Tratamento para as principais doenças nas unhas

· 21 de setembro de 2014
Ainda que os problemas nas unhas não costumem causar maiores transtornos e sejam de fácil tratamento, devemos estar atentos caso sejam um indicativo de algo mais grave.

As mãos fazem parte de nossa comunicação; as utilizamos para praticamente tudo. E, como não, as unhas são parte indispensável da beleza das mãos. Mas, em muitas ocasiões, elas não parecem tão saudáveis quanto gostaríamos. Como remediar sua fragilidade e as doenças associadas? Veja agora a como tratar as principais doenças nas unhas.

Principais doenças nas unhas

As mulheres amam manter as unhas sempre bem cuidadas, afinal, elas são um sinal de saúde e beleza. Mas, em certas ocasiões, seja pela alimentação incorreta, a falta de vitaminas ou inclusive devido a fungos ou infecções, as unhas se tornam mais frágeis e aparecem defeitos que começam a nos preocupar.

O que fazer então para tratar ou evitar estas doenças nas unhas? A seguir, falaremos sobre as doenças nas unhas mais comuns. Tome nota!

1. A onicomicose

Quem já passou por esse problema sabe como é incômodo e doloroso. As micoses são doenças nas unhas infecciosas causadas por fungos microscópicos. Isso é o que conhecemos como onicomicose.

Ela pode se apresentar de várias formas: como uma sombra cinza debaixo da unha ou manchas brancas nessa mesma região.

Outra característica é, por exemplo, uma espécie de engrossamento da prega cutânea que rodeia a unha. Esse engrossamento deixa as unhas grossas, frágeis ou estriadas.

Descubra: Fungos nas unhas podem causar dor? Descubra como combatê-los

Tratamentos

Primeiramente é recomendável procurar um médico para uma análise mais detalhada. Ele confirmará que tipo de fungo está causando a doença, que pode ser um dermatófito, uma levedura ou um mofo.

Se for um dermatófito, por exemplo, o que se deve fazer é uma espécie de raspagem química por meio de curativos impregnados com substâncias que amolecem as unhas para eliminar esse elemento. Além disso, também é recomendável o consumo de antifúngicos por via oral.

Enquanto o tratamento indicado pelo médico é realizado, também é possível fazer uso de simples remédios caseiros:

  • Misture três gotas de óleo malaleuca em uma colher de azeite de oliva e aplique na unha afetada utilizando um algodão. Mantenha o tratamento por vinte dias. É muito fácil. O óleo de malaleuca pode ser encontrado em lojas de produtos naturais.
  • Retire o suco de um limão. Mergulhe a região afetada no suco. É importante saber que esse tratamento é mais eficaz para a unha afetada por micose. Mantenha o tratamento por vinte dias, assim como o anterior.
  • Mergulhe a região afetada em meio copo de vinagre de sidra de maçã natural. Depois lave muito bem para não sobrarem resquícios. Se você mantiver o tratamento por dez dias, será muito efetivo.

2. Unhas encravadas

Principais doenças nas unhas

Essa é, sem dúvida, uma realidade muito comum. Costuma acontecer quando as bordas laterais das unhas (quase sempre do dedão do pé) crescem a ponto de entrarem na pele, causando dor e infecção.

Às vezes, também pode acontecer devido a algum acidente, quando algo cai em nosso pé ou usamos calçados inadequados. Além disso, também pode ocorrer quando praticamos determinados esportes.

A causa também pode ser natural, ou seja, pode haver uma unha naturalmente complicada que sempre causará esse tipo de problema.

Leia também: Como tratar unha encravada com remédios naturais

Tratamentos

  • O tratamento para as unhas encravadas quase sempre exigem uma pequena intervenção médica, pois as infecções podem chegar a ser muito sérias.
  • A primeira recomendação é sempre uma boa prevenção, e para isso é preciso lembrar, por exemplo, que é importante cortar a unha de forma reta, nunca ovalada, já que se for ovalada, pode penetrar na pele dos lados. Portanto, deixe sempre as bordas exteriores paralelas à pele.
  • Quanto aos remédios caseiros para tratar as unhas encravadas, o habitual é usar produtos que atuem como antibióticos naturais e que sejam capazes de diminuir inflamações e curar infecções. Anote: coloque um dente de alho na unha encravada e depois uma gaze por cima para tampar durante a noite. Outra opção é molhar as unhas afetadas com o suco de uma cebola durante pelo menos vinte minutos. Faça isso todos os dias por uma semana, secando bem os dedos depois. Banhos com água salgada também serão muito efetivos. Encha um balde e adicione cinco colheres de sopa de sal marinho, depois coloque os pés ou mãos de molho por vinte minutos; esse tratamento será muito eficaz.

3. Escamação das unhas

Escamação é uma das principais doenças nas unhas

Muitas pessoas sofrem com o problema de unhas descamadas. Mas o que é exatamente esse problema? Trata-se de um fenômeno onde as unhas se desprendem em finas camadas, parecidas com escamas. É incômodo e as unhas se engancham nas roupas e por vezes as danificam. É preciso levar em conta que uma unha descamada é sinal claro de um problema de saúde.

E qual tipo de doença esse problema pode indicar? Aquelas relacionadas à tireoide, à falta de hidratação, ao contato com produtos químicos, à má alimentação, à falta de descanso, ansiedade e inclusive ao estresse.

Tratamento

A primeira recomendação é que se procure um dermatologista e, além disso, que o médico faça uma averiguação sobre o que pode estar causando o descamamento das unhas. Enquanto isso, se você notar que o problema está avançando, incremente à sua alimentação doses de cálcio, vitamina A, B e D, e evite alimentos que impeçam a absorção desses nutrientes, como o café.

Também é ideal consumir líquidos, frutas frescas e verduras para prevenir que as unhas descamem. Considere também as seguintes dicas:

  • Não use esmaltes baratos ou de má qualidade, já que podem conter produtos químicos que podem danificar as unhas.
  • Utilize esmaltes específicos para evitar as escamas, pelo menos três vezes por semana. É possível encontrá-los em qualquer farmácia.
  • Evite cortar as escamas para não danificar ainda mais as unhas.
  • Anote uma dica muito eficaz e simples: mergulhe os dedos em um recipiente com vinagre de maçã durante três minutos, pelo menos duas vezes por semana.
  • Para selar as escamas e hidratar as unhas, uma solução muito simples é utilizar azeite de oliva. Será efetivo e saudável.

Agora que você já conhece as principais doenças nas unhas, não deixe de procurar um tratamento caso reconheça alguns dos sinais mencionados.