Sonolência excessiva: por que estou com tanto sono?

Há pessoas que dormem tanto durante o dia que é difícil realizar suas tarefas habituais com eficiência. Geralmente, isso se deve a razões comuns, como a falta de um sono reparador à noite. No entanto, também pode indicar um problema mais sério.
Sonolência excessiva: por que estou com tanto sono?

Última atualização: 08 Março, 2021

Existem muitas pessoas no mundo que sentem uma sonolência excessiva, e dormem tanto durante o dia que não conseguem realizar suas atividades normais da maneira adequada. No entanto, estima-se que 90% das pessoas que apresentam esse problema não o conheçam. Elas apenas deixam passar, sem prestar atenção a isso.

A questão é preocupante, porque quando uma pessoa está enfrentando uma sonolência excessiva, fica mais propensa a cometer erros e sofrer acidentes. Além disso, essa sonolência excessiva contínua nos torna mais vulneráveis ​​à deterioração do humor, aos problemas psicossociais e a uma redução na capacidade cognitiva.

Lembre-se de que, às vezes, alguém sente muito sono simplesmente porque não dormiu bem ou porque está sobrecarregado de trabalho. Esses são casos temporários. No entanto, em outros casos, a sonolência excessiva está presente continuamente, e isso pode ser um indício de problemas de saúde significativos.

Sonolência excessiva

Mulher com sonolência excessiva
A sonolência excessiva pode nos impedir de realizar as atividades normais do dia a dia.

Fala-se de sonolência excessiva quando a pessoa sente necessidade de dormir durante suas atividades habituais, ou chega a adormecer involuntariamente durante o dia. Este também é o caso quando 8 horas de sono noturno não são suficientes e a pessoa deseja dormir mais.

Essa condição é conhecida como hipersonia e é caracterizada por um estado de sonolência durante o dia. É muito importante identificar os motivos pelos quais você se sente tão sonolento, principalmente quando essa condição é constante e não pode ser superada mesmo que haja descanso.

Fala-se de hipersonia leve quando alguém se sente sonolento ao fazer atividades monótonas ou entediantes. É muito normal que isso aconteça. Há hipersonia moderada quando o sono ocorre em atividades que requerem concentração.

A hipersonia é grave se alguém sente vontade de dormir em quase todas as situações e também sente tanta sonolência que adormece sem querer. É normal que um adulto se sinta totalmente acordado depois de dormir até nove horas.

Você pode se interessar: hipnóticos ou medicamentos para dormir

Por que você sente tanto sono?

As hipersonias são classificadas em dois grupos: primárias e secundárias. As primárias são aquelas em que o excesso de sono é o sintoma básico. As secundárias correspondem aos casos em que ele é decorrente de outros distúrbios, medicamentos ou distúrbios do sono. Estas últimas são as mais comuns.

Entre as hipersonias primárias, encontramos o seguinte:

  • Narcolepsia. É um distúrbio neurológico complexo em que a pessoa experimenta episódios de sono incontroláveis. Você pode literalmente adormecer em pé. Isso acontece principalmente em situações que provocam fortes emoções.
  • Hipersonia idiopática. Ocorre quando as pessoas dormem mais de 11 horas e ainda não têm uma boa noite de sono. A razão pela qual isso ocorre é desconhecida.
  • Síndrome de Kleine-LevinOcorre na adolescência, principalmente no sexo masculino. Os afetados apresentam estágios em que dormem até 18 horas por vez e, durante a vigília, ficam irritados e confusos.

Hipersonias secundárias

Homem roncando
A apneia do sono é um dos distúrbios que podem causar sonolência excessiva. Além disso, essa condição pode estar relacionada à insônia ou a interrupções do sono.

Os casos de hipersonia secundária são muito mais comuns do que a hipersonia primária. Existem muitas condições que podem fazer parte desta lista, mas as mais frequentes são as seguintes:

  • Apneia do sono. Ocorre quando o sono noturno é interrompido porque a respiração se torna muito superficial ou para. É uma das principais razões pelas quais muitas pessoas dormem tanto durante o dia.
  • Sono interrompido e insônia. Em ambos os casos, não há um sono reparador durante a noite, e isso leva à sonolência durante o dia.
  • Outras. A sonolência diurna excessiva é um dos sintomas da doença de Parkinson e do Alzheimer. Da mesma forma, pode ser o efeito da depressão ou do consumo de uma droga que gera esse efeito colateral.

A sonolência excessiva pode ter outras causas?

Algumas pesquisas indicam que existe uma relação entre sonolência excessiva e tabagismo, alcoolismo e estilo de vida sedentário. Elas também indicam que este é um sintoma frequente entre aqueles com problemas cardiovasculares ou doenças inflamatórias.

Às vezes, uma pessoa dorme muito durante o dia simplesmente por motivos que podem ser facilmente corrigidos. Não beber água suficiente causa o aparecimento de sintomas de desidratação, e um deles é a sonolência. Por isso, é importante se manter hidratado.

O café da manhã é a refeição mais importante do dia, e quando a quantidade adequada de nutrientes não é ingerida, pode ocorrer sonolência. O excesso de estresse, assim como o alto consumo de açúcares e gorduras e a obesidade, também nos fazem querer dormir com mais frequência.

It might interest you...
Medicamentos que provocam sonolência excessiva
Melhor Com SaúdeLeia em Melhor Com Saúde
Medicamentos que provocam sonolência excessiva

Existe uma ampla variedade de medicamentos que provocam sonolência excessiva. Saiba quais são neste artigo e fique atento quando consumi-los.



  • Hausser-Hauw, C. (2014). Hipersomnia e insomnio en el adulto. EMC-Tratado de Medicina, 18(3), 1-8.
  • Patterson F, Malone SK, Lozano A, Grandner MA, Hanlon AL. Smoking, Screen-Based Sedentary Behavior, and Diet Associated with Habitual Sleep Duration and Chronotype: Data from the UK Biobank. Ann Behav Med. 2016;50(5):715–726. doi:10.1007/s12160-016-9797-5
  • Murray BJ. A Practical Approach to Excessive Daytime Sleepiness: A Focused Review. Can Respir J. 2016;2016:4215938. doi:10.1155/2016/4215938
  • Johnson RR, Popovic DP, Olmstead RE, Stikic M, Levendowski DJ, Berka C. Drowsiness/alertness algorithm development and validation using synchronized EEG and cognitive performance to individualize a generalized model. Biol Psychol. 2011;87(2):241–250. doi:10.1016/j.biopsycho.2011.03.003
  • Schwartz JR, Roth T, Hirshkowitz M, Wright KP. Recognition and management of excessive sleepiness in the primary care setting. Prim Care Companion J Clin Psychiatry. 2009;11(5):197–204. doi:10.4088/PCC.07r00545