Sonda nasogástrica: quando é utilizada?

20 de outubro de 2019
A sonda nasogástrica é uma técnica amplamente utilizada na medicina. Permite acessar a cavidade gástrica pela via nasal, graças a introdução de uma sonda.

A sonda nasogástrica é uma técnica invasiva que consiste na introdução de uma sonda pelos orifícios nasais ou boca até chegar no estômago. 

Seus fins podem ser muito variados, alguns deles são, por exemplo, a administração de medicamentos, nutrição enteral e hidratação.

Em que consiste

A técnica médico-cirúrgica da sonda nasogástrica consiste na introdução por via nasal ou oral de um tubo plástico flexível (sonda) que chega até a cavidade gástrica. Em suma, a sonda é um tubo oco que permite a introdução de certas substâncias ou mesmo a extração de outras.

Sonda nasogástrica para estudar o sistema digestivo

Existem vários tipos de sondas, em função do material do qual são feitas, da forma e dos orifícios disponíveis, assim como do calibre que tenham. Tal calibre faz referência ao diâmetro de seu orifício interno, que será variável em função do objetivo da sonda.

Existem protocolos normatizados para a introdução correta da sonda, que dependem, entre outros fatores, se o paciente se encontra consciente ou inconsciente.

Descubra: Intubação com laringoscópio de Bullard

Quando é usada a sonda nasogástrica?

Em resumo, esta técnica pode ser utilizada para diversos objetivos médicos, tais como:

  • Aspiração do conteúdo intestinal. Uma aspiração pode ser requerida quando existe uma obstrução intestinal, causada por diversas doenças. Além disso, pode ser usada nos casos de dilatação intestinal ou de íleo paralítico (pseudo-obstrução intestinal).
  • Diagnóstico. A sonda nasogástrica pode ser requerida como um exame de diagnóstico auxiliar que permite conhecer o estado do estômago ou do intestino, por exemplo, nos casos de hemorragia intestinal, causados por alguma lesão ou traumatismo.
  • Terapêutico. A sonda nasogástrica pode ser utilizada para diversas finalidades terapêuticas, a mais comum é a conhecida lavagem gástrica. A lavagem gástrica é utilizada nos casos de intoxicação, já que mediante a introdução de certos líquidos pode-se descontaminar a cavidade gástrica.
  • Administrar alimentação enteral. Mediante esta técnica é possível introduzir diretamente na cavidade gástrica alimentos líquidos ou fórmulas alimentares, nos casos em que não é possível a alimentação oral.

Procedimento de introdução da sonda

Para a correta introdução da sonda é importante seguir uma série de passos:

  • Primeiramente, antes de introduzir a sonda, assegure-se de dispor de todo o material e lavar as mãos.
  • Em seguida, assegure-se de encontrar uma área adequada, confortável e corretamente iluminada.
  • Depois, explique ao paciente no que irá consistir o procedimento e peça sua colaboração para facilitar a técnica.
  • Sempre que puder, é recomendável colocar o paciente na posição sentada, a fim de reduzir o reflexo de náuseas e facilitar a deglutição.
  • Posteriormente, examine a mucosa bucal e os orifícios nasais.
  • Melhore a permeabilidade nasal. Em suma, faça o paciente respirar por um orifício nasal mantendo tampado o outro, e repita com o outro orifício. Em seguida, faça com que o paciente assoe as duas narinas.
  • Escolha o orifício nasal com maior permeabilidade.
  • Verifique a integridade da sonda.
  • Além disso, calcule o comprimento adequado da sonda. Para isso, meça a distância entre o lóbulo da orelha e o orifício nasal e daí até o processo xifoide, esta será o comprimento necessário para chegar na cavidade gástrica.
  • Depois, lubrifique a extremidade da sonda com lubrificante anestésico hidrossolúvel, para evitar lesões ao introduzir a sonda.
  • Levante o rosto do paciente e introduza a sonda pelo orifício nasal com um ângulo entre 60 e 90 graus com relação ao plano do rosto, até chegar na parede da faringe.
  • Em seguida, avance lenta e cuidadosamente a sonda, pedindo para o paciente que degluta, oferecendo água se desejar.
  • Continue avançando a sonda pelo esôfago até que a marca previamente realizada chegue ao orifício nasal, assim saberá que a sonda terá chegado ao estômago.

Talvez te interesse: Tratamento natural para as úlceras no estômago

Verificação da correta colocação da sonda nasogástrica

Sistema digestivo

Para checar se o procedimento foi bem feito, é possível realizar os seguintes procedimentos:

  • Aspirar através da sonda. A saída de material gástrico informará a correta colocação da sonda.
  • Além disso, insuflar ar através da sonda enquanto se ausculta a região do epigástrico. Se a sonda foi colocada corretamente, será possível escutar o fluxo de ar.
  • Submergir o extremo livre da sonda em um copo de água. O aparecimento de borbulhas indicará que a sonda se encontra na via aérea e que, portanto, não foi colocada corretamente no estômago.
  • T odd, WT; Shaffe, R; Sentnik, GS. Nasogastric intubation. NEJM 2006:356e16
  • Thomsen, T. W., Shaffer, R. W., & Setnik, G. S. (2006). Nasogastric Intubation. New England Journal of Medicine. https://doi.org/10.1056/NEJMvcm050183
  • Vermeulen, H., Storm-Versloot, M., Busch, O. R. C., & Ubbink, D. T. (2006). Nasogastric Intubation After Abdominal Surgery. Archives of Surgery. https://doi.org/10.1016/j.nic.2015.01.006