É diabético e vai viajar? Veja dicas

27 Dezembro, 2019
Uma pessoa diabética não precisa se privar de umas boas férias em outro lugar ou cumprir compromissos de trabalho em um local distante. Viajar com diabetes requer certas precauções, mas pode ser alcançado com sucesso, sem grandes problemas.
 

Existem dois fatores fundamentais que devem ser levados em consideração ao viajar com diabetes. O primeiro é garantir o acesso a medicamentos e assistência médica, se necessário. O segundo é evitar, a todo custo, sofrer ferimentos ou deficiências alimentares durante a viagem.

Além disso, é importante saber que para viajar com diabetes, é necessário ter alguma estabilidade no estado de saúde. Não é bom empreender uma jornada com fortes dúvidas sobre como o organismo se comportará. Portanto, é sempre aconselhável ter uma opinião médica e aplicar as seguintes dicas.

Viajar com diabetes: consulta prévia

Consultar o médico antes de viajar com diabetes

Viajar com diabetes envolve várias demandas. Uma delas é a necessidade de transportar uma série de medicamentos, além de ter seu histórico médico em mãos.

É aconselhável consultar o seu médico para que emita um relatório médico que especifique o tipo de diabetes que você tem e o tratamento específico.

Este documento será muito útil para o transporte de medicamentos sem problemas e, para que, caso você precise ir a uma consulta, um novo médico saiba como proceder. O mais aconselhável é traduzir este relatório para o inglês. Além disso, seu médico pode dar as recomendações do caso, dependendo do destino da viagem.

 

Opções sanitárias no destino

É muito importante saber com antecipação como funciona o sistema de saúde no local para onde você está indo. Isso inclui a identificação dos centros de saúde que podem ajudá-lo, se necessário, e os mecanismos de acesso aos medicamentos.

Normalmente, não há problema quando se trata de uma viagem nacional, mas as coisas podem ficar complicadas se você for para outro país. É muito importante também que, neste último caso, você adquira um seguro de viagem que cubra qualquer eventualidade que possa surgir.

Viajar com diabetes: remédios à mão

Os medicamentos do dia a dia devem ser levados em sua bolsa de mão, assim como os medidores e  todos os utensílios necessários, como seringas ou canetas de insulina, etc. Se você for de avião, não é conveniente enviar esses itens na bagagem despachada, pois eles podem ser danificados durante a viagem.

Também é conveniente levar alguns alimentos na bolsa de mão. Produtos como biscoitos, barras de cereais ou frutas são ideais. Se você viajar de navio, seu médico deve prescrever algum medicamento contra tonturas. Se você for de carro, cuide da temperatura em que os medicamentos ficarão e leve uma porção extra de comida.

Alimentação quando viajar com diabetes

Alimentação especial para diabéticos
 

Caso você vá para um lugar distante, é aconselhável ter o máximo cuidado com os alimentos que irá consumir. Às vezes, o rótulo dos alimentos embalados não é específico o suficiente e você pode acabar comendo algo que afete sua saúde.

Além disso, é importante saber quais são os ingredientes de qualquer prato que você comer, especialmente se for novo na sua alimentação. Não tenha medo de pedir todas as informações correspondentes e evite provar algo sobre o qual você não encontra dados suficientes.

Leia também: Descubra os melhores cereais sem glúten para incluir na sua dieta

As roupas e calçados a serem usados

É melhor usar roupas folgadas e que sejam o mais confortável possível, especialmente durante a viagem de avião, trem, ônibus, etc. Roupas apertadas não são uma boa ideia. Um aspecto muito importante é o calçado. Deve ser muito confortável, de boa qualidade e que evite a transpiração.

Você nunca deve andar descalço, principalmente se sofrer de perda de sensibilidade nos pés. É bom verificar os sapatos antes de colocá-los. Não é apropriado usar sapatos sem salto ou abertos. Aliás, o melhor é que sejam de couro macio, sem costuras internas e forrados.

Descubra: Dispositivos de controle da diabetes

Os mosquitos e o clima

Outro aspecto a considerar ao viajar com diabetes é tomar cuidado para não ser picado por mosquitos ou insetos semelhantes. Alguns desses animais podem transmitir doenças graves, o que pode complicar bastante o quadro diabético.

 

Se o local de destino tiver altitude elevada, é importante tomar precauções para evitar o mal de altitude. Além disso, lembre-se de que baixas temperaturas dificultam a absorção da insulina. Então, quando viajar com diabetes, é melhor evitar o frio ou consultar o médico se for a um local com temperaturas baixas.

  • Jansà, M., & Vidal, M. (2004). De viaje con la diabetes. Diabéticos: Presente y futuro, (60), 6-13.
  • Zenteno-López, M. A., Tzontehua-Tzontehua, I., Gil-Londoño, E., Contreras-Arroy, S., & Galicia-Aguilar, R. (2016). Continuidad de cuidados para la adherencia terapéutica en la persona con diabetes tipo 2. Enfermería Universitaria. https://doi.org/10.1016/j.reu.2016.02.001
  • Hospital universitario Ramón y Cajal. (2005). Protocolos De Cuidados – Pie Diabético.