Você sofre de refluxo gastroesofágico? Combata o problema seguindo 8 dicas

· 15 de fevereiro de 2018
Para evitar o refluxo gastroesofágico, é aconselhável usar roupas soltas que não apertem o estômago, uma vez que isso pode aumentar a pressão na área.

O refluxo gastroesofágico inclui uma série de sintomas que são desencadeados quando os sucos ácidos do estômago conseguem retornar ao esôfago e à boca.

É descrito como uma sensação de queimação na parte superior do abdômen.  É acompanhado por dor torácica, dificuldade em engolir alimentos e azia.

É causado por um enfraquecimento ou mau funcionamento do esfíncter esofágico, uma válvula muscular cuja função principal é manter os alimentos e líquidos no estômago.

Embora não seja uma doença realmente, e geralmente aparecer esporadicamente, é importante tomar algumas medidas preventivas para não sofrer outras complicações.

Considerando que existem muitos fatores que podem influenciar seu desenvolvimento, a seguir queremos compartilhar 8 dicas que podem ajudar a combater o refluxo gastroesofágico.

Coloque essas ideias em prática!

1. Evite alimentos irritantes para prevenir o refluxo gastroesofágico

Cuide da alimentação se quiser evitar o refluxo gastroesofágico

Os maus hábitos alimentares são a principal causa dos episódios contínuos de refluxo gastroesofágico.

O consumo de pratos abundantes ou a má combinação de alimentos são gatilhos para a azia e irritação no estômago.

Por esta razão, para evitar os sintomas, é melhor limitar o consumo de:

  • Carnes embutidas
  • Farinha refinada
  • Doces e massas
  • Condimentos picantes
  • Alimentos enlatados
  • Alimentos ricos em sódio

2. Perca peso

Pacientes com sobrepeso e obesidade tendem a sofrer com maior frequência com o desconforto do refluxo.

O excesso de peso produz uma pressão no estômago que muitas vezes facilita o retorno do teor de ácido ao esôfago.

  • Manter um peso saudável e equilibrado facilita a digestão dos alimentos e diminui a tendência de sofrer esse problema.

3. Pare de fumar

Pare de fumar se quiser evitar o refluxo gastroesofágico

As pessoas que fumam devem abandonar esse hábito se quiserem controlar o excesso de acidez no estômago e no esôfago.

As toxinas no tabaco reduzem a produção de saliva, uma substância que ajuda a neutralizar os ácidos para prevenir a azia.

Estes geram desidratação na boca e na garganta, o que posteriormente causa complicações devido à presença de substâncias ácidas.

4. Use roupas confortáveis

Embora muitos ignorem essa questão, o uso de roupas apertadas influencia no retorno dos sucos ácidos do estômago para cima.

Calças apertadas, cintos e algumas camisas aumentam a pressão intra-abdominal e, depois de comer, favorecem a liberação do conteúdo gástrico.

  • Usar roupas soltas ou desabotoar as calças depois de comer, são maneiras simples de evitar esse problema.

5. Adote uma boa postura

Mulher com dor nas costas

postura corporal durante e após as refeições desempenha um papel importante no funcionamento do sistema digestivo.

Isso facilita o movimento dos alimentos da boca para o estômago e, devido ao efeito da gravidade, ajuda a manter o teor de ácido onde ele precisa estar.

  • Deitar-se, ou ficar em uma posição inadequada depois de comer, aumenta as contrações abdominais e promove a passagem dos sucos para o esôfago.

6. Consuma chás

As propriedades antiácidas e digestivas de alguns ingredientes naturais servem como complemento para prevenir e tratar os sintomas do refluxo gastroesofágico.

Estes regulam o pH do estômago e ajudam a prevenir o enfraquecimento do esfíncter que regula a passagem dos fluidos ácidos.

Algumas ervas recomendadas são:

  • Hortelã
  • Cardamomo
  • Erva-doce
  • Canela
  • Gengibre
  • Limão
  • Sementes de mostarda
  • Linhaça

7. Evite o estresse

Mulher com dor de cabeça por causa do refluxo gastroesofágico

A exposição constante a situações de estresse é uma das causas mais negligenciadas do refluxo.

Algumas pessoas pensam que não tem relação, mas, na realidade, tem muito a ver com isso.

  • O estresse desencadeia reações nervosas que alteram alguns dos processos que ocorrem no trato digestivo, causando dificuldades na digestão dos alimentos.
  • Aumenta a segregação de substâncias estimulantes, como a adrenalina, associada à secreção aumentada de sucos ácidos.

8. Limite o consumo de bebidas alcoólicas

O consumo de bebidas alcoólicas em excesso produz uma irritação no revestimento do estômago e, além do refluxo, pode causar outros sintomas incômodos.

Suas toxinas impedem o processo de digestão e bloqueiam a função da válvula que impede a ida dos sucos ácidos em direção à boca.

Você sente uma forte queimação no abdômen e na garganta? Se você tiver esse problema com frequência, siga todas essas dicas para mantê-lo sob controle.

Se o sintoma persistir, ou aparecer sem motivo, consulte o médico para determinar se é devido a uma doença que necessite de maiores cuidados.