Como saber se um ovo não está fresco?

No caso de consumir um ovo que não esteja fresco podemos colocar nossa saúde em risco, por isso é essencial conhecer os sinais que podem indicar que ele está com a data vencida.

O consumo per capita de ovos em todo o mundo é de pelo menos trezentas unidades por ano. Estamos falando sobre uma das fontes de proteínas mais presentes nas refeições das pessoas. Por isso é tão importante saber se um ovo não está fresco antes de consumi-lo.

Quase todos ingerem ovos em grandes quantidades, mas será que sabemos como distinguir entre uma unidade que está em seu melhor estado e outra que talvez não devêssemos comer?

Há ocasiões em que uma caixa de 12 ou 24 ovos nos traz entre 3 ou 4 unidades que estão “vencidas”.

A seguir, indicaremos a aparência de um ovo que não está fresco e outras informações de interesse.

Dicas para saber se um ovo não está fresco

A aparência da casca é fundamental

A casca é precisamente o que protege o conteúdo desta proteína nutritiva da contaminação externa. Na verdade, existem micróbios que, sob certas condições ambientais, podem penetrar e se proliferar na gema.

Portanto, é essencial verificar detalhadamente a aparência, composição, e textura da casca.

  • Um indício de casca saudável é a dureza da mesma, e também o fato de que ela não tem manchas.
  • Se você notar um pequeno buraco ou rachadura, é melhor não comprar ou consumir.
  • As cascas moles são propensas a deixar entrar agentes poluentes, já que são frágeis, além de precipitar a decomposição da substância interna.

As calazas e as claras

Como saber se um ovo não está fresco?

Um indicador que nos permite saber exatamente se um ovo está fresco ou não quando vamos cozinhar, é o estado das calazas. Estas são as formações flexíveis e esbranquiçadas que mantêm a gema no centro da casca.

Se quebrarmos uma unidade e, ao fazê-lo, percebermos que este líquido pegajoso está em um estado inteiro, abundante e perceptível a olho nu, então temos um exemplar bastante fresco. Quanto mais calazas, maior frescor.

Observar a clara também é fundamental. Se for facilmente dispersa, significa que o produto não está nas suas melhores condições.

No entanto, o problema com esses indicadores é que devemos quebrar a casca para poder verificá-los. Obviamente, os consumidores tentam identificar os ovos menos frescos quando estão inteiros.

A gema também diz muito

Outro elemento que devemos considerar é a gema. Não deve estar separada, e deve permanecer fixa do resto do líquido. Quando movemos o ovo, ela sempre deve permanecer ligada à clara.

Se vemos que ela sai ao menor movimento, estamos diante de um ovo que não é fresco. Além disso, deve parecer bastante cristalina, compacta e inteira.

É importante ressaltar que qualquer curiosidade notória na gema ou na clara é indicativa de contaminação ou decomposição. Ou pelo menos, de pouco frescor nestes produtos de consumo semanal.

Outros sinais claros de que um ovo não está fresco

Como saber se um ovo não está fresco?

O cheiro é talvez o sintoma mais importante que indica que um ovo não está fresco. Se uma unidade emite um fedor de putrefação, é correto jogá-lo fora, porque está no meio de um processo de decomposição.

O teste do copo de água

Para realizar este teste, precisamos apenas de um copo de tamanho médio. O que temos a fazer é enchê-lo com água, cobrindo um pouco menos do que o seu topo.

Em seguida, vamos colocar o ovo dentro dele. O procedimento é simples:

  • Se ele afundar, isso significa que ainda está fresco.
  • Pelo contrário, se ficar flutuando na água, é um sintoma de um ovo que não é fresco. Pode até estar em condições precárias. Nessas condições, ingeri-lo pode causar danos à saúde do consumidor.

Como os ovos estragados podem fazer mal ao corpo humano?

Cesta de ovos

No mês de agosto de 2017, um grande escândalo relacionado a ovos contaminados veio à tona na Holanda.

Foi devido à contaminação de um grande número de frangos e ovos por um inseticida chamado fipronil. Embora este problema alimentar não tenha afetado outros países, os consumidores europeus permanecem em alerta.

Além disso, a salmonella é o pior risco que um ser humano corre ao consumir um ovo em mau estado.

Esta infecção é causada por um patógeno bastante perigoso, que tem uma habilidade especial para penetrar na casca e se reproduzir na gema.

Categorias: Curiosidades Tags:
Recomendados para você