Sensação de calor? Descubra 6 causas dos sufocos

17 de novembro de 2019
Os sufocos são comuns em certas fases de nossas vidas, como a menopausa, mas também existem outras causas menos conhecidas que detalhamos abaixo.

Será que somente a menopausa e o climatério podem causar sufocos? Leia as informações que daremos em seguida e descubra mais!

O corpo humano reage a certos estímulos que considera estranhos ou irregulares através, por exemplo, da transpiração, dos sufocos ou de tremores. Isso é regulado no hipotálamo.

Assim, se alguém estiver sujeito a fatores externos, como a exposição a altas temperaturas, o corpo terá imediatamente o suor como resposta. A função do suor é esfriar o corpo e diminuir a temperatura até atingir os níveis normais.

O mesmo acontece quando uma pessoa experimenta alterações hormonais ou fisiológicas que afetam a capacidade termorreguladora do organismo. É quando os sufocos aparecem.

Causas de sufocos em mulheres

Os sintomas aparecem no climatério ou na menopausa das mulheres. Durante esta fase biológica feminina, o organismo passa por muitas mudanças. Embora até agora as causas das ondas de calor não tenham sido determinadas exatamente, estas são algumas possibilidades:

1. Níveis mais baixos de estrogênio

No estágio fértil feminino, os estrogênios são hormônios importantes no desenvolvimento sexual e reprodutivo das mulheres. Além disso, eles abaixam a temperatura corporal, pois participam do processo de termorregulação do corpo.

Por isso, quando há redução dos níveis de estrogênio, as alterações que ocorrem a nível cardiovascular para controlar a temperatura, como a dilatação dos vasos sanguíneos, também são afetadas e o calor acumulado aparece: os sufocos.

Mulher sofrendo de sufoco

Descubra: 8 métodos para combater o suor

2. A progesterona é uma grande causadora de sufocos

Durante a idade fértil da mulher, esse hormônio tem uma função termorreguladora durante a ovulação. Tem o efeito inverso do estrogênio: é responsável pelo aumento da temperatura corporal.

Assim, quando os níveis de progesterona começam a se alterar na menopausa, esse hormônio pode alterar o controle do calor no corpo.

Além de causar sufocos, quando os níveis de progesterona começam a cair, isso também desencadeia outros sintomas ou distúrbios. Alguns deles são, por exemplo, ganho de peso, falta de libido ou menstruação irregular.

3. Mudança da função hipotalâmica termorreguladora

Devido a alterações hormonais no climatério, o hipotálamo é afetado. Após a ausência de progesterona e estrógenos, o hipotálamo deve modificar sua função termorreguladora para ser autossuficiente. Assim, durante esse processo adaptativo, ocorrem os sufocos.

4. Uso de alguns medicamentos

Outra possível causa de ondas de calor é o uso ou consumo de alguns medicamentos, como antidepressivos e outros medicamentos psiquiátricos.

Aspirina, paracetamol e outros medicamentos para diminuir a febre também podem causar sufocos. Medicamentos para tratar o câncer de mama também. Consulte seu médico para revisar a possibilidade de substituí-los por outros.

Leia este artigo: A menopausa precoce aumenta o risco de demência

5. A relação do consumo de cafeína e álcool com os sufocos

A cafeína e o álcool têm propriedades vasodilatadoras. Por exemplo, tal como acontece com a diminuição dos níveis de progesterona e estrogênio, o sangue flui rapidamente e causa aumento da temperatura.

Se você já está sentindo os sintomas da menopausa, é recomendável não consumir álcool ou café. Isso porque as duas substâncias pioram os sufocos.

6. Ter hipertireoidismo também causa sufocos

Outra circunstância em que os hormônios modificam ou alteram o calor do corpo é em casos de hipertireoidismo.

Esta doença pode causar aumento de temperatura, sudorese e sufocos. O principal responsável por esses sintomas é a tiroxina, um hormônio responsável pela regulação dos processos metabólicos.

Pescoço da mulher sendo palpado por um médico para controle da tireoide.

Finalmente, os sufocos nem sempre estão ligados à menopausa. No entanto, sua incidência aumenta nesta fase da vida das mulheres. Por outro lado, se você apresentou episódios seguidos de sufocos, consulte seu médico para determinar a possível causa. Não se preocupe ou se desespere com essa súbita sensação de calor.

Por fim, o importante é deixar claro o que causa os sufocos, para que você possa aliviá-los. Lembre-se de que seu médico sempre será a melhor pessoa para lhe dizer o que fazer e qual tratamento seguir no seu caso em particular.