da vagina e do clitóris que a ideia de avançar para o sul também é particularmente excitante para muitas mulheres.

Em primeiro lugar, use as mãos para acariciar suavemente a parte inferior da barriga, antes de aplicar um pouco mais de pressão e até arranhar levemente com as unhas.

Lembre-se de que, para manter uma vida sexual excitante (especialmente com o mesmo parceiro), a variedade é uma ótima pedida

Use seus lábios, dentes e língua para lamber, mordiscar e acariciar, experimentando diferentes intensidades de pressão em várias partes do corpo. Vocês dois vão adorar a experiência!

  • Nummenmaa, Lauri & Suvilehto, Juulia & Glerean, Enrico & Santtila, Pekka & Hietanen, Jari. (2016). Topography of Human Erogenous Zones. Archives of Sexual Behavior. 45. 10.1007/s10508-016-0745-z.
  • Komisaruk,B. R.,& Whipple, B. (2005). Functional mri of the brain during orgasm in women. Anual Review of Sex Research, 16,  6286.
  • Schober, J.; Weil, Z.; Pfaff, D. (2011). “How generalized CNS arousal strengthens sexual arousal (and vice versa)”. Hormones and Behavior59 (5): 689–695.
  • Jerrold S. Greenberg, Clint E. Bruess, Sara B. Oswalt (2014). Exploring the Dimensions of Human Sexuality. Jones & Bartlett Learning. pp. 102–104. ISBN 1449648517.
  • Piccini, Meghan., Zito, Patrick.(2020).Anatomy, Head and Neck, Lips. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK507900/