Sonda nasogástrica, em que consiste seu uso?

26 de agosto de 2019
A sonda nasogástrica pode servir também para realizar lavagens de estômago ou para introduzir medicamentos.

A sonda nasogástrica é um tubo que é introduzido pelo nariz até chegar ao estômago, passando pelo esôfago. Costuma ser feita de plástico ou silicone. Também se denomina sonda de alimentação gástrica.

É de grande utilidade. Serve para alimentar as pessoas que têm problemas para mastigar ou engolir os alimentos. Ademais, é usada para eliminar conteúdo do estômago ou administrar certos medicamentos.

Neste artigo explicamos seus principais usos, seu cuidado e suas possíveis complicações.

Para que a sonda nasogástrica é usada?

Como mencionamos anteriormente, a sonda permite alimentar uma pessoa que tem dificuldade para engolir ou mastigar os alimentos. Conduz o alimento diretamente até o estômago e, por isso, não serve para digeri-la, somente para facilitar sua chegada a este órgão.

Costuma ser usada em pacientes com transtornos metabólicos e gastrintestinaisDo mesmo modo, utiliza-se em certas doenças mentais que dificultam a alimentação normal; ademais, em casos graves de má nutrição ou prematuridade.

Por outro lado, a sonda nasogástrica serve para drenar o conteúdo do estômago. É um processo que se realiza quando existe uma obstrução ao longo do tubo digestivo. Ademais, em situações de intoxicação ou para preparar um paciente para anestesia.

Além disso, pode-se administrar outras substâncias através da sonda, como certos medicamentos. Sempre deve ser indicada por um médico. De fato, somente os médicos ou enfermeiros podem colocá-la. Ainda assim, os pacientes que a usam devem tomar certos cuidados e manutenção.

Colocação da sonda nasogástrica

Não deixe de ler: Os perigos da anorexia

Como cuidar da sonda nasogástrica?

A maioria dos pacientes costumam passar um tempo com a sonda. Por isso, é essencial saber como cuidá-la em casa. Em primeiro lugar, há que manter a parte externa limpa. Para isso, pode-se usar uma gaze umedecida com água morna e sabão. Em seguida, deve-se limpá-la e secá-la.

O ideal é introduzir um pouco de água logo após cada refeição ou medicação; costuma bastar colocar entre 5 a 10 ml. Do mesmo modo, deve-se comprovar que a sonda está na posição adequada. Para isso, observe as marcas que estão desenhadas sobre ela.

Caso a sonda fique obstruída, é necessário mudá-la. Em algumas situações, existe um familiar treinado para isso. No entanto, o recomendado é chamar um médico ou enfermeiro. Quando não se está administrando nada, deve-se fechar o conector da sonda.

Talvez te interesse ler também: Acalasia: diagnóstico e tratamento

Outros conselhos

Ao utilizar uma sonda nasogástrica, é necessário prestar atenção ao nariz e a boca. Se possível, o ideal é girar de vez em quando a sonda e mudar a área onde fica em contato com o nariz para evitar que se irrite. Se não pode fazê-lo diariamente, é obrigatório fazê-lo quando estiver suja ou quando a fita não grudar de forma ideal.

É necessário limpar os orifícios do nariz todos os dias. Para isso, pode-se utilizar bastões de algodão umedecido. Igualmente, deve-se seguir cuidando da higiene bucal. Ainda que não se esteja mastigando, é bom seguir escovando os dentes e a língua, no mínimo duas vezes ao dia.

Por outro lado, recomenda-se aplicar creme hidratante na área do nariz e dos lábios, já que a pele do rosto é sensível. A sonda costuma produzir certa irritação e o creme pode reduzi-la.

Creme para aliviar a irritação da sonda nasogástrica

Quais são as complicações mais frequentes?

Ainda que a sonda nasogástrica seja um dispositivo muito útil, tem certas complicações. Em primeiro lugar, pode causar lesões no nariz. Como já dissemos, o melhor para evitá-las é mudar a sonda de posição. Ademais, deve-se desinfectar e lavar a área. Caso a lesão seja importante, pode-se mudar de orifício nasal.

Em segundo lugar, quando uma obstrução ocorre, pode-se tentar resolver introduzindo água morna pela sonda. No caso da obstrução permanecer, é preciso avisar o médico. No entanto, a maioria das obstruções podem ser evitadas caso seja introduzido um pouco de água depois de cada refeição.

Outra complicação frequente é que a sonda saia do corpo. Isso pode ocorrer acidentalmente ou de maneira voluntária, já que, para alguns pacientes, a sonda incomoda bastante. Seja como for, deve-se retorná-la para o lugar, com ajuda de alguém especializado.

As náuseas e vômitos também costumam ser comuns. Principalmente quando o paciente não está bem colocado. Para evitá-lo, deve-se tentar colocá-lo deitado com uma inclinação de uns 45 º. Além disso, deve-se evitar que o alimento passe muito rápido.

Concluindo

A sonda nasogástrica é um instrumento muito utilizado. Ainda que se deva seguir indicações médicas, é importante saber como cuidá-la e mantê-la. Ante qualquer dúvida ou complicação, é importante procurar um especialista.

  • Cuidado, P. S. U. (n.d.). Sonda nasogástrica.
  • Sonda nasogástrica en enfermedades metabólicas | Guía Metabólica. (n.d.). Retrieved July 5, 2019, from https://metabolicas.sjdhospitalbarcelona.org/noticia/sonda-nasogastrica-enfermedades-metabolicas
  • Definición de sonda nasogástrica – Diccionario de cáncer – National Cancer Institute. (n.d.). Retrieved July 5, 2019, from https://www.cancer.gov/espanol/publicaciones/diccionario/def/sonda-nasogastrica
  • Preevid: Indicación para el uso de sonda nasogástrica en la hemorragia digestiva alta no varicosa. (n.d.). Retrieved July 5, 2019, from https://www.murciasalud.es/preevid/19712