Quais são os sintomas que alertam sobre o colesterol alto?

20 Outubro, 2020
A partir dos 20 anos é importante realizar check-ups e análises periódicas para verificar se nossos níveis de colesterol são os adequados e se não existe nenhum risco para a saúde.

Evitar e controlar o colesterol alto é essencial. No entanto, muitos ignoram que têm problemas de colesterol, já que inicialmente não causa sintomas evidentes. O colesterol é um tipo de gordura presente em todas as células do corpo, cuja função é necessária para o funcionamento ideal do organismo.

Embora o fígado segregue a maior parte dele, também é geralmente absorvido através de alguns alimentos que o contêm. Entre suas funções está a intervenção na formação de ácidos biliares, responsáveis ​​pela digestão das gorduras. Além disso, é o encarregado pela formação de certos hormônios sexuais e tireoidianos.

No entanto, embora muitos órgãos precisem dele, pode se tornar um gatilho para muitos problemas de saúde quando seus níveis não são controlados adequadamente. O grande problema, como já mencionamos, é que muitos não sabem que o têm em quantidades elevadas, já que, não há manifestações clínicas até que cause problemas maiores.

Como resultado, podem ocorrer sérios problemas a nível hepático, mas especialmente em relação ao sistema cardiovascular. Por exemplo, há um alto risco de desenvolver aterosclerose, que consiste no acúmulo de colesterol e de outros lipídios nas paredes arteriais, impedindo a boa circulação.

Tipos de Colesterol

Sintomas de colesterol alto

É importante considerar que se diferenciam dois tipos principais de colesterol:

  • Lipoproteína de alta densidade (HDL) ou colesterol bom. Sua função é ajudar a transportar o colesterol das células para o fígado, onde é decomposto para ser eliminado posteriormente.
  • Lipoproteína de baixa densidade (LDL) ou colesterol ruim. Pode acumular-se nas paredes arteriais e causar doenças nas artérias.

Uma pessoa tem colesterol elevado quando se acumula muito colesterol LDL ou colesterol total. De acordo com dados publicados no NHS inform:

Os níveis de colesterol total devem ser:

  • 5 mmol / L ou menos para adultos saudáveis
  • 4 mmol / L ou menos para pessoas com alto risco

E os níveis de LDL devem ser:

  • 3 mmol / L ou menos para adultos saudáveis
  • 2 mmol / L ou menos para pessoas com alto risco

Sintomas

Todas as pessoas, a partir dos 20 anos de idade, devem começar a fazer check-ups médicos que incluam um exame de sangue para determinar se os níveis de colesterol estão bons. É importante fazer isso, pois ele em si não causa sinais de alerta.

Como destaca a Clínica Mayo, excesso de colesterol pode levar à formação de depósitos de gordura nos vasos sanguíneos. Sem tratamento, esses depósitos vão crescendo até formar uma placa nas artérias. É quando o fluxo sanguíneo diminui e se apresentam complicações como:

  • Ataque cardíaco.
  • Acidente cerebrovascular.
  • Dor no peito (angina de peito).

Cabe destacar que tais condições têm algumas manifestações clínicas que podem contribuir para sua detecção; as mesmas podem variar de acordo com o problema. As mais frequentes são:

  • Náuseas
  • Ansiedade
  • Confusão
  • Visão dupla
  • Fadiga extrema
  • Falta de ar
  • Respiração difícil
  • Dor de cabeça intensa ou repentina
  • Dormência ou frieza nas extremidades
  • Opressão, pressão, plenitude ou dor no peito ou nos braços
  • Dor no pescoço, mandíbula, parte superior do abdome ou ombros.
colesterol alto

Como a presença desses sintomas indica uma complicação associada ao colesterol alto, é fundamental procurar atendimento médico. Uma vez que o profissional confirme o diagnóstico com os respectivos testes, ele poderá prescrever um tratamento, conforme o caso.

Como controlar o colesterol alto?

Em primeiro lugar, é essencial seguir o tratamento recomendado pelo médico, que inclui mudanças no estilo de vida e alguns medicamentos. Se for um caso leve, é provável que o profissional sugira apenas mudanças na dieta antes de prescrever medicamentos. Também é necessário monitorar continuamente os níveis de colesterol através de exames de sangue.

colesterol alto

 

Leia também: mitos das dietas para o colesterol

Coincidindo com uma publicação no National Center for Biotechnology Information, algumas das medidas que podem ser levadas em consideração para reduzir o risco de doenças cardíacas associadas ao colesterol alto são:

  • Não fumar.
  • Fazer exercício físico diariamente.
  • Perder peso, já que o excesso de peso é um importante fator de risco.
  • Reduzir a quantidade de gorduras saturadas em sua dieta e optar por gorduras saudáveis, presentes em alimentos como peixe ou azeite.

Em suma, fica claro que altos níveis de colesterol não causam sintomas em si mesmos. As manifestações clínicas começam a ocorrer quando há complicações devido à falta de tratamento oportuno. Por isso, é conveniente medir seus níveis de forma regular, especialmente após os 20 anos.

  • Lawes, C. M. M., Hoorn, S. Vander, Law, M. R., & Rodgers, A. (2004). High cholesterol. In Comparitive Quantification of Health Risks. https://doi.org/10.1007/s11356-012-1164-x
  • Hafiane, A., & Genest, J. (2013). HDL, atherosclerosis, and emerging therapies. Cholesterol. https://doi.org/10.1155/2013/891403
  • Lauer, M. (2012). High Blood Cholesterol. NIH Medline Plus. https://doi.org/10.1109/PESC.1997.616929
  • InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006-. High cholesterol: Lowering cholesterol without tablets. 2013 Aug 14 [Updated 2017 Sep 7]. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279316/
  • InformedHealth.org [Internet]. Cologne, Germany: Institute for Quality and Efficiency in Health Care (IQWiG); 2006-. High cholesterol: Overview. 2013 Aug 14 [Updated 2017 Sep 7]. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279318/