Há 4 tipos de envelhecimento, afirmam cientistas

Um estudo publicado na revista Nature Medicine sugere que o processo de envelhecimento humano pode ser dividido em quatro categorias.
Há 4 tipos de envelhecimento, afirmam cientistas

Última atualização: 21 junho, 2022

O envelhecimento é algo natural e inevitável, pelo menos para a maioria de nós. Mas você já reparou que nem todas as pessoas envelhecem na mesma velocidade? E será que no futuro poderemos retardar esse envelhecimento? Até onde poderemos chegar?

Alguns cientistas afirmam que descobriram por que as pessoas envelhecem de formas diferentes.

Alguns indivíduos podem ser considerados mais jovens ou velhos do que outros de acordo com determinados biomarcadores moleculares – e independentemente da idade biológica. Isso se deve ao processo ocorrido nas moléculas de cada indivíduo.

Os pesquisadores acompanharam 106 adultos saudáveis durante dois anos, coletando sangue e analisando outras amostras biológicas em busca de alterações moleculares. Nesse período de tempo, foram detectados marcadores novos e outros já conhecidos associados ao envelhecimento.

No final do estudo, os investigadores concluíram que existem quatro vias biológicas do envelhecimento: imunológico, renal, hepático ou metabólico. Com essas definições, será possível saber se alguém está mais propenso a, em algum momento, sofrer de diabetes, câncer ou doenças coronárias, por exemplo.

Mais pesquisas

A ideia dos responsáveis pelo estudo é continuar acompanhando o grupo por mais alguns anos para verificar eventuais mudanças nos tipos de envelhecimento de cada um.

Os cientistas ainda não sabem como identificar ao certo se uma pessoa se encaixa em um tipo de envelhecimento ou em outro, e se um mesmo indivíduo pode se enquadrar em mais de um perfil.

Com relação aos marcadores, os cientistas explicam que alguns ainda não foram totalmente compreendidos, e não descartam a hipótese de haver outras classificações. Por isso, estão atualmente conduzindo mais pesquisas, de modo a alcançarem um melhor entendimento sobre o tema.

As causas do envelhecimento ainda não são totalmente conhecidas. Parece que ainda estamos longe de solucionar essa questão, mas, atualmente, pesquisadores do mundo todo estão empenhados nesse assunto.

São fortes as evidências de que o estudo da genética e da biotecnologia continuarão a contribuir para a identificação de maneiras de retardar o envelhecimento e ajudar as pessoas a envelhecer de maneira saudável. 

Pode interessar a você...
Fafá de Belém faz desabafo sobre envelhecimento: “o Brasil é um país que despreza pessoas a partir dos 50”
Melhor Com Saúde
Leia em Melhor Com Saúde
Fafá de Belém faz desabafo sobre envelhecimento: “o Brasil é um país que despreza pessoas a partir dos 50”

Confira o desabafo feito pela cantora Fafá de Belém a respeito do envelhecimento e sobre como as pessoas mais velhas são tratadas no Brasil.