O sal marinho é realmente benéfico?

· 9 de outubro de 2013
Muitas são as dúvidas sobre o sal marinho, se é saudável, se devemos adicioná-lo ou não à comida etc. Hoje iremos tirar suas dúvidas. Não perca esse artigo!

Devido ao seu teor mais baixo em sódio e seu refinamento, o sal marinho é recomendado para pessoas com problemas cardíacos, obesos, para problemas de retenção de líquidos ou simplesmente para aqueles que desejam cuidar da saúde.

Sal marinho x sal de mesa

Primeiramente, devemos saber que o sal “comum”, passa por um processo onde o magnésio e outros minerais são eliminados.

Além disso, o iodo natural é destruído durante sua refinação e o iodo de potássio é adicionado em altos níveis, quase sempre níveis tóxicos.

Logo, é adicionada dextrose como estabilizadora e um agente de branqueamento para que o sal chegue à cor que conhecemos.

O sal do mar, ou sal marinho é seco naturalmente, ao sol. Não passa por nenhum processo e contém quantidades microscópicas de iodo natural.

Tem um sabor mais forte e é menos utilizado em receitas de cozinha, apesar de proporcionar o mesmo efeito do sal refinado.

Logo, se comparamos as características de cada tipo de sal, perceberemos por que o sal marinho é mais saudável para a ingestão diária.

Leia também: 5 benefícios para a saúde de usar pouco sal em sua comida

Extração do sal marinho para saúde.

Benefícios do sal marinho para a saúde

Ao consumir o sal marinho diariamente, equilibraremos e nutriremos nosso organismo com minerais essenciais. Alguns dos benefícios que este sal nos oferece são:

  • Excelente para a concentração e expansão muscular, estimulo dos nervos, bom funcionamento das glândulas suprarrenais e em outros processos biológicos.
  • Nos proporciona cloreto, que serve para produzir os ácidos necessários na digestão de proteínas, enzimas e hidratos de carbono.
  • É excelente para pessoas que desejem manter o peso.
  • Por conter magnésio, ajuda na produção de enzimas, transmissão nervosa, formação óssea, resistência a doenças cardíacas e fortalecimento do esmalte dos dentes.
  • Deve ser consumido por crianças pequenas, pois ajuda no desenvolvimento cerebral.
  • Ajuda a estabilizar os batimentos cardíacos e serve para regular a pressão arterial ou frear os níveis altos.
  • Elimina os depósitos de sódio prejudiciais ao corpo.
  • Permite um sono mais profundo, relaxante e longo (se ingerido com água quente antes de dormir).
  • Limpa a mucosa, congestão nasal e seios nasais.
  • Mantêm os eletrólitos no corpo, essenciais para o processamento da comunicação entre as células do cérebro.
  • Combate a retenção de líquidos e ajuda a dissolver cálculos renais.

Confira também: 5 alimentos naturais que ajudam a controlar a hipertensão

Sal marinho pode ajudar a combater os cálculos renais.

Ao contrário da crença popular, o sal marinho na dose certa não é prejudicial. Ajuda nosso corpo em vários aspectos e é mais saudável do que o sal comum, pois esse último passa por vários processos para chegar a nossas mesas.

E você? Já provou o sal marinho? Que tal começar ainda hoje?

Nilson, E. A. F., Jaime, P. C., & Resende, D. de O. (2012). Iniciativas desenvolvidas no Brasil para a redução do teor de sódio em alimentos processados. Revista Panamericana de Salud Pública. https://doi.org/10.1590/S1020-49892012001000007